Decoradora deve indenizar noiva por má prestação de serviço, diz TJMT

Noiva diz que decoradora descontou cheque-caução após dívida ser quitada. Justiça determinou que decoradora pague R$ 10 mil à noiva por danos morais.

27/03/2017 - 11:47:01

   

A Justiça de Mato Grosso condenou uma decoradora a indenizar em R$ 10 mil uma noiva pela má prestação de serviços no dia do casamento e por descontar um cheque-caução mesmo após o contrato ter sido quitado. O caso ocorreu em Tangará da Serra, município a 242 km de Cuiabá, em 2013.

Em primeira instância, a decoradora foi condenada a pagar R$ 15 mil à noiva, a título de danos morais. Após recorrer da sentença, a decoradora teve o valor de indenização diminuído por decisão unânime da Quinta Câmara Cível do Tribunal de Justiça (TJMT). A decisão, publicada no último dia 22, cabe recurso. O G1 não conseguiu localizar os advogados das partes.

Conforme consta no processo, a noiva fechou um contrato de R$ 57.500 e, no ato da assinatura do contrato, pagou 50% do valor (R$ 27.312) e emitiu cédula de cheque com os demais 50% para serem depositados um dia antes da realização do casamento. No entanto, no decorrer do processo de organização do evento, houve aditivos e reformulações, o que majorou a segunda parte do pagamento para R$ 29.950.

A noiva alega que emitiu, então, um novo cheque com o valor atualizado e requereu a devolução do primeiro cheque, no valor de R$ 27.312. A decoradora, porém, não só deixou de devolver o cheque como teria descontado ambos, causando prejuízo à noiva que, na ocasião, deixou de aproveitar a viagem de lua de mel por ter quase 50% a mais do que previa descontado de sua conta-corrente.

Consta no processo, ainda, que o serviço prestado foi diferente do que previa o contrato, no que se refere à cor do buquê da noiva, a mesa do bolo, os aparadores, as tendas e a ausência de mapeamento.

"Sem contar todo o embaraço causado na cerimônia de casamento, em razão da entrega de um buquê diferente do que foi solicitado pela apelada e pelo descumprimento da cláusula contratual que dispunha que haveria uma 'estrutura estilo pergolado com cobertura em lona de cristal', porém a estrutura foi montada de maneira diversa", afirmou em seu voto a desembargadora Cleuci Terezinha Chagas Pereira da Silva, relatora do processo.

Para a magistrada, se a decoradora concordou com a substituição do cheque dado para pagamento do contrato de decoração - por outro com data de compensação posterior -, a não devolução do primiero cheque à cliente e a sua compensação em data não acordada, configura-se defeitos relativos à prestação dos serviços.

“O contrato de prestação de serviços de decoração de festa de casamento configura-se uma típica relação de consumo, regida pelo Código de Defesa do Consumidor, e o dano moral dele decorrente é in re ipsa ou dano moral puro”, determinou.

MT Agora - G1

Mais Noticias

Recurso Negado

Ex-gestor da Câmara de Lucas tem recurso negado e contas continuam irregulares

Contas Irregulares

Pleno acolhe recurso do MPC e julga irregulares as contas de Confresa de 2014

Cadastro Reserva

Aprovação em cadastro de reserva não assegura direito automático de nomeação

Gastos Irregulares

Gestores de Torixoréu são multados por gastos irregulares com combustíveis

17/05/2018 -

Artigo sobre Lei Kandir dá 1º lugar em concurso nacional a servidores do TCE-MT

16/05/2018 -

TCE nega recurso e mantém reprovadas contas de 2014 da Câmara de Lucas do Rio Verde

As contas apresentaram impropriedades, como realização de despesa com publicidade consideradas antieconômicas, que totalizaram R$ 537.700,00, o que, de acordo com o relator,

16/05/2018 -

Gestores de Cáceres são multados por violarem princípio do concurso público

O relator considerou improvável que o prefeito desconhecesse a realização de um processo seletivo que ofereceu quase 100 vagas para profissionais da área de saúde, incluindo médicos, odontólogos, enfermeiros, fisioterapeutas, farmacêuticos e psicólogos

15/05/2018 -

Empresa de lixo, ex-secretário de Obras e engenheiro terão que devolver R$ 2,7 milhões aos cofres de Sorriso

Houve falhas graves na licitação, como abertura de procedimento licitatório sem planilha com detalhamento de custos unitários, fraude de direcionamento do certame à empresa Sanorte, sobrepreço na contratação de bens e serviços, pagamento de despesas refer

15/05/2018 -

MP e juízes põem em xeque urna eletrônica

Eles questionam a falta de uma impressora acoplada em um país com 'altíssimos índices de corrupção'

14/05/2018 -

Auditoria detecta irregularidades e ex-gestores do Previlucas são multados

Parte dos membros do conselho curador do Previlucas foram penalizados em razão da aplicação no Fundo de Investimento em Direitos Creditórios, o FIDC Premium

09/05/2018 -

Paulo Taques ironiza prisão ao ser conduzido ao Gaeco

Paulo Taques é suspeito de participação em esquema para desvias quantias milionárias do Departamento Estadual de Trânsito

09/05/2018 -

Deputados investigados votarão em sigilo prisão de Mauro Savi

De acordo com as investigações, Savi seria o responsável pelas indicações políticas no Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) durante o governo Silval Barbosa

09/05/2018 -

Quinto mandado de prisão preventiva é cumprido em Brasília

Kobori é sócio de diferentes empresas que receberam recursos desviados do Detran.

09/05/2018 -

Prisões de Savi e Paulo Taques são baseadas em delação de empresário

A primeira fase Operação Bereré, deflagrada em fevereiro, resultou no bloqueio de mais de R$ 27 milhões das contas de 17 pessoas e empresas

08/05/2018 -

MP-MT orienta prefeitura a cancelar show nacional de aniversário por precariedade em setores essenciais

Show com a cantora Naiara Azevedo está previsto para o próximo sábado (12). Na notificação, o órgão dá prazo de 48 horas para rescisão do contrato com a artista.

08/05/2018 -

Ministro "desce" ação contra senador de MT para a 1ª instância

Os fatos atribuídos ao senador licenciado foram supostamente praticados quando ele era prefeito

07/05/2018 -

Um acidente de trabalhado é registrado a cada 52 minutos em MT, diz MPT

Do total de trabalhadores envolvidos nas ocorrências, um morre a cada três dias e meio. Dados fazem parte do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho.

04/05/2018 -

Conselheiro afastado do TCE vira réu no STJ por crime ambiental

MPF afirma que conselheiro afastado causou dano a áreas de preservação em Livramento

04/05/2018 -

Ex-funcionária que mentiu em ação deve pagar R$ 7 mil para loja

Ela acusou Avenida de assédio moral, acúmulo de funções e danos morais; advogada provou improcedência

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora