Presidente do Santander Cultural nega incentivo à pedofilia em obras da exposição ''Queermuseu''

Marcos Madureira participou de reunião da CPI dos Maus-Tratos do Senado. Para ele, visitantes contrários à mostra, cancelada em Porto Alegre, divulgaram visão ''distorcida'' das obras.

21/11/2017 - 23:29:58

   

O presidente do Santander Cultural, Marcos Madureira (ao centro), participa da CPI dos Maus-Tratos do Senado (Foto: Gustavo Garcia/G1)

O presidente do Santander Cultural, Marcos Madureira, disse nesta terça-feira (21), em depoimento à CPI dos Maus-Tratos do Senado, que no entender da instituição não existe “incentivo à pedofilia” nas obras da mostra “Queermuseu – Cartografias da Diferença na Arte Brasileira”.

Em setembro, a exposição foi cancelada em Porto Alegre (RS) após protestos. O cancelamento aconteceu um mês antes da data prevista para o término da exposição no Santander Cultural.

Algumas imagens da mostra foram consideradas ofensivas por grupos que classificaram o conteúdo como um "incentivo à pedofilia, à zoofilia e contra os bons costumes".

“Não existe naquelas obras, no nosso entender, e isso o Ministério Público Federal confirmou, nenhum incentivo à pedofilia”, afirmou Madureira ao colegiado.

O presidente do Santander Cultural foi convocado a comparecer à CPI após a aprovação de um requerimento do presidente da comissão, senador Magno Malta (PR-ES).

A CPI tem o objetivo de investigar irregularidades e crimes relacionados aos maus-tratos praticados contra crianças e adolescentes no Brasil.

Marcos Madureira afirmou também que a concepção, a escolha das obras e o projeto são de autoria do curador da exposição. No caso, o gaúcho Gaudêncio Fidelis.

“Não cabe ao espaço cultural, por uma questão de censura, intervir ou influenciar [na exposição]”, declarou.

Visão “distorcida”

O convocado também contou que, entre os dias 6 e 9 de setembro, o Santander Cultural em Porto Alegre recebeu a visita de um grupo de quatro pessoas com atitude “extremamente agressiva com os visitantes e artistas presentes”.

“Em uma dessas visitas, [as pessoas] realizaram um vídeo retratando uma parte muito pequena dessa mostra, quatro obras de um total de 263, passando uma visão, no nosso ver, totalmente distorcida”, declarou Madureira.

“Como gestor, não é meu papel explicar a exposição. Isso é um papel do curador e dos artistas. Porém de forma alguma nós compactuamos com a visão que foi passada”, completou.

O presidente do Santander Cultural afirmou ainda que a divulgação do vídeo nas redes sociais resultou em “críticas e ameaças”, o que levou a instituição a antecipar o término na mostra.

Ele disse ainda que a instituição respeita “a diversidade porque é uma característica e uma riqueza do país, que acolhe todos os credos, raças, religiões, culturas, etnias, formações e gostos”.

“Conversa de bêbado para delegado”

Durante os cerca de 30 minutos em que Madureira participou da CPI, Magno Malta demonstrou impaciência e discordância com as respostas do convocado. Por vezes, o parlamentar interrompeu a fala do presidente do Santander Cultural e cobrou ‘respostas objetivas’.

“Tem que ter mea-culpa do Santander, porque o dinheiro que foi, R$ 800 mil em um negócio que vocês nem sabiam nem o que que era. Vocês rasgam dinheiro? Jogam dinheiro fora? Eu vou continuar perguntando objetivamente, mas o senhor não tem condição de responder objetivamente, porque está uma conversa de bêbado para delegado, que eu estou perguntando um negócio e o senhor começa a fazer... Eu quero objetivamente”, protestou Malta.

O parlamentar também afirmou que o presidente do Santander Cultural não levaria os filhos para a exposição.

“O senhor não pegaria suas crianças pela mão, suas duas meninas, e levaria lá para ver dois homens abusando sexualmente de um negro. O senhor não levaria”, acrescentou o senador do Espírito Santo.

Malta questionou se o Santander recuou porque teve uma clientela “indo embora” ou “pichação de agência”.

Madureira frisou que o Santander, “vendo o sentimento das pessoas que resultou nas agressões físicas”, decidiu encerrar a exposição.

A CPI também ouviu o ex-presidente da instituição Sérgio Rial. No entanto, essa parte da reunião foi fechada à imprensa por ordem de Magno Malta.

Críticas

A forma com que a CPI dos Maus-Tratos tem sido conduzida por Magno Malta tem motivado críticas de senadores da oposição.

No dia 9 de novembro, quando o colegiado levou para a comissão um acusado de pedofilia, Magno afirmou que as críticas à CPI são uma tentativa do PT de paralisar os trabalhos.

Mas, segundo ele, a "CPI vai para frente", "porque a população brasileira exige a continuação.”

MT Agora - G1

Mais Noticias

Absurdo

PM prende homem que bateu em mulheres para ''evangelizá-las'' em MT

Marcha Para Jesus

Sorriso: Organizadores do ''Marcha Para Jesus'' esperam reunir mais de 2 mil pessoas neste sábado

Intolerância Religiosa

Mulher apanha de companheiro por ter se tornado evangélica em Mato Grosso

Evento

Show gospel com Fernandinho em comemoração aos 30 anos de Nova Mutum será nesta terça-feira

01/07/2018 -

30% dos cristãos compartilham sua fé nas redes sociais, alcançando incrédulos, diz pesquisa

O relatório mostrou que 28% dos entrevistados cristãos relataram compartilhar sua fé com não-cristãos nas redes sociais, assim como 58% dos entrevistados não-cristãos relataram que haviam recebido alguma manifestação de fé no mesmo ambiente.

01/07/2018 -

Traficantes assassinam pastor que usava a Bíblia para combater a criminalidade

O fato entrou para a estatística de violência contra os cristãos no México, algo cada vez mais frequente e alarmante, o que fez a organização Portas Abertas incluir o país na posição número 39º na lista de perseguição religiosa 2018.

01/07/2018 -

Evangélico pode pegar 2 anos de prisão por dizer que homossexualidade é pecado

Pastor critica igreja canadense por ter se rendido ao discurso politicamente correto.

21/11/2017 -

Yudi Tamashiro é batizado na Bola de Neve

Cantor compartilhou fotos da cerimônia nas redes sociais

21/11/2017 -

Arte? Vaca crucificada em igreja gera revolta

Exposição em templo na Bélgica pretendia ser ''protesto contra fome no mundo''.

21/11/2017 -

''Crimes de ódio'' religioso atingem mais cristãos que muçulmanos

Cristofobia é maior que Islamofobia na Europa

16/11/2017 -

STF barra ordem de CPI para condução coercitiva de artista que se apresentou nu em São Paulo

Condução coercitiva, quando a pessoa é levada compulsoriamente para depor, havia sido determinado pelo senador Magno Malta. O artista poderá ir à CPI por convocação.

01/11/2017 -

Sorriso: Grupo de crianças da igreja Batista Nacional celebra Dia do Evangelho

Projeto #InspiraGeração levou a palavra de Deus aos lares dos sorrisenses

22/10/2017 -

Marcha para Jesus 2017 reúne multidão de fiéis nas ruas de Cuiabá

Segundo a organização, cerca de 40 mil pessoas participaram do evento. Combate à erotização das crianças e à ideologia de gênero foram temas deste ano.

17/10/2017 -

Ideologia de gênero: Avon não quer que você chame sua filha de ''princesa''

Empresa patrocinou documentário que mostra meninos se vestindo como meninas.

17/10/2017 -

Record mostra que pedofilia não é arte

Reportagem do Domingo Espetacular foi um dos assuntos mais comentados do Twitter.

05/10/2017 -

Crivella barra Queermuseu no RJ

Depois de vídeo de prefeito, museu desistiu de sediar exposição

25/01/2017 -

Pastor faz fiéis beberem óleo de motor para demonstrar ''poder de Deus''

Uma comissão do governo que promove a liberdade de culto deve abrir uma investigação sobre o incidente.

25/01/2017 -

Senado analisa sugestão de dar fim à imunidade tributária para igrejas

A sugestão é uma das mais populares em número de votos no portal. Até a tarde de quinta-feira, havia recebido 95.577 votos a favor e 82.673 contra.

13/01/2017 -

Pastora que quebrou santa: ''tinha de honrar a Palavra''

Ela se desculpou pelo vídeo, mas diz que não se arrepende do gesto.

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora