Mulher que morreu negociou plásticas por rede social e CRM-MT faz alerta para cirurgias a preços baixos

Amigo de Edléia Daniele Ferreira Lira, de 33 anos, que morreu depois de fazer lipoaspiração e mamoplastia, disse que ela pagou R$ 50 para participar de grupo em rede social e tratar dos detalhes das cirurgias.

15/05/2018 - 14:07:14

   

A paciente Edléia Daniele Ferreira Lira, de 33 anos, que morreu em Cuiabá após ser submetida a cirurgias plásticas, fez a negociação para os procedimentos pelas redes sociais. Ela pagou R$ 50 para participar do grupo privado no Facebook por onde tratou das cirurgias com a empresa com sede em Minas Gerais.

O corpo da paciente foi sepultado nesta terça-feira (15), em um cemitério em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá.

Ela passou por procedimentos de lipoaspiração e redução das mamas na sexta-feira (11), teve complicações após as cirurgias, e morreu no domingo (13). O procedimento foi feito no centro cirúrgico do Hospital Militar em Cuiabá, que nega irregularidades nas cirurgias.

Depois de sofrer parada cardíaca, Daniele, como é conhecida, teve complicações e foi transferida para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular da capital, onde faleceu.

Na página, a empresa ainda divulga uma tabela de preços cobrados pelas cirurgias, que são bem abaixo dos valores normalmente cobrados.UTI) de um hospital particular da capital, onde faleceu.

"De lá, eles (da empresa) passavam o orçamento e cobravam R$ 50 pela consulta. Ele (médico) pediu os exames e no dia da cirurgia verificou os exames e fez o procedimento", contou o amigo dela, Luiz Gustavo Júnior.

O G1 entrou em contato com o contato com a empresa, por meio do telefone disponibilizado na página denominada "Plástica para Todos", a qual informou que se manifestará sobre o assunto após ter acesso ao laudo do Instituto Médico Legal (IML).

A presidente do Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso (CRM-MT), Maria de Fátima Ferreira, alerta para procedimentos oferecidos a preços baixos.

"As pessoas precisam procurar os procedimentos pensando na segurança. É preciso saber qual é o médico, a qualificaçao desse médico, para a realização daquele procedimento. Eu não posso escolher um procedimento por preço", afirmou a médica.

Em entrevista à Centro América FM, nesta terça-feira, ela informou que a entidade abriu sindicância para apurar a morte de Edléia Daniele.

Ela disse que já foram solicitados aos envolvidos no procedimentos os documentos necessários para apuração.

"Para essa análise ser feita, precisamos dos prontuários médicos, tanto da avaliação pré-operatória, do procedimento cirúrgico e da assistência no pós operatório", afirmou.

O Hospital Militar de Cuiabá faz atendimentos de baixa e média complexidade e, por isso, não tem leitos de UTI. O espaço foi alugado pela equipe médica que operou Daniele.

O diretor do hospital, coronel Kléber Duarte, alegou que esse tipo de procedimento não exige que a unidade de saúde tenha UTI e que o procedimento foi feito corretamente.

IFrame "Não somos obrigados a ter UTI no hospital. Tudo correu dentro da normalidade, todos os pré e pós-operatórios feitos dentro da normalidade, sem problema nenhum", disse.

O amigo de Daniele avalia que houve demora no socorro à paciente. "Duas horas depois da cirurgia, ela teve a primeira parada cardíaca, ficou desacordada por cerca de 20 minutos, e o médico que fez a cirurgia demorou mais de uma hora para ir ao hospital e prestar socorro", disse.

O caso também está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que abriu inquérito depois de denúncia da família.

Na certidão de óbito a causa da morte foi choque hemorrágico.

MT Agora - G1

Mais Noticias

Acidente Fatal

Mulher morre e outra fica ferida após carro capotar e bater em caminhão em MT

Dados

Em 5 meses, 1.156 denúncias de trabalho infantil são registradas em MT

Estava Agressiva

Jaguatirica é resgatada após se esconder em assentamento em Nova Ubiratã (MT)

Morte De Bancária De MT

''Médico fez a cabeça dela'', diz filho de gerente de banco de MT que morreu após procedimento com Dr. Bumbum

18/07/2018 -

Corpo de gerente de banco que morreu após procedimento estético no RJ é enterrado em MT

Lilian Calixto, de 46 anos, fez procedimento estético nos glúteos em apartamento no Rio de Janeiro, passou mal e foi levada para hospital. Corpo dela foi velado e enterrado em Cuiabá.

17/07/2018 -

''Era o pilar da família'', diz filho de bancária de MT que morreu após procedimento estético no RJ

Lilian Calixto, de 46 anos, fez procedimento estético nos glúteos em apartamento no Rio de Janeiro, passou mal e foi levada para hospital. O corpo dela é velado em Cuiabá.

17/07/2018 -

Corpo de gerente de banco que morreu após procedimento estético no RJ é velado em MT

Lilian Calixto, de 46 anos, fez procedimento estético nos glúteos em apartamento no Rio de Janeiro, passou mal e foi levada para hospital. O corpo dela é velado em Cuiabá.

17/07/2018 -

Aeroporto de Cuiabá registra o dobro de movimentação de cargas

Nos primeiros seis meses de 2018, foram processadas 24 toneladas entre importações e exportações.

17/07/2018 -

Campanha de vacinação contra sarampo e poliomielite começa em 6 de agosto em MT

A meta estadual é vacinar mais de 200 mil crianças de 1 a 4 anos. Dia 'D' da campanha será em 8 de agosto.

17/07/2018 -

Foragido, ''Dr. Bumbum'' foi indiciado quatro vezes pela polícia do DF

Clínica clandestina no Lago Sul foi alvo de operação em novembro. Paciente morreu após cirurgia em cobertura na Barra da Tijuca, no Rio, neste domingo.

17/07/2018 -

Foragido, médico conhecido como Dr. Bumbum tem passagem pela polícia por homicídio, porte de arma e ameaça

Médico fez cirurgia estética ilegal que acabou em morte de paciente na Barra; ele teve a prisão decretada e está foragido. Dr. Bumbum tem 650 mil seguidores em rede social, e é réu em mais de dez processos.

17/07/2018 -

Médico que fez cirurgia estética em bancária de MT está foragido

Paciente passou mal, foi levada para hospital e morreu duas horas depois. Mãe do médico também está foragida, e namorada foi presa. Ambas participaram do procedimento, diz polícia.

17/07/2018 -

Polícia do Rio investiga morte de bancária de Mato Grosso após procedimento estético

Mulher passou por procedimento na casa de médico, na Barra da Tijuca, no sábado (14). Lilian Calixto, de 46 anos, foi levada para hospital Barra D'Or .

17/07/2018 -

CDL e ACES cobram providencias quanto a ambulantes irregulares em Sinop

A cobrança é um clamor dos empresários que diariamente são fiscalizados, pagam altos impostos e mesmo assim ainda geram emprego e renda para Sinop.

17/07/2018 -

AMM e CNM reúnem municípios para debater recuperação de receitas

O encontro contará com a presença das equipes técnica e jurídica da entidade municipalista e do consultor da Confederação Nacional dos Municípios – CNM, Eduardo Stranz.

16/07/2018 -

Homem e adolescente morrem após carro capotar e cair de ponte em terra indígena em MT

O acidente ocorreu na região que era conhecida antigamente como Posto da Mata. Duas pessoas morreram: um homem, que dirigia o veículo, e um adolescente, que seria filho dele.

16/07/2018 -

Onça-pintada é atropelada por caminhonete e morre em rodovia de MT

Animal foi encontrado morto às margens da MT-242 próximo ao município de Nova Ubiratã. O condutor do veículo que atropelou o animal não ficou no local e não foi identificado.

15/07/2018 -

Mãe dorme e mata bebê de um mês sufocado em MT

Caso ocorreu neste domingo (15), no Bairro Jardim Vitória, em Cuiabá.

15/07/2018 -

Com mais de 5 mil focos de incêndio no ano, MT começa período proibitivo das queimadas

O período de proibição das queimadas em zona rural começou neste domingo (15) e vai durar 90 dias, até o dia 15 de outubro, podendo ser prorrogado.

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora