Insanidade

Justiça autoriza exame de insanidade mental de sobrinho que matou tia e arrancou o coração dela em Sorriso

Tia foi morta a facadas pelo sobrinho no dia 2 de julho, em Sorriso. Sobrinho arrancou o órgão e o entregou para a filha da vítima.

Fonte: G1
10 de Setembro de 2019 as 13h 32min

Lumar Costa da Silva, de 28 anos, confessou o crime à Polícia Civil — Foto: Portal Sorriso

A Justiça autorizou que Lumar Costa da Silva, de 28 anos, acusado de matar a tia, Maria Zélia da Silva, de 55 anos, no dia 2 de julho, em Sorriso, a 420 quilômetros de Cuiabá, seja submetido a exame de insanidade mental.

O réu é acusado de assassinar a tia, tirar o coração da mulher e entregar o órgão para a filha da vítima. Ele confessou o crime.

A decisão é do juiz Anderson Candiotto, da Primeira Vara Criminal.

De acordo com o magistrado, a decisão atende a um pedido da defesa de Lumar, que quer atestar que o acusado tem insanidade mental, contrariando o que acredita o Ministério Público Estadual (MPE).

O exame deverá responder três questionamentos:
- Se Lumar, quando cometeu o crime, era incapaz de entender o que acontecia por causa de alguma doença mental ou desenvolvimento mental incompleto
- Se o acusado, ao cometer o crime, estrava privado da capacidade de entender o que acontecia
- Ele necessita o indiciado de tratamento especializado?

O exame será feito em Cuiabá. O sistema prisional deverá encaminhar Lumar até a capital.

O caso
Maria Zélia da Silva, de 55 anos, foi morta a facadas no dia 2 de julho dentro da própria casa, no bairro Vila Bela, pelo sobrinho Lumar Costa da Silva, de 28 anos. Ele ainda levou o coração da vítima e o entregou para uma filha de Maria Zélia.

Ele confessou o crime e disse não estar arrependido. No dia 10 de julho ele prestou depoimento na Polícia Civil e, ao sair, afirmou à imprensa que ouviu 'vozes' do universo que o orientaram a cometer o crime.

Em 17 de julho ele foi tranferido do Centro de Ressocialização de Sorriso para a Penitenciária Osvaldo Florentino Leite Ferreira (conhecida como Ferrugem), em Sinop, a 503 km da capital. Ele ainda tentou enforcar um preso durante a transferência.

Ao ser preso, Lumar disse que não estava arrependido de ter cometido o crime e que ouviu vozes do universo. “Eu matei e não me arrependo. Eu ouço o universo, o universo fala comigo sempre e me disse: mata ela logo, ela tem que morrer”, declarou.

Lumar também afirmou que é usuário de drogas e que, na noite do crime, usou LSD.

O sobrinho tinha se mudado para Mato Grosso há quatro dias depois de tentar matar a mãe dele em Campinas, São Paulo. O delegado André Ribeiro classificou rapaz como 'repugnante, monstro e perturbado'.

Lumar é técnico em redes de sistema e morava em São Paulo (SP).

De acordo com a Polícia Civil, Lumar chegou a Mato Grosso no fim de junho para morar com a tia. No mesmo dia em que chegou, o rapaz entregou currículos na cidade. A família diz que ele é considerado uma pessoa inteligente e fala duas línguas.

Maria Zélia abrigou o rapaz, mas o suspeito também começou a causar problemas para a família em Mato Grosso. A tia sabia do desentendimento com a mãe dele em São Paulo. O comportamento dele teria mudado, conforme familiares, depois da briga com a mãe.

Outro fator que influenciou a decisão de Maria Zélia foi a de que o sobrinho é usuário de drogas e começou a usar entorpecente na casa dela. Religiosa, a vítima se sentia incomodada com as atitudes do sobrinho.

“Ele tirou a vida da tia, abriu o corpo e retirou o coração. Colocou o coração em uma sacola plástica de mercado e levou para a casa da filha da vítima, deixando em cima da mesa”, detalhou o delegado.

Na sequência, Lumar, obrigou a prima a entregar as chaves do carro dela. Ele saiu pela cidade e bateu em um transformador de energia, além de invadir a empresa de energia elétrica da cidade.

Ele começou a andar a pé pela cidade, até a ser abordado pela Polícia Militar, na Rua das Videiras, e demonstrava estar bastante transtornado.

Para o delegado, o sobrinho é uma pessoa fria, age como se nada tivesse acontecido e não demonstra arrependimento. O delegado pretende pedir exame psiquiátrico do suspeito.

Segundo o perito Nilson Carlos Dalberto, o suspeito usou duas facas para matar a vítima. A mulher tinha três ferimentos, no pescoço e no tórax. A perícia acredita que ela ainda estava respirando quando o sobrinho abria o tórax dela.


Lumar Lopes, de 28 anos, confessou o crime à família em Sorriso — Foto: Arquivo pessoal
Lumar Costa da Silva, de 28 anos, foi preso e ficou em silêncio durante depoimento na delegacia de Sorriso — Foto: Portal Sorriso
Sobrinho foi preso suspeito de matar a tia em Sorriso — Foto: Rafael Sousa/Portal Sorriso
Maria Zélia da Silva, de 55 anos, foi assassinada em Sorriso — Foto: Arquivo pessoal

COMENTARIOS

Mais de Judiciário

Prisão Mantida

Justiça mantém prisão de policiais militares suspeitos de atirarem em mulher em MT

Crime ocorreu na sexta-feira (17), em Sorriso. Vítima está internada no Hospital Regional.

20 de Janeiro de 2020 as 22h02

Autorização

Justiça de Minas autoriza goleiro Bruno a jogar no Operário de VG

Decisão é da Vara de Execução em Meio Aberto e Medidas Alternativas da Comarca de Varginha

17 de Janeiro de 2020 as 21h35

Leilão Suspenso

TRF suspende leilão de avião de empresário acusado de movimentar R$ 30 milhões do tráfico em MT

O avião pertence ao empresário Ricardo Cosme dos Santos, conhecido como "DJ Superman Pancadão", preso durante a operação que investigou um esquema internacional de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro.

15 de Janeiro de 2020 as 00h48

Acordo não Cumprido

MP alega que município de MT descumpriu acordo e pede pagamento de multa de R$ 5 milhões

Venceu em 2 de agosto de 2014 o prazo para os municípios brasileiros implantarem a disposição final ambientalmente adequada dos rejeitos.

14 de Janeiro de 2020 as 08h27

Custas Processuais

Emenda de Fávero é acatada e dispositivo contemplará advogados de Mato Grosso

O deputado estadual Silvio Fávero conseguiu aprovar dispositivo que isenta os advogados de pagar pela execução de seus honorários.

13 de Janeiro de 2020 as 19h58

Verba Indenizatória

Justiça suspende pagamento de verba indenizatória a vereadores de Itiquira (MT)

Vereadores recebiam R$ 8 mil e o presidente da Câmara mais de R$ 9 mil de verba indenizatória por mês.

01 de Janeiro de 2020 as 09h41

Decisão

Justiça acata pedido de PGE e delegado deve continuar afastado da Defaz em MT

Lindomar foi afastado da Defaz pela diretoria geral da Polícia Civil. Ele entrou com uma ação e o juiz Yale Sabo Mendes determinou o retorno dele à Defaz.

25 de Dezembro de 2019 as 21h40

Liberdade Negada

Justiça nega liberdade a produtor rural acusado de matar engenheiro em MT

Paulo teria cometido o crime para não pagar uma dívida de cerca de 12 mil toneladas de grãos que tinha com a empresa para a qual Silas trabalhava.

25 de Dezembro de 2019 as 10h13

Investigação

Juiz mantém prisão de vereador suspeito de envolvimento com tráfico de drogas em MT

Calistro Lemes do Nascimento, o Jânio Calistro (PSD), foi preso, na quinta-feira (19), durante operação 'Cleanup'.

22 de Dezembro de 2019 as 08h09

Decisão

Justiça determina que delegado que alegou sofrer perseguição política retorne à Defaz em MT

Segundo Tófoli, enquanto esteve à frente da delegacia, construiu um histórico bem-sucedido de ações de combate ao crime do colarinho branco.

22 de Dezembro de 2019 as 07h55

Contrato Anulado

Contrato de empresa especializada em serviços oftalmológicos é anulado em MT

A empresa 20/20 Serviços Médicos SS, que participou do programa “Caravana da Transformação”, já responde a ações propostas em outros estados e também em Cuiabá.

18 de Dezembro de 2019 as 01h05

Decisão Judicial

Juiz anula demissão de PMs acusados de extorsão em MT e diz que provas foram obtidas por meio de grampos

Magistrado diz que as provas apresentadas foram obtidas de maneira ilegal, já que a condenação deles havia se baseado em escutas telefônicas sem autorização judicial. O esquema de interceptações ficou conhecido como 'Grampolândia Pantaneira'.

18 de Dezembro de 2019 as 01h04

Fiança

Justiça determina soltura de professora que atropelou mulher e criança após provar não ter condições de pagar fiança de quase R$ 30 mil

Professora afirmou que a renda mensal dela é de R$ 2 mil e, por isso, não teria condições de pagar o valor determinado pela Justiça.

22 de Novembro de 2019 as 06h49

Terra Prometida

TRF vê falta de indícios e tranca apuração contra ex-prefeito de Lucas em operação

O abalo à sua imagem, por conta da operação, acabou tendo que vender parte de sua empresa e perder o controle acionário.

21 de Novembro de 2019 as 11h17

Decisão da Justiça

Justiça determina que delegado de MT suspeito de envolvimento com grampos volte a usar tornozeleira

Rogers Elizandro Jarbas é investigado por interferir no processo que apura o crime, tentando obter documentos sigilosos, ou constrangendo autoridades.

19 de Novembro de 2019 as 10h35

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

Em qual vereador, de Lucas do Rio Verde, você votaria para reeleição?

Fernando Pael

Marcos Paulista

Airton Callai

Cristiani Dias

Dr. Wagner Godoi

Dirceu Cosma

Jiloir Pelicioli - Mano

Dr. Jaime Floriano

Márcia Pelicioli

Nenhum deles

Parcial
veja +

COTAÇÃO