Integração

MT e MS firmam compromisso para unificar políticas públicas em defesa do Pantanal

Os governadores de Mato Grosso, Pedro Taques, e Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, firmaram o compromisso de estabelecer uma política unificada de proteção e desenvolvimento sustentável do Pantanal.

17 de Outubro de 2016 as 23h 43min

Os governadores de Mato Grosso, Pedro Taques, e Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, firmaram o compromisso de estabelecer uma política unificada de proteção e desenvolvimento sustentável do Pantanal.

O termo foi assinado neste sábado (15.10) pelos governadores e pelo ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, durante o encontro: “Futuro do Turismo e Iniciativas à Sustentabilidade do Pantanal”, realizado no Refúgio Ecológico Caiman, em Miranda (MS). A iniciativa é considerada pioneira e um marco na história dos dois Estados. 

Promovido pelo Instituto SOS Pantanal em parceria com o governo de Mato Grosso do Sul, o evento teve como objetivo chamar atenção para importância social e ambiental do Pantanal e a necessidade de unificar as políticas e estratégias de preservação do bioma que abrange os dois Estados.

Para o governador de Mato Grosso Pedro Taques, é preciso um tratamento uniforme do Pantanal, não só como parque mas como bioma. "O Pantanal, durante muito tempo, foi tratado de forma seccionada, mas o meio ambiente não pode ser dividido por leis, por governadores, por questões territoriais. Os dois Estados precisam trabalhar unidos por algo que pertence à humanidade".

A meta agora é construir uma agenda positiva a favor de políticas públicas integradas para proteção ao bioma. Com o termo assinado, governadores e ministro se comprometeram a estabelecer juntos uma área de interesse do econegócio; rever o avanço de monoculturas sobre o bioma pantaneiro; regulamentar mecanismos que assegurem a sustentabilidade social, econômica e ambiental do Pantanal; buscar por meio de Lei a regulamentação da proteção e uso responsável do bioma; além de mobilizar parcerias para consolidar um modelo de conservação com a participação dos habitantes da região pantaneira.

"Com tanta diversidade biológica, social e cultural, o desafio é conciliar atividades econômicas e promover a conservação da biodiversidade. E Mato Grosso já trabalha para superar desafios como esse com a Estratégia PCI: Produzir, Conservar e Incluir", afirmou Taques.

A estratégia busca a expansão e o aumento da eficiência da produção agropecuária e florestal de Mato Grosso, aliada à conservação da vegetação nativa e recomposição dos passivos ambientais, com a inclusão socioeconômica da agricultura familiar e de populações tradicionais. A aplicação do PCI no Pantanal em parceria com Mato Grosso do Sul foi uma das alternativas apresentadas no encontro.

O termo de compromisso estabelece o prazo de 12 meses para que os Estados e a União desenvolvam uma política conjunta. "Serão 12 meses de trabalho e nada disso vai ser feito sem chamar o pantaneiro e o trade turístico", garantiu Azambuja, destacando que um dos primeiros passos é buscar um regramento federal daquilo que compete à União, principalmente na questão ambiental.

Além disso, frisou o chefe do executivo de Mato Grosso do Sul, as secretarias de Meio Ambiente e Turismo dos dois Estados vão trabalhar de forma integrada buscando também a unificação de leis estaduais, como as que regulamentam o período de defeso da piracema. 

Instituto SOS Pantanal se preocupa com o avanço da fronteira agrícola sobre o Pantanal, que tem deixado a região vulnerável. Roberto Klabin, presidente do Instituto SOS Pantanal, fez o alerta sobre o risco dessa ocupação para o desenvolvimento de atividades turísticas sustentáveis. A mesma preocupação foi levantada pelo ministro Sarney Filho, que destacou a importância de fortalecer o ecoturismo nesse bioma.

"O Pantanal está sentindo as pressões antrópicas, o desmatamento do planalto e as mudanças no modelo da pecuária. Isso preocupa a sociedade e é preciso tomar uma decisão se quiserem ter o Pantanal como um bem da humanidade, servindo como um vetor de desenvolvimento do ecoturismo. O ministério acredita que a solução é fortalecer o Pantanal, evitar que ele acabe. O diagnóstico já foi dado e agora vamos nos associar para tomar as medidas cabíveis".


MT Agora - Gcom-MT

COMENTARIOS

Mais de Estado

Devolução

Ex-governador de MT diz que devolveu mais dinheiro à Justiça do que o valor desviado dos cofres públicos: 'Infinitamente maior'

Silval Barbosa foi solto em 2017 depois de passar dois anos preso e de devolver mais de R$ 46 milhões em bens. Segundo ele, dinheiro foi adquirido pela família ao longo de mais de 20 anos.

22 de Maio de 2019 as 10h19

Saúde

Casos de Chikungunya caem 90% em MT, segundo SES

Notificações de Zika também registram queda de 870 para 136, entre 2018 e 2019.

21 de Maio de 2019 as 09h38

Delegacias Fechadas

Mais três delegacias são fechadas em MT conforme plano anunciado pelo governo este ano

Também encerraram as atividades as delegacias de Alto Paraguai, Nova Marilândia e Santo Afonso.

21 de Maio de 2019 as 09h34

Contratos Suspensos

Governo de MT suspende contratos com empresas que receberam por plantões não realizados no Samu e Hemocentro

As empresas também foram multadas nos valores de R$ 321.900,00 e R$ 23.666,47, respectivamente.

18 de Maio de 2019 as 17h03

UTI

Após morte de bebês, secretário anuncia reabertura de leitos de UTI e novos funcionários para Hospital Regional de Sinop

Com as novas medidas, o HR deve operar em sua capacidade máxima, com 86 leitos no total, podendo chegar a média de 350 cirurgias realizadas por mês.

17 de Maio de 2019 as 09h45

Dengue

Governo alerta municípios sobre risco de contaminação de variação grave do vírus da dengue

A orientação é para que os profissionais de saúde dos municípios notifiquem todos os casos suspeitos de dengue, chicungunha e vírus da zika.

17 de Maio de 2019 as 09h42

Investigação

MP instaura inquérito para investigar leis assinadas por ex-governador de MT concedendo isenção fiscal a empresas

Conforme o inquérito, Taques assinou três leis estaduais que deram incentivos fiscais para operações de madeira em tora, feijão e suíno em pé.

16 de Maio de 2019 as 21h27

Depressão e Síndrome do Pânico

Mais de 600 professores de MT se afastaram para tratar depressão e síndrome do pânico em 2018

Mais de 2 mil profissionais se afastaram para tratamento de saúde no ano passado.

16 de Maio de 2019 as 21h25

NFC-E

Sefaz altera regras para cancelamento da nota fiscal do consumidor

As mudanças atendem ao Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) e passam a valer a partir do dia 03 de junho.

16 de Maio de 2019 as 21h13

Uso de Tecnologia

Drones vão intensificar a atuação do Fisco e da segurança pública em Mato Grosso

Dentre os novos pilotos estão servidores da Sefaz, das Polícias Militar, Civil e Judiciária, Corpo de Bombeiros, Politec, Ciopaer, Gefron, Defesa Civil e Marinha.

16 de Maio de 2019 as 21h09

No Palácio

Governador recebe reivindicações de produtores e vai analisar a pauta

Durante a reunião, o governador expôs a situação econômica do Estado e todas as ações que já foram tomadas até o momento para reduzir a máquina pública e buscar o equilíbrio fiscal.

16 de Maio de 2019 as 21h08

Recursos

Mauro Mendes não descarta corte de recursos na Unemat

A Unemat aderiu à greve das universidades federais, que reclamam dos cortes de 30% no orçamento

15 de Maio de 2019 as 10h29

Educação

UFMT, IFMT, Unemat e escolas aderem à mobilização contra bloqueios de recurso da educação

Nesta quarta-feira (15), alunos e professores das instituições devem se reunir na Praça Alencastro, em Cuiabá, em um ato político.

15 de Maio de 2019 as 10h02

Gastos

Governo de MT gasta mais de R$ 3 milhões em passagens aéreas entre janeiro e maio deste ano

Deste total, R$ 18.543,00 foram gastos em janeiro, R$ 1,427.834,00 em fevereiro, R$ 145.536,00 em março, R$ 1.474,456,00 em abril e R$ 5.306,00 entre os dias 1º e 14 de maio.

15 de Maio de 2019 as 09h55

Orçamento

'Não adianta espernear, nem fazer protesto', diz governador de MT sobre cortes no orçamento da educação

Mauro Mendes (DEM) disse concordar com as medidas tomadas pelo governo federal para cortar gastos, entre elas o bloqueio do orçamento do Ministério da Educação (MEC).

15 de Maio de 2019 as 09h53

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Enquete

Você acha que Bolsonaro está certo ao contingenciar verbas das Universidades federais?

Sim

Não

Não sei

Parcial
veja +

COTAÇÃO