BR-163

Sem financiamento, duplicação da BR-163 está parada

Diante da situação, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) tem em andamento processos que podem levar ao fim antecipado de concessões.

Fonte:Fonte: Diário De Cuiabá
18 de Agosto de 2018 as 16h 52min

Sem o financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), as obras de duplicação da BR-163/364, nos trechos sob a concessão da Rota do Oeste, estão paradas desde 2016, em Mato Grosso. O empréstimo foi um compromisso firmado pelo Governo Federal à época do leilão para privatização de trecho da rodovia. Sem uma solução possibilitando o reequilíbrio de contrato, a concessão está sob risco iminente.

Mas, o problema não ocorre somente no Estado e envolve várias concessionárias, sendo que as rodovias com mais dificuldades são principalmente as leiloadas durante a terceira etapa de concessões, entre 2013 e 2015 (no governo Dilma Rousseff), que teve entre os vencedores algumas das empresas envolvidas na Lava-Jato. No geral, são mais de 5.000 quilômetros licitados deveriam ser totalmente duplicados em cinco anos. Quase nada foi entregue até agora, limitando os ganhos de produtividade e de segurança esperados pelas privatizações.

Diante da situação, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) tem em andamento processos que podem levar ao fim antecipado de concessões. Alguns deles foram iniciados a pedido das próprias empresas em dificuldades. Se os contratos forem encerrados, as vias voltarão às mãos do governo e passarão a disputar o escasso orçamento do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) para obras e manutenção.

Dentro desse cenário, não é descartada a possibilidade de um colapso caso ocorra a devolução dos contratos por parte de todas as concessionárias. Por isso, a conversas em busca de soluções se dão no âmbito do Governo Federal com a Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR), entidade que representa a categoria no País.

No Estado, a Concessionária Rota do Oeste garante que vem cumprindo as suas obrigações contratuais, com exceção da frente de duplicação, consequência maior do problema apontado no setor. “Todo o trecho de 850,9 quilômetros da BR-163 sob a responsabilidade da empresa conta com equipes permanentes de manutenção, recuperação e conservação”, informou a empresa por meio da assessoria de imprensa. A Rota do Oeste, empresa da Odebrecht Transport, assumiu a concessão da BR-163 em março de 2014.

Mas, além da falta de financiamento, outro problema enfrentado pelas concessionárias do mesmo lote de licitações, têm sido o fluxo de veículos abaixo do previsto. Até por conta do agronegócio, a BR-163 é a que menos sofreu essa redução, mas ainda assim, segundo a Rota do Oeste, ficou aquém do projetado pelos estudos para o leilão.

Assim, o dinheiro adquirido com a cobrança de pedágio vem sendo usado para fazer a manutenção básica da rodovia e trabalhos operacionais, como atendimento médico e guincho. Contudo, o valor da ordem de R$ 30 milhões ao mês é apontado como insuficiente para as grandes intervenções de ampliação ou duplicação, que demandariam recursos da ordem de R$ 1,7 bilhão.

“Em Mato Grosso, a Rota do Oeste trabalha para fazer sua parte, reinvestindo 100% do valor arrecadado em pedágios na rodovia, garantindo acréscimo de conforto, segurança e fluidez”, afiançou a empresa. “A Rota do Oeste entende que há alternativas para o problema, entre elas, a reprogramação de investimentos, que permitiria a retomada mais rápida das duplicações, preservando os atuais níveis tarifários e observando os interesses dos usuários”, completou.

A concessionária informou ainda que segue acompanhando a regulamentação da Lei 13.448, que estabelece novas diretrizes para a prorrogação de contratos de parceria nos setores aeroportuário, ferroviário e rodoviário.

A Rota do Oeste tem a concessão de 850,9 quilômetros da BR-163, desde a divisa de Mato Grosso do Sul a Sinop (503 quilômetros, ao norte de Cuiabá). Porém, tem a obrigação contratual de duplicar 453 quilômetros (da divisa do Estado com Mato Grosso do Sul a Rondonópolis e do Posto Gil a Sinop). O trecho restante é de responsabilidade do Departamento Nacional Infraestrutura (DNIT).

INVESTIMENTOS – Desde que assumiu a concessão da BR-163, a Rota do Oeste investiu mais de R$ 1,7 bilhão na rodovia. O projeto prevê investimentos na ordem de R$ 6,8 bi ao longo dos 30 anos. Também investiu ainda mais de R$ 4 milhões em reaparelhamento da Polícia Rodoviária Federal (PRF), incluindo equipamentos, mais de dez veículos e bases móveis.

Além das atividades de recuperação e manutenção da rodovia, a concessionária faz o repasse de Imposto Sobre Serviço (ISS) aos 19 municípios lindeiros à BR-163, que já somam quase 90 milhões.

Para atender aos usuários, a concessionária destacou que construiu 18 bases, uma a cada 47 quilômetros de distância, em média. A empresa conta também com um aparato de 76 veículos, entre caminhonetes, guinchos leves e pesados, ambulâncias (sendo cinco UTIs móveis) e veículos específicos para captura de animais.

“Desde o início do funcionamento dos serviços operacionais, já foram realizados mais de 420 mil atendimentos, que vão desde a remoção de um objeto da pista até o resgate de uma pessoa que se envolve em um acidente. Após a chegada da Rota do Oeste em Mato Grosso, o número de mortes na BR-163 reduziu 41%, passando de 146 registros em 2013 para 86 no último ano”, pontuou.


COMENTARIOS

Mais de Estado

Atualização

SES monitora 11 casos confirmados e 385 suspeitos de coronavírus em MT

Pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do estado e dos municípios

26 de Março de 2020 as 17h56

Prevenção

MPE, MPF e MPT notificam Governador a suspender decreto que libera comércio

Foi estabelecido um prazo de 24 horas para que o governador se manifeste se irá, ou não, cumprir a recomendação.

26 de Março de 2020 as 17h35

Novo Decreto

Novo decreto de Mauro autoriza comércio abrir as portas em todo o estado

Decreto mantém medidas de isolamento social e segue orientação da Sociedade Brasileira de Infectologia

26 de Março de 2020 as 10h36

Reunião

Estado cobra liberação de R$ 1 bilhão do FEX para combater coronavírus

Mauro Mendes e governadores do centro-oeste conversaram com presidente da República

24 de Março de 2020 as 18h18

Comércio Fechado

Governador de MT diz que cidades que não têm registros de Covid-19 não precisam fechar todo o comércio

Mauro Mendes alerta para o risco de desabastecimento e aumento no índice de criminalidade.

24 de Março de 2020 as 18h11

Efeito COVID-19

'Se pararmos de trabalhar, morreremos todos de fome', diz governador de MT

A previsão é que a arrecadação diminua cerca de 30% em abril. Mauro Mendes afirmou que não tem como pagar salário se não entrar receita no estado.

24 de Março de 2020 as 18h06

Medida Urgente

Entenda como será possível construir 200 leitos em apenas duas semanas

Modelo do projeto prevê a montagem das paredes com painéis isotérmicos. Uma estrutura eficiente de fácil montagem que reduz do tempo de obra

23 de Março de 2020 as 21h18

Atualização

Segunda-feira (23): SES monitora 6 casos confirmados e 210 suspeitos de coronavírus em MT

Pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios

23 de Março de 2020 as 21h14

Fake News

Polícia Civil checa origem de informações falsas que circulam nas redes sociais

População deve buscar informações sobre o coronavírus pelos órgãos oficiais como o Ministério da Saúde e a Secretaria de Estado de Saúde

23 de Março de 2020 as 21h12

Novas Medidas

Estado proíbe bares e conveniências; restaurantes ficam restritos

Determinação visa coibir aglomerações nos locais, evitando o contágio

23 de Março de 2020 as 21h09

Saúde

Detran-MT suspende atendimento presencial em todo Estado

A suspensão imediata das atividades de atendimento ao público, inicialmente, será até o dia 05 de abril, podendo este prazo ser revisto a qualquer momento

23 de Março de 2020 as 21h07

Diagnótico

Teleconsultoria auxilia profissionais da saúde e esclarece dúvidas sobre coronavírus

O programa Telessaúde de Mato Grosso promove aulas sobre o tema. Já o Ministério da Saúde disponibilizou o telefone 0800 644 6543 e um link onde é possível acessar informações clínicas sobre o tratamento à COVID-19

23 de Março de 2020 as 21h03

Referência

Estado começa construção de 200 leitos no Hospital Metropolitano

Obras para ampliação da unidade começaram nesta segunda-feira (23.03) e devem ficar prontas nas próximas semanas

23 de Março de 2020 as 21h00

Pandemia

Sistema Penitenciário de Mato Grosso não possui nenhum caso suspeito de coronavírus

Em Rondonópolis, presa manteve contato com sobrinha que veio do exterior, contudo, não nem ela e nenhum familiar tiveram sintomas

23 de Março de 2020 as 20h57

Medidas Adotadas

Sefaz suspende atendimento presencial e telefônico como medida preventiva ao novo coronavírus

A Sefaz ressalta que mais de 90% dos serviços e informações fazendários estão disponíveis aos contabilistas e contribuintes, tanto pessoa jurídica como física, de forma online

23 de Março de 2020 as 20h54

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

veja +

COTAÇÃO