Estado

Nove pessoas morrem em acidentes de trânsito na Grande Cuiabá no último fim de semana

Em todos os casos os acidentes ocorreram porque os envolvidos não se atentaram às regras de trânsito, segundo a Deletran. Delegado criticou as obras de mobilidade que foram entregues à população sem as mínimas regras de segurança.

Acidentes | 10 de Outubro de 2018 as 19h 55min
Fonte: Centro América FM

Em um dos casos, casal morreu atropelado em faixa de pedestre por carro em alta velocidade em Cuiabá — Foto: Reprodução

Nove pessoas morreram em acidentes de trânsito no final de semana em Cuiabá e em Várzea Grande, região metropolitana da capital mato-grossense. Segundo o delegado Christian Cabral, da Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran), em todos os casos os acidentes ocorreram porque os envolvidos não se atentaram às regras de trânsito.

O delegado foi entrevistado no jornal Primeira Página, na Centro América FM nesta quarta-feira

(10). As mortes ocorreram entre sexta-feira (5), sábado (6) e domingo (7) e tiveram como vítimas um bebê, jovens, adultos e um idoso.

“Não só foi o fim de semana mais violento, mas acredito que da história de Cuiabá. Apenas no sábado seis pessoas morreram no trânsito em Cuiabá”, disse o delegado.

O delegado criticou as obras de mobilidade que foram entregues à população sem as mínimas regras de segurança.

“Em todos esses casos nenhum acidente foi causado por embriaguez ou falta de carteira de habilitação. Imperou a questão da inobservância das regras de circulação viária e em especial os ambientes viários construídos e entregues à população sem a observância das regras mínimas de segurança viária”, declarou o delegado.

Para Cabral, os gestores municipais e estaduais priorizaram a circulação rápida de veículos e se esqueceram dos demais usuários do trânsito, como pedestres e ciclistas.

“O grande problema é que as pessoas dimensionam o custo da obra, mas não dimensionam o custo que um acidente causa, tanto para o poder público quanto para as famílias dos envolvidos no acidente. Esse custo é extremamente elevado”, finalizou o delegado.

Casos

Entre os casos está a de um idoso que foi atropelado na Avenida Júlio Campos, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, na manhã de sexta-feira. João Aquino de Lima, de 69 anos, estava atravessando a avenida quando foi atingido por um veículo HB20. No local do acidente não há faixa de pedestres.

Em outro caso, uma jovem e um bebê morreram depois de serem atropelados em um acidente na manhã de sábado entre uma motocicleta e um caminhão no Bairro Altos da Serra, em Cuiabá.

Gabriela Jesus dos Santos, de 18 anos, estava na moto com o marido, Carlos Soares, e o filho de cinco meses.

O caminhão caçamba seguia pela preferencial, em velocidade acima do permitido, quando a motocicleta fez a conversão para entrar na via. O motorista do caminhão não conseguiu frear a atropelou os ocupantes da moto.

Ainda no sábado, um casal morreu atropelado por um carro em alta velocidade na Rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251), em Cuiabá. José de Jesus, de 54 anos, e Rosângela Francisca da Silva, 56 anos, morreram no local.

O casal estava atravessando a faixa de pedestre, próxima a um mercado quando foram atingidos pelo veículo. Segundo a Polícia Civil, José foi arremessado por 90 metros de distância da faixa de pedestre e ela por 20 metros.

De acordo com a polícia, o condutor do veículo disse que não viu o casal, pois o local estava escuro.

COMENTARIOS

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

TEMPO AGORA

Hoje, Segunda Feira

Lucas do Rio Verde, MT

Tempestades

30º

COTAÇÃO