Estado

Preço do óleo diesel em MT não caiu mesmo após redução de R$ 0,46 anunciada pelo governo federal, diz sindicato

Sindicato que representa os varejistas do produto diz que o desconto ainda não chegou nos postos. Valor médio do diesel em Cuiabá é R$ 4 nesta semana, segundo ANP.

Diesel não baixou | 03 de Junho de 2018 as 19h 39min
MT Agora - G1

Desconto ainda não chegou nas bombas, diz Sindipetróleo (Foto: Cristina Mayumi/ TVCA)

A redução de R$ 0,46 por litro de diesel anunciada pelo governo federal ainda não teve reflexo nas bombas dos postos de combustível de Mato Grosso. A informação é do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis de Mato Grosso (Sindipetróleo).

De acordo com a instituição, as distribuidoras ainda não receberam o desconto prometido pelo governo e, portanto, não repassou aos postos.

A medida anunciada pelo governo federal, na terça-feira (29), passaria a valer a partir desta sexta-feira (1º) para os postos que adquirissem diesel com o desconto propagado.

A redução faz parte do pacote de medidas sancionado pelo governo, na quarta-feira (30), atendendo às reivindicações do caminhoneiros, que paralisaram as atividades por 10 dias.

Além da redução, em Mato Grosso, o governador, Pedro Taques (PSDB), também anunciou que reduziria de R$ 0,17 no valor do diesel.

No entanto, de acordo com o Sindipetróleo, por uma questão de cálculo do Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final (PMPF), essa redução também não chega nas “bombas”.

“Considerando que os preços de pauta apenas são utilizados como referência, sua redução não definirá os preços para a revenda de combustíveis. Alterações na PMPF podem impactar nos preços, mas não na mesma proporção do realizado na pauta”, diz nota emitida pelo órgão.

De acordo com dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP), atualmente, o valor médio do diesel para o consumidor em Cuiabá é de R$ 4. Já em Rondonópolis, a 218 km da capital,o preço é de R$ 4,09 e, em Sinop, a 503 km de Cuiabá, de R$ 4,18.

Entenda o cáculo
O programa de subvenção foi instituído pela medida provisória nº 838 e regulamentado pelo decreto nº 9.392, ambos de 30 de maio de 2018.

Da redução de R$ 0,46 por litro de diesel anunciada pelo governo, R$ 0,16 virão do corte a zero da Cide e redução do PIS-Cofins. Os outros R$ 0,30, para chegar aos R$ 0,46, virão do subsídio do governo, que na prática será uma compensação à Petrobras.


COMENTARIOS

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

TEMPO AGORA

Hoje, Domingo

Lucas do Rio Verde, MT

Tempo nublado

23º

COTAÇÃO