Cliente que pedia danos morais deve indenizar Sky por mentir em ação em MT

Mulher ingressou com ação pedindo R$ 17 mil de indenização, alegando ter sido incluída indevidamente no cadastro de proteção ao crédito. Empresa comprovou existência de débito.

07/08/2017 - 21:14:52

   

Uma cliente da Sky Brasil foi condenado pela Justiça de Mato Grosso a indenizar a empresa por litigância de má-fé, após alegar, no processo, que havia sido incluída indevidamente no cadastro de proteção ao crédito em 2016. A assinante do serviço pedia indenização de R$ 17 mil por danos morais e acabou sendo condenada a pagar R$ 850 de multa após o débito ser comprovado pela empresa.

A decisão é da juíza Lúcia Peruffo, do 1º Juizado Especial Cível de Cuiabá. O G1 não localizou a defesa da cliente.

Na sentença, a juíza afirma que foi realizada audiência de conciliação entre as partes, sem que um acordo fosse firmado. A acliente pediu, então, o julgamento antecipado do caso, o que foi contestado pela empresa, que anexou áudio de um atendimento feito à cliente e pediu pela improcedência da ação.

Segundo a juíza, nos áudios, é possível ouvir a assinante confirmando seus dados e afirmando que não havia quitado um débito no valor de R$ 86,80 porque não havia utilizado o serviço de internet durante o período cobrado na fatura, uma vez que ficou sem sinal, tendo inclusive que trocar o aparelho.

Nos áudios, consta ainda que a atendende da empresa informou que o sinal de internet dela havia sido cortado por falta de pagamento e que ela deveria realizar o pagamento do débito mesmo assim porque, caso a falha alegada fosse constatada, o valor pago voltaria como forma de crédito na próxima fatura.

Após restar comprovado que exisitia um débito com a Sky, a cliente não apresentou impugnação e pediu pela desistência da ação, o que não foi aceito pela juíza, que ainda a condenou a pagar multa à empresa de 5% do valor cobrado por ela no processo.

"Verifica-se que a parte promovente só requereu a desistência da ação quando comprovada a existência de débito pela parte promovida, de modo que comprovado que houve movimentação da máquina judiciária indevidamente e desprovida de fundamento justo e legal", afirmou a magistrada, na sentença.

MT Agora - G1

Mais Noticias

Depoimento

Procurador reafirma que Janot atuou politicamente no acordo de delação da J&F

Decisão

Justiça Federal aceita denúncia, e Joesley e Wesley Batista viram réus

Obra De Usina

MPF investiga se Força Nacional cometeu irregularidades contra índios em MT

Obra De R$ 43,5 Milhões

TCE aponta irregularidades e governo suspende licitação para pavimentação da MT-130

16/10/2017 -

Acusado de matar homem com tiro de espingarda há 14 anos vai a júri em Lucas do Rio Verde

O crime ocorreu em dezembro de 2002, em um parque de diversões no município. A vítima foi atingida com um tiro de espingarda nas costas e morreu na hora.

15/10/2017 -

Justiça determina votação aberta no caso Aécio

Sessão desta terça-feira decidirá sobre afastamento do senador.

15/10/2017 -

Defesa de Temer critica vazamento de delação de Funaro e rebate acusações

O depoimento foi prestado por Funaro no fim de agosto.

14/10/2017 -

Caixa não pode recusar repasse do FGTS para pagamento de pensão alimentícia

Agora, a Caixa terá de promover a imediata transferência dos valores para a conta judicial, sob pena de incorrer em crime de desobediência.

13/10/2017 -

Moro dá prazo de 48 horas para que defesa de Lula entregue recibos originais de aluguéis de imóvel investigado na Lava Jato

Decisão do juiz foi divulgada no sistema da Justiça na manhã desta sexta-feira (13). Ao todo, a defesa do ex-presidente apresentou 31 recibos.

13/10/2017 -

Fux decide que governo não pode extraditar Battisti até que STF se manifeste

Primeira Turma decidirá no próximo dia 24 se governo pode rever decisão do ex-presidente Lula, de 2010, que negou extradição à Itália. Governo Temer decidiu extraditar ex-ativista.

11/10/2017 -

TCU bloqueia bens de Dilma por prejuízo à Petrobras com compra de Pasadena

Além da ex-presidente, decisão atinge outros 5 ex-membros do Conselho de Administração da estatal que aprovaram, em 2006, a compra da refinaria. Cabe recurso.

11/10/2017 -

TRF4 mantém Sérgio Moro em processo da Lava Jato que investiga empresário Marcelo Simões

Ele é suspeito de envolvimento em contratos irregulares com a Caixa Econômica Federal. Advogado de empresário disse que vai recorrer de decisão.

11/10/2017 -

Fachin nega pedido para tirar de Moro gravações de conversas de Lula

Defesa argumentou que autoridades com foro privilegiado aparecem nas conversas, e portanto análise teria que ser do Supremo. Ministro entendeu que autoridades citadas não são alvo de investigação.

10/10/2017 -

MPF denuncia Joesley e Wesley Batista por operações financeiras

Irmãos são acusados de usar informações privilegiadas para lucrar no mercado financeiro por meio das empresas JBS e FB Participações.

10/10/2017 -

Fachin manda arquivar inquérito que investigava Renan, Jucá e Sarney

Ministro do STF acolheu pedido da PGR, que concluiu que ''não houve a prática de nenhum ato concreto''. Ex-presidente da Transpetro denunciou plano para atrapalhar a Lava Jato.

10/10/2017 -

Segunda Turma do STF determina recolhimento noturno de Eike Batista

Com a decisão, o empresário terá de ficar em casa durante a noite, aos feriados e nos fins de semana. Ele foi preso por suspeita de pagamento de propina em troca de contratos com governo do Rio.

10/10/2017 -

STF rejeita recurso e mantém condenação de Maluf por lavagem de dinheiro

Como ainda há possibilidade de recurso, deputado não pode ser preso. Isso só acontecerá se sentença transitar em julgado (isto é, não houver mais chances de apresentação de recurso).

10/10/2017 -

Moro determina à defesa de Lula que esclareça expressamente se tem originais de recibos contestados pelo MPF

Procuradores desconfiam que recibos sejam fraudulentos. Defesa diz que não há erro e que eles provam pagamento de aluguéis.

09/10/2017 -

STJ - Primeira Turma considera ilegal alta programada para segurados do INSS

"A alta programada constitui ofensa ao artigo 62 da Lei 8.213/91, que determina que o benefício seja mantido até que o segurado seja considerado reabilitado para o exercício de atividade laboral"

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora