Juiz autoriza recuperação judicial de empresa que deve R$ 52 mi

Grupo com sede em Lucas do Rio Verde alegou insuficiência financeira e apresentou plano

28/12/2017 - 09:18:13

   

Juiz Cássio Furim acolheu pedido de recuperação judicial de empresa

O juiz Cássio Furim, da Comarca de Lucas do Rio Verde, acolheu pedido de recuperação judicial da empresa JLB Comércio e Representações de Defensivos Agrícolas Ltda, no valor de R$ 52.734.712,70. A decisão foi proferida em 19 de dezembro.

Por meio do pedido de recuperação, representantes alegaram que a empresa atua no ramo de comercialização de produtos agrícolas há mais de sete anos, em Lucas do Rio Verde, e que é uma das mais reconhecidas em seu ramo, na região.

No pedido, os advogados Murilo Castro de Melo e Pedro Vinícius dos Reis, responsáveis pela defesa da JLB, argumentaram que a empresa começou a crescer nos últimos anos e isso fez com que os proprietários dela realizassem empréstimos bancários, para expandir o atendimento e adquirir mais produtos fertilizantes.

“Haja vista o alto valor englobado no investimento de tais produtos dos quais não apresentam ganhos consideráveis, mas para que pudessem atender o cliente da melhor forma a empresa investiu em tal seguimento”, pontuou a defesa.

Depois de fazer os investimentos, representantes da empresa alegaram que produtores rurais da região tiveram dificuldade em suas plantações e tal fato desencadeou a inadimplência de pagamentos à JLB.

“Assim, o crédito já não era acessível como nos melhores tempos da empresa, mesmo assim, com muito esforço conseguiu fornecer novamente produtos para a safra subsequente, entregando aos seus clientes todos produtos contratados, entretanto, novamente após o final da colheita, houve inadimplência de seus clientes, o que levou a empresa requerente a acumular dívidas consideráveis a receita da mesma, haja vista por duas safras seguidas não obter o recebimento dos valores referentes aos produtos vendidos e entregues aos seus clientes”, relatou.

A crise teria sido agravada em razão da instabilidade climática na região, que teria afetado a empresa e seus clientes, que não conseguiram honrar com os compromissos firmados. Outro fator que também teria prejudicado a situação da JLB teria sido a alta no dólar.

“Somando-se a alta desenfreada de um ano para o outro, dos produtos adquiridos pela requerente para revenda a seus clientes, da alta e instabilidade do dólar, motivo pelo qual se chegou ao acumulo considerável da dívida, da qual encontra-se devidamente formalizada através da lista de credores”, disse.

“Até o momento, a requerente vinha conseguindo gerenciar as dificuldades, contudo, tal situação, na forma como está, tornou-se insustentável, sendo imprescindível a intervenção do Poder Judiciário para prestar socorro à mesma, evitando, assim, as famigeradas execuções individuais, o enxovalhamento do nome da empresa nos bancos de dados de proteção ao crédito e, outrossim, os inoportunos pedidos de falência, comumente utilizados como meio de pressão para obrigar as empresas a pagar valores que não dispõem de imediato, sem que com isso comprometam seu regular funcionamento”, acrescentou, em outro trecho do pedido.

Os representantes da empresa encaminharam documentos que comprovariam a necessidade do pedido de recuperação judicial e um plano de recuperação, no qual detalharam os valores que irão pagar a cada um dos credores.

Pedido acolhido
O juiz concedeu o prazo de dois anos para que a empresa quite as dívidas que constam no plano. "O descumprimento de qualquer obrigação prevista no plano acarretará a convolação da recuperação em falência", pontuou.

“Destaca-se or fim que o plano de recuperação implica em novação dos créditos anteriores ao pedido, e obriga o devedor e todos os credores a ele sujeitos, sem prejuízo das garantias (salvo ressalva legal)”, acrescentou.

O magistrado também manteve as decisões tomadas durante a assembleia de credores. Ele negou o pedido feito pelo advogado de uma das empresas, que havia alegado que não tinha sido notificado sobre a assembleia e pediu que a mesma fosse cancelada.

Os credores
Conforme a relação de credores da JLB Agronegócio, as dívidas trabalhistas da empresa somam R$ 148.275,09. Já os passivos com credores que possuem garantia real é de R$ 23.999.907,68, além de outra dívida de U$ 573.821,13.

Com credores quirografários – aqueles que não possuem garantias –, o valor da dívida é de R$ 20.874.139,73 e há também um passivo em dólar, que soma U$ 1.792.829,67. As dívidas com microempresas ou empresas de pequeno porte são de R$ 20.775,18.

O total das dívidas da JLB, em moeda brasileira, é correspondente a R$ 45.043.097,68. Em dólar, há um passivo de U$ 2.366.650,80.

MT Agora - Vinícius Lemos | Mídia News

Mais Noticias

Caso Triplex

Fachin arquiva pedido de liberdade de Lula; defesa do ex-presidente diz que recorrerá

Operação Lava Jato

TRF-4 homologa delação do ex-ministro Antonio Palocci à Polícia Federa

Investigação Arquivada

Fachin arquiva investigação sobre citação a Temer em documento apreendido no gabinete do senador Ciro Nogueira

Após Decisão No TST

Petrobras recorrerá ao Supremo de decisão do TST na qual perdeu causa de R$ 15 bi

23/06/2018 -

TST decide contra a Petrobras em causa trabalhista bilionária

Decisão pode obrigar empresa a pagar R$ 15 bilhões, além de aumentar folha de pagamento em R$ 2 bilhões. Decisão dividiu o plenário, com 13 votos contrários à Petrobras e 12 votos a favor.

22/06/2018 -

Liminar obriga município a realizar vasectomia e laqueadura em policlínicas da Capital

A sentença, inclusive, já transitou em julgado e não cabe mais recurso.

21/06/2018 -

Supremo libera sátiras sobre candidatos nas eleições

Julgamento começou nesta quarta e foi retomado nesta quinta. Lei da Eleições impede uso de recursos para ridicularizar candidatos; Abert diz que norma viola liberdade de pensamento.

20/06/2018 -

Foro privilegiado: STJ decide que só julgará governadores em caso de crime cometido durante o mandato

Decisão segue entendimento do STF de restringir foro de deputados, senadores e ministros de Estado. Agora, só ficam no STJ investigações de crimes cometidos durante o mandato de governador.

20/06/2018 -

Ações contra o ministro e outros quatro políticos de MT são remetidas à Justiça estadual após a restrição de foro privilegiado

Processos contra Ministro da Agricultura, Senador Cidinho Santos e os deputados federais Adilton Sachetti, Carlos Bezerra e Ezequiel Fonseca, devem ser julgados em 1ª instância.

19/06/2018 -

STF absolve senadora Gleisi Hoffmann e ex-ministro Paulo Bernardo da acusação de corrupção e lavagem de dinheiro

Maioria também descartou caixa 2 na campanha de 2010. PGR acusou recebimento de R$ 1 milhão desviado da Petrobras; defesa alegou falta de provas e disse que denúncia se baseou em delatores.

18/06/2018 -

STF recebe ação contra uso de prisão preventiva para obter delações

A ação foi protocolada pela Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas. A entidade que quer o uso de prisão para obter colaborações seja reconhecido como crime contra a humanidade.

18/06/2018 -

Juiz nega pedido do filho de Lula e mantém data de depoimentos em processo da Operação Zelotes

Ex-presidente e o filho são réus por tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa no processo que apura irregularidades na compra de caças suecos.

18/06/2018 -

TSE amplia de 4 para até 6 meses duração de diretórios provisórios dos partidos

Decisão foi tomada em maio e entrou no sistema do TSE nesta segunda (18). Diretórios provisórios são criados ''em caso de intervenção ou dissolução dos órgãos partidários pelas instâncias superiores''.

18/06/2018 -

OAB-MT pede suspensão dos prazos do PJe

A lentidão experimentada pelos usuários foi causada por diversos fatores, essencialmente ligados à intensa utilização da ferramenta no horário compreendido entre 14h e 17h

15/06/2018 -

Fachin pede a Lewandowski que novo pedido de liberdade de Lula seja julgado no dia 26 pela Segunda Turma do STF

Defesa quer que ex-presidente possa aguardar em liberdade julgamentos de recursos nos tribunais superiores. Caberá a Ricardo Lewandowski, presidente da Turma, decidir pela data do julgamento.

15/06/2018 -

Lucas do Rio Verde contará com mais uma Vara Criminal em breve, garante secretário

Secretário acredita que nova vara esteja em funcionamento ainda na segunda metade deste ano

14/06/2018 -

STF proíbe condução coercitiva de réus e investigados para depoimento

Instrumento utilizado em investigações já havia sido suspenso em decisão liminar de Gilmar Mendes. No julgamento, 6 dos 11 ministros votaram contra a medida, enquanto 5 votaram pela manutenção.

13/06/2018 -

Quatro ministros votam a favor da condução coercitiva e dois contra; STF adia decisão

Instrumento foi usado para colher depoimento do ex-presidente Lula em 2016. Julgamento será reiniciado nesta quinta. Para a decisão final, são necessários os votos de 6 dos 11 ministros do STF.

13/06/2018 -

Moro impede uso de informações e provas contra colaboradores da Lava Jato e empresas por parte de órgãos de controle

No despacho, Moro alterou nove decisões anteriores em que autorizou o compartilhamento de provas. O pedido foi feito pelo Ministério Público Federal (MPF).

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora