Judiciário

Fachin nega pedido para tirar de Moro gravações de conversas de Lula

Defesa argumentou que autoridades com foro privilegiado aparecem nas conversas, e portanto análise teria que ser do Supremo. Ministro entendeu que autoridades citadas não são alvo de investigação.

Pedido Negado | 11 de Outubro de 2017 as 18h 46min
MT Agora - G1

Fachin durante sessão que discutiu se STF pode afastar parlamentares do mandato (Foto: Reprodução/TV Justiça)

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), rejeitou um pedido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para tirar do juiz Sérgio Moro uma série de gravações de conversas telefônicas que ele teve com autoridades, reveladas em março do ano passado.

A defesa do presidente queria impedir que Moro usasse as gravações em investigações e processos contra Lula que tramitam na primeira instância, sob o argumento de que também foram interceptados deputados, senadores e outras agentes públicos com “foro privilegiado”, que só podem ser investigados pelo STF.

Nas gravações, foram registradas conversas de Lula com o senador Lindbergh Farias (PT-RJ), os deputados do PT José Guimarães (CE), Paulo Teixeira (SP) e Wadih Damous (RJ), além do ministro do Tribunal de Contas da União José Múcio Monteiro Filho.

No despacho em que negou seguimento à ação, Fachin explicou que essas autoridades não são alvo das investigações sobre Lula e, por isso, podem ser usadas por Moro.

“Não há indicação concreta de que os diálogos captados indiciem o envolvimento criminoso de detentor de prerrogativa de foro [...] A mera captação de diálogos envolvendo detentor de prerrogativa de foro não permite, por si só, o reconhecimento de usurpação da competência da Corte [STF]”, escreveu o ministro.

Em outra ação, Lula já havia obtido, no próprio STF, a invalidação, como prova, de uma gravação que registrou uma conversa que manteve com a ex-presidente Dilma Rousseff.

A Corte entendeu que a captação foi feita após o fim do prazo determinado para a interceptação telefônica. As demais gravações, no entanto, foram preservadas e, por isso, remetidas a Sérgio Moro.

COMENTARIOS

Mais de Judiciário

Segunda Turma Do STF

STF julga na próxima terça-feira se mantém liberdade concedida a José Dirceu

Procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu que Segunda Turma reveja decisão e mande prender ex-ministro. Ele foi condenado por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

18 de Agosto de 2018 as 00h56

Após Críticas Ao STF

Corregedor do Ministério Público decide apurar se procurador Deltan Dallagnol violou dever funcional ao criticar STF

Procurador da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba criticou em entrevista à rádio CBN ministros do STF que votaram a favor de tirar do juiz Sérgio Moro trechos de delações sobre Lula.

18 de Agosto de 2018 as 00h53

Liminar

AGU recorre ao TST contra liminar que impede venda de distribuidoras da Eletrobras

Nesta sexta-feira, BNDES manteve previsão de licitar três distribuidoras da estatal no dia 30 de agosto, mas adiou o leilão da Amazonas Energia para o dia 26 de setembro.

18 de Agosto de 2018 as 00h49

Decisão

STJ autoriza importação direta de canabidiol para tratamento médico

Segundo o tribunal, a decisão, tomada na última terça-feira (14), é inédita no STJ.

17 de Agosto de 2018 as 21h28

Eleições 2018

Defesa de Lula ingressará com recurso no STJ até segunda-feira (20) para tentar reverter inelegibilidade

A equipe de advogados eleitorais e criminais de Lula tentará obter nas cortes superiores alguma medida que permita ao petista estar nas urnas até o dia 17 de setembro.

17 de Agosto de 2018 as 21h12

Morte De Bancária De MT

Justiça aceita pedido de prisão preventiva e Dr. Bumbum vira réu; mãe do médico será solta

Médico responde por homicídio qualificado. A mãe dele, Maria de Fátima, terá de cumprir medidas cautelares.

17 de Agosto de 2018 as 20h54

Veja Mais
Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

TEMPO AGORA

Hoje, Sábado

Lucas do Rio Verde, MT

Tempo limpo

20º

COTAÇÃO