Policias do MT retomam mobilização em Mato Grosso por salários

Exército nas ruas, cidadãos tensos e mortes. Até aqui, 93 mortes. A greve da Polícia Militar na Bahia assombra o Brasil.

08/02/2012 - 10:38:27

   

 

Exército nas ruas, cidadãos tensos e mortes. Até aqui, 93 mortes. A greve da Polícia Militar na Bahia assombra o Brasil. E causa efeito. Em Mato Grosso, policiais civis e militares – que haviam recuado de um movimento iniciado no começo do ano – já retomaram o processo de mobilização. A situação foi confirmada nesta terça-feira, 7, pelo deputado federal  Juliano Rabelo (PSB-MT), um cabo da Polícia Militar, que está exercendo o mandato em substituição ao deputado Valtenir Pereira.

 “Em Mato Grosso, policiais vão fazer mobilização por melhores salários, devido desvalorização da categoria e falta de efetivo” – disse  o militar-parlamentar, ao comentar o assunto na Câmara dos Deputados. Ele informou que no próximo dia 9, policiais de São Paulo e Rio têm reunião e podem decretar greve. O deputado diz que pessoas da categoria policial do Brasil inteiro têm ligado para ele e informado mobilização. 

A situação é de grave tensão. A paralisação na Bahia, segundo as autoridades, provocou um ressurgimento de assassinatos e assaltos, tendo-se registado um aumento da criminalidade de mais de 150 por cento, em relação a semanas anteriores. Em cinco dias, houve 93 assassinatos naquele estado, principalmente na capital, Salvador, e nas áreas vizinhas, de acordo com um relatório divulgado este domingo. Esse quadro se desenha em Mato Grosso.

Aliás, quadro que  pode ser até pior, já que, por no Estado, a segurança pública é ainda mais questionada diante da violência assustadora – baseada em ataques a caixas eletrônicos, assaltos a bancos, roubo de veículos, entre outros, movidos, em grande parte, pelo tráfico de drogas.

No dia 22 de janeiro, 24 Horas News publicou, com exclusividade, os movimentos dos militares. Com base numa carta deixada pelo soldado-PM Alex Oliveira, morto aos 31 anos de idade por um bandido, levou ao acesso a um documento sigiloso que vinha sendo preparado pela classe – juntamente com os policiais civis. “Os baixos salários pagos aos policiais, civis e militares podem ganhar contornos de uma futura paralisação, tanto por melhores salários, como pela contratação e mais homens. Em silêncio, já existe uma grande movimentação em Cuiabá, Várzea Grande e em algumas cidades do interior” – informou na ocasião.

Um graduado da PM fez questão de destacar, que  as três principais exigências - por enquanto a palavra é negociação -, que os militares iriam  lutar. São eles:  um salário digno; o aumento do efetivo e uma substancial melhora nas condições de trabalho. Os policiais em Mato Grosso se queixam da falta de armas pesadas e fardamento adequado. Querem ainda coletes a prova de balas modernos, viaturas adequadas: velozes, resistentes e equipadas, alimentação balanceada e, principalmente uma boa retaguarda: orientação de especialistas em combates a bandidos, perigosos ou não.

O documento que 24 Horas News teve acesso trazia à tona situações preocupantes. Números que ajudam a explicar a violência que permeia o Estado. Como o baixo número de efetivos, calculado em 7 mil homens. “Mais de quatro mil estão fora de suas atividades fins. Só restam três mil” – diz o documento. Como a PM trabalha em regime de 24 horas de plantão por 72 horas de folga, só restam 1.000 homens para trabalhar por dia em todo o Estado.

Hoje Mato Grosso precisaria, segundo o documento,  ter, no mínimo 20 mil policiais militares e oito mil civis. O efetivo de hoje ainda é o planejado para a segurança pública da década de 80.

O documento é longo. Fala sobre o fortalecimento da instituição policial militar. Diz que, apesar das deficiências  e carências, principalmente de pessoal, a força e a luta contra o crime organizado continuam em alta. Tanto é verdade, que as penitenciárias e as cadeias públicas estão sempre superlotadas de bandidos.

De acordo com o cabo-parlamentar, a categoria da segurança de todo o Brasil pressiona por aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 300, que define piso nacional de policiais militares, civis e bombeiros. Eles cobram promessa da campanha da presidente Dilma Rousseff. Senadores da subcomissão de Segurança Pública se negaram nesta terça-feira a enviar comissão de parlamentares na Bahia para negociar salário e apaziguar ânimos no Estado.

Na Câmara, o deputado federal delegado Protógenes Queiroz (PCdoB-SP) protocolou na Comissão de Segurança Pública da Câmara dos Deputados, o envio de grupo de parlamentares à Bahia para negociar greve e alternativas para a situação de verdadeira guerra civil que se instalou no Estado há uma semana.

 

Com informações do 24 Horas News

Mais Noticias

Coaching

Mato Grosso é destaque na revista Exame por implantar coaching na gestão pública

Acima do Peso

Cuiabá é a capital do Centro-Oeste com mais habitantes acima do peso, diz pesquisa

Frota de Veículos

Frota de veículos em Mato Grosso aumenta quase 60% em quatro anos

Pedágio

Tarifa de pedágio na MT-235 fica mais cara

04/01/2018 -

CGE alerta servidores sobre conhecimento da legislação e deveres funcionais

A principal vertente do Programa de Controle Disciplinar é a prevenção, ou seja, orientar os servidores acerca do que devem e não podem fazer no ambiente de trabalho

04/01/2018 -

Rodovias estaduais registram 12 acidentes sem vítima fatal

O número é menor que o registrado no mesmo período do ano passado, quando houve 15 acidentes.

04/01/2018 -

Governo repassa mais de R$ 2,3 bilhões aos municípios

Valor é referente ao período de janeiro a novembro de 2017 e foi maior que o enviado no mesmo período de 2016 às prefeituras

04/01/2018 -

Serviços essenciais, energia elétrica e saneamento lideraram reclamações no Procon em 2017 em MT

De acordo com o levantamento, divulgado nesta quarta-feira (3), de 1 de janeiro a 31 de dezembro de 2017, o Procon realizou 31.641 atendimentos.

03/01/2018 -

Transportados sem nota fiscal, 290 celulares avaliados em R$ 136 mil são apreendidos

Apreensão ocorreu no Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande. A empresa responsável deve responder a um Termo de Apreensão e Depósito (TAD).

02/01/2018 -

Mato Grosso terá 21 dias de feriados e pontos facultativos em 2018

Nos órgãos públicos e no Poder Executivo serão 10 pontos facultativos. Os feriados e pontos facultativos não devem afetar a prestação dos serviços considerados essenciais.

02/01/2018 -

PRF registra 2 mortes e redução de 10% de feridos em acidentes no Ano Novo em MT

Foram realizados 606 testes de alcoolemia, 1,5 mil registros de veículos com excesso de velocidade. Ainda, 32 motoristas ou passageiros estavam sem cinto de segurança.

02/01/2018 -

Padre de MT causa polêmica após postar foto com arma em rede social

Thiago Bruno publicou a imagem no WhatsApp Status e causou polêmica nas redes sociais. Um amigo dele gravou um vídeo alegando que a arma é objeto de decoração.

28/12/2017 -

Número de colisões frontais reduz 28% na BR-163

Quantidade de mortos caiu 42,5% em 2017, em relação a 2016

21/12/2017 -

Fluxo de veículos leves aumenta 65% na BR-163

Maior movimento durante o feriado prolongado é previsto para esta sexta-feira (22)

18/12/2017 -

Sefaz realiza Plantão Fiscal na região norte

Para ficar em dia com as obrigações fiscais, os devedores devem renegociar suas dívidas e efetuar, em janeiro de 2018, a solicitação para que ocorra uma nova inclusão como optante do Simples Nacional.

13/12/2017 -

FAB faz operação para resgatar corpos de família que estava em avião que caiu em área de mata em MT

Família decolou de distrito em Colniza em direção à Juara, no sábado (9). Os destroços do avião foram encontrados numa região de mata a 24 km de Juruena.

13/12/2017 -

Professora morre após carro ser esmagado por caminhão em rodovia de MT

Professora de 79 anos morreu no local do acidente, na BR-070, em Barra do Garças. Motorista disse à PRF que a vítima fazia uma ultrapassagem no momento do acidente.

13/12/2017 -

Criança de 3 anos é resgatada a 7 metros de altura ao ficar presa em corrimão de escada rolante em aeroporto em MT

Segundo a PM, o menino foi entregue aos pais sem lesões e ferimentos. Caso foi registrado no Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande.

13/12/2017 -

Professora é internada após ingerir perfume supostamente colocado por aluno em garrafa d'água em MT

Minutos antes, professora tinha chamado a atenção de aluno que estava borrifando perfume em sala de aula, segundo o marido dela. Maria Célia de Oliveira Schoenherr é alérgica a perfume.

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora