Fiscalização De Barragens Em MT

Sema planeja fiscalização das 48 barragens instaladas em Mato Grosso

O monitoramento será realizado inicialmente por análises de geoprocessamento e sensoriamento remoto, para posterior visita in loco, em parceria com o Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM)

Fonte:MT Agora - Assessoria
07 de Dezembro de 2015 as 01h 12min

Das 48 barragens de rejeitos de mineração instaladas em Mato Grosso, nenhuma delas tem classificação de alto risco, conforme o Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM). De forma preventiva, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) informa que montou um planejamento de vistoria e irá apresentá-lo à equipe do DNPM para que, juntos, possam visitar 25 barragens classificadas em C e D (médio risco) e 23 classificadas em E (baixo risco).
 
Em primeiro momento, a equipe técnica fará o monitoramento a partir de análises de geoprocessamento e sensoriamento remoto. Com base nos resultados dessa etapa, serão realizadas inspeções in loco. O secretário adjunto de Licenciamento Ambiental, André Torres Baby, explica que se reuniu com a equipe de gestão da Sema para alinhar ações. Da etapa de monitoramento, por exemplo, resultará um relatório que será encaminhado ao Gabinete da Direção da Sema para auxiliar, caso necessário, na tomada de decisão no âmbito da gestão e do licenciamento ambiental.
 
“Se for identificado algum problema nas análises geoespaciais ou nas vistorias in loco iremos compor o DNPM, pois em primeiro instante a segurança das barragens é de responsabilidade do mesmo, mas a Sema atua com competência suplementar nestes casos. Além disso, iremos monitorar não só as barragens, mas os funcionamentos das atividades mineradores e todo o contexto no que tange aos aspectos de controle e preservação ambiental”, assegura o secretário adjunto.
 
Além de André Torres Baby, participaram da reunião outros gestores da Sema: a superintendente de Infraestrutura, Mineração, Indústria e Serviços da Sema, Lilian Ferreira; o superintendente de fiscalização da Sema, Fagner Augusto do Nascimento; e o coordenador de Mineração Germano Gomes.
 
Como medida de prevenção a qualquer desastre ou impacto ambiental e social, a Sema convidará a Defesa Civil para auxiliar nesse trabalho. “A secretaria se mantém atenta quanto ao monitoramento de qualquer empreendimento que ofereça risco ao meio ambiente. Por isso as ações de precaução e prevenção são importantes para dar subsídios ao Governo do Estado em suas decisões e também tranquilizar e informar a população sobre o estado das barragens no Estado”, acrescenta o secretário adjunto.
 
Para o superintendente do DNPM em Mato Grosso, Márcio Correa Amorim, a iniciativa da Sema é importante para reforçar a tranquilidade da população quanto às barragens que estão no estado, mas garante que elas não oferecerem alta classificação de risco. Ele explica que as avaliações da categoria de risco iminente de rompimento e do dano potencial associado são classificadas de forma decrescente de A a E. “A barragem mais próxima de dano potencial associado está em Poconé, onde há zona habitada próxima, mas os técnicos do DNPM foram até o local no início deste ano para cobrar que a empresa apresente uma proposta de dividir a barragem em duas, agora a equipe vai voltar lá para avaliar a proposta”.
 
Barragem de mineração
A Lei n° 12.334, de 20 de setembro de 2010, estabelece que o DNPM é o órgão responsável pela autorização e fiscalização das atividades de mineração no país. A legislação também determina que os órgãos ambientais devem auxiliar de maneira suplementar no trabalho de monitoramento das barragens de rejeitos de mineração e se certificar de que elas estejam seguimento o Plano Nacional de Segurança de Barragens (PNSB). O coordenador de mineração da Sema, Germano Gomes, explica que esse plano exige que o proprietário envie anualmente ao Conselho Nacional de Recursos Hídricos (CNRH) um relatório de segurança de barragens.
 
 A Lei ainda ordena que todo empreendimento de mineração tenha um Plano de Ação de Emergência (PAE). Esse plano fica disponível no empreendimento, nas prefeituras envolvidas e na Defesa Civil. “Se acontecer alguma ruptura na barragem, o plano prevê um alarme sonoro que é acionado imediatamente nesses locais para que as comunidades próximas saiam a tempo do local de risco”, pontua Germano.
 
Classificação de risco
As barragens são classificadas pelos agentes fiscalizadores por categoria de risco, dano potencial associado e volume, com base em critérios gerais estabelecidos pelo CNRH. A classificação por categoria de risco em alto, médio ou baixo é feita em função das características técnicas, do estado de conservação do empreendimento e do atendimento ao Plano de Segurança da Barragem. A classificação por categoria de dano potencial associado à barragem em alto, médio ou baixo é feita em função do potencial de perda de vidas humanas e dos impactos econômicos, sociais e ambientais decorrentes da ruptura da barragem.
 
Germano explica que o fato de algumas barragens do estado terem a classificação de risco C, a mesma classificação da barragem do Fundão da Samarco, em Mariana (MG), que se rompeu no dia 5 de novembro deste ano, não significa que as de Mato Grosso podem se romper a qualquer momento. “O risco sempre existe, mas nenhuma barragem do estado tem a mesma proporção que a de Mariana. E para evitar qualquer dano eminente, a Sema já iniciou um plano de monitoramento e vistoria”.
 
Estudo sobre legislação
Mato Grosso ainda não possui uma legislação específica para barragem, mas é um dos primeiros estados do país a propor uma normativa para esse tipo de atividade. Em julho deste ano, foi publicada a Portaria n° 313 que criou um Grupo de Trabalho (GT) para estudar a elaboração da lei que englobará apenas o licenciamento de barragens para fins agropecuários, como irrigação, dessedentação de animais, aquicultura, entre outros. Por meio da formatação dessa normativa o represamento da água acontecerá de maneira ambientalmente correta, o que permitirá aos empreendedores de diversos setores produtivos trabalharem com a água o ano inteiro.
 
No início de novembro a Sema reuniu técnicos, pesquisadores e engenheiros durante um workshop para discutir o tema. De acordo analista do meio ambiente Hilca Carvalho, membro do GT, ao fim do evento foi elaborado uma proposta de normatização que deverá ser encaminhada para a secretária Ana Luiza Peterlini ainda neste ano e depois ser publicado via decreto ou portaria. “Assim vamos ter controle e cadastro das barragens, pois nosso objetivo é conciliar a necessidade do Estado com a prevenção dos danos ao meio ambiente”.

Siga MT Agora no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para entrar em nosso grupo do WhatsApp clicando AQUI e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros

COMENTARIOS

Mais de Estado

Suicídio

Pai embriagado espanca o filho de 6 anos e criança ameaça cometer suicídio em Mato Grosso

Uma criança de apenas seis anos foi brutalmente espancada pelo próprio pai, que estava embriagado, em Cuiabá.

23 de Setembro de 2020 as 16h25

Estupro

Criança de 10 anos é estuprada por dois homens de 19 e 70 anos em Mato Grosso

Um jovem e um idoso foram presos pela Polícia Civil na manhã desta quarta-feira (23.09), durante ação para cumprimentos de mandados judiciais. Os crimes ocorreram em Poxoréo.

23 de Setembro de 2020 as 16h12

Latrocínio

Número de latrocínios cai pela metade em Mato Grosso em 2020

Principais índices criminais também apresentaram queda de acordo com a Superintendência do Observatório da Violência

23 de Setembro de 2020 as 16h09

Relações Sexuais

Casal mantém relações sexuais na frente de criança de 2 anos em Mato Grosso

Um casal foi preso após manter relações sexuais na frente de uma criança de apenas dois anos em Várzea Grande.

23 de Setembro de 2020 as 16h06

Envenenamento

Homem com suspeita de envenenamento morre em Mato Grosso

Um homem de 27 anos com suspeita de envenenamento morreu na porta de uma oficina mecânica em Cuiabá na tarde de ontem (22).

23 de Setembro de 2020 as 12h18

Assalto

Vigilante é apontada por planejar assalto a carro forte em que 3 bandidos morreram em MT

Uma tentativa de assalto a um carro forte que ocorreu em 2019 deixou 3 criminosos mortos e desde o fato, policiais se empenham para descobrir a dinâmica do crime.

23 de Setembro de 2020 as 12h13

Estupro

Cães salvam dona de ser estuprada e atacam agressor em Mato Grosso

Uma mulher não identificada foi salva pelos cães de estimação durante uma tentativa de estupro. O fato ocorreu na cidade de Poconé.

23 de Setembro de 2020 as 12h10

Alta

Recém-nascida vítima de escalpelamento durante o parto sai da UTI em Mato Grosso

A mãe da recém-nascida teve a bexiga perfurada, ficou em coma e já foi liberada do hospital.

23 de Setembro de 2020 as 12h03

IDEB

IDEB: Escolas de Mato Grosso têm notas superiores à média nacional

As EEs Souza Bandeira, com índice de 6,4, e EE Gustavo Kulmann e EE Ana Maria do Couto (CPA), empatadas com nota 6,1, superam o índice de 5,9 média das escolas brasileiras.

23 de Setembro de 2020 as 12h00

Doação

Pescado apreendido no interior é doado para Hospital Municipal

Sema e Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental apreenderam 96 quilos de pescado que estavam sendo transportado e armazenados sem documento de origem

23 de Setembro de 2020 as 11h58

Flagrante

Detento tenta entrar em presídio com 8 celulares no ânus em MT

Sozinho, ele expeliu oito mini aparelhos de celular com bateria, quatro plugs de cabo USB, sete chips de celulares e um fio de carregador de celular. O preso não necessitou de atendimento médico.

23 de Setembro de 2020 as 10h54

Acidente

Acidente com caminhonete que levava pacientes a posto de saúde mata um e fere nove em MT

Segundo a PM, o veículo, uma Ford Ranger cabine dupla para cinco pessoas, capotou e caiu em uma vala no Assentamento Pingos D’Água.

23 de Setembro de 2020 as 10h52

Investimentos

Mais de R$ 36 milhões em saúde, segurança, educação foram destinados para Água Boa

Entre os investimentos, em 2020, estão os repasses do ICMS, do IPVA e do Fethab no montante total de R$ 18,1 milhões

23 de Setembro de 2020 as 10h42

Pesquisa

Pesquisa epidemiológica da Covid-19 será prorrogada em Mato Grosso

Entre os 10 municípios que participam da pesquisa, Juína e Tangará da Serra já alcançaram mais de 80% da meta prevista; Cuiabá e Rondonópolis ocupam o último lugar, com 0% de alcance

23 de Setembro de 2020 as 10h36

Fuga

Homem que fugiu de Mato Grosso é preso por policias do Paraná

Um homem de 25 anos foragido da justiça de Mato Grosso foi preso ontem (21) no interior do Paraná.

22 de Setembro de 2020 as 14h32

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

veja +

COTAÇÃO