Ministro do STJ concede liberdade a ex-secretário suspeito de grampos ilegais em MT

Paulo Taques, que é primo do governador de MT, foi preso suspeito de envolvimento no esquema de grampos. STJ proibiu que ex-secretário tenha acesso aos prédios do governo.

11/08/2017 - 13:47:19

   

O ministro Reynaldo Soares da Fonseca, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), atendeu a um pedido de habeas corpus e concedeu liberdade nesta quinta-feira (10) ao ex-secretário chefe da Casa Civil, Paulo Taques, preso há uma semana, em Cuiabá. Paulo Taques, que é primo do governador de Mato Grosso, Pedro Taques (PSDB), foi preso preventivamente suspeito de ordenar grampos clandestinos operados pela Polícia Militar no estado. O esquema veio à tona em maio deste ano.

O ex-secretário está preso no Centro de Custódia de Cuiabá (CCC). A prisão dele havia sido decretada pelo desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), Orlando Perri.

Os advogados do ex-secretário ingressaram com o pedido de liberdade, que foi julgado nesta quinta-feira pelo STJ. A defesa alegou incompetência do TJMT e salientou que Paulo Taques já havia pedido exoneração do cargo.

Também pontuaram, no pedido de habeas corpus, que não havia fundamentação concreta e suficiente que justifique a prisão preventiva de Paulo Taques. Ao analisar o pedido, o ministro lembrou que o ex-secretário é suspeito de cometer crimes de interceptação telefônica ilegal e denunciação caluniosa.

Para Fonseca, nessa situação, a prisão sob a acusação da suposta participação de Paulo Taques em uma organização criminosa não é capaz de fundamentar a prisão do ex-secretário. O ministro frisou que a prisão ocorreu em uma fase de investigação.

“Dessa forma, na fase de investigação, resulta inadmissível a prisão preventiva do paciente sob o prisma de que haveria indícios de que ele integraria organização criminosa, porquanto inexistiu representação do Ministério Público e esse suposto fato não foi objeto de representação pela autoridade policial”, salientou o ministro.

Para o STJ, a prisão preventiva poderia ser aceita após o oferecimento da denúncia pelo MPE, por isso, a teria que vedar a prisão nessa fase investigativa. Por fim, Fonseca argumentou que o crime de interceptação telefônica ilegal tem pena máxima de 4 anos.

Com isso, o ministro deferiu o habeas corpus e determinou medidas cautelares ao ex-secretário. Paulo Taques deverá comparecer, mensalmente, à Justiça, não poderá se ausentar do país ou de Cuiabá sem comunicar a Justiça, ficará proibido de entrar em prédios públicos do governo, da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp), Casa Civil, Casa Militar e sede da Polícia Militar.

Paulo Taques também foi proibido de se comunicar com integrantes do serviço de inteligência do governo.

A assessoria do TJMT informou no final da noite de quinta-feira que o STJ enviou o comunicado a respeito da decisão, mas o documento ainda não chegou oficialmente ao órgão. A previsão é que o TJMT seja comunicado na manhã desta sexta-feira (11). O tribunal funcionará em regime de plantão, já que o Dia do Advogado é comemorado nesta sexta-feira.

Na decisão que determinou a prisão do ex-secretário Perri citou indícios de um grupo criminoso instalado no alto escalão do governo.

Esquema
O esquema dos grampos foi denunciado em uma reportagem do Fantástico em maio deste ano. Segundo a denúncia, mais de 100 pessoas tiveram as conversas grampeadas, entre elas, políticos de oposição ao atual governo estadual, advogados, médicos e jornalistas. Os telefones foram incluídos indevidamente em uma investigação sobre tráfico de drogas. Paulo Taques deixou o governo dias antes do esquema vir à tona.

Além do ex-secretário, foram presos por envolvimento no esquema o coronel Zaqueu Barbosa, os coronéis Evandro Lesco e Ronelson Barros, ex-chefe e ex-adjunto da Casa Militar, e o cabo Gerson Correa Junior. Eles foram presos entre maio e junho deste ano.

MT Agora - G1

Mais Noticias

Retorno

Juiz do RN determina volta de Arcanjo a MT até dia 14 de setembro

Ponte Interditada

Juiz manda interditar ponte entre Lucas e Sorriso sob multa de R$ 10 mil ao dia

Vídeo Íntimo na Web

Jovem vaza vídeo íntimo de adolescente na web e é condenado a pagar indenização

Alegações Falsas

Cliente que pedia danos morais deve indenizar Sky por mentir em ação em MT

04/08/2017 -

TRF atende pedido e devolve todos os bens bloqueados de ex-bicheiro Arcanjo

Entre os bens estão imóveis rurais e urbanos, automóveis, jóias, títulos de créditos, as ações e cotas de sociedades mercantis, o avião citation, os valores depositados nos bancos nacionais e internacionais

02/08/2017 -

TSE reverte decisão e Marcio Albieri perde vaga de Vereador

Com a perda do mandato, Marcio Albieri deve permanecer ocupando o cargo de Secretário Municipal e a Professora Cristiani Dias volta a ser titular da vaga ocupada. Ainda cabe recurso.

02/08/2017 -

TJ determina retorno de ex-bicheiro Arcanjo para presídio em MT

Decisão da Primeira Turma Criminal foi unânime; atualmente, ele cumpre pena no Rio Grande do Norte

01/08/2017 -

Justiça do Trabalho reconhece vínculo entre trabalhadora e falsa cooperativa em Lucas do Rio Verde

A cooperativa trouxe ao processo a ficha de inscrição e outros documentos para provar a participação do trabalhador nas reuniões da entidade

25/07/2017 -

Em depoimento, Silval assume liderança de quadrilha que desviou dinheiro do governo

Silval Barbosa (PMDB) prestou depoimento nesta segunda-feira (24) em Cuiabá. Ele ficou preso por quase dois anos e cumpre prisão domiciliar.

17/07/2017 -

Polêmico, delegado anuncia substituto mas prevê retorno as investigações sobre grampos

Flávio Stringuetta voltou a criticar

14/07/2017 -

TJ nega pedido do MPE e mantém investigação sobre supostos grampos feitos por promotores

Notícia-crime da OAB diz que há indícios de que interceptações ilícitas foram feitas pelo MP. TJMT investiga esquema de espionagem que fez mais de 100 vítimas.

14/07/2017 -

Procurador cita “afronta” em inquérito; delegado vê “intimidação”

Chefe do Ministério Público do Estado notificou Flavio Stringuetta sobre investigação de escutas

12/07/2017 -

Lula é condenado na Lava Jato no caso do triplex

Ex-presidente da República foi condenado a nove anos e seis meses.

26/06/2017 -

Procuradoria opina por aumentar pena de envolvido em latrocínio de acadêmico em Sinop

O crime ocorreu em dezembro de 2014 e, em março do ano passado, a quadrilha foi condenada pela juíza da 1ª Vara Criminal, Rosângela Zacarkim.

14/06/2017 -

Silval admite ter criado organização criminosa para pagar dívidas

Ex-governador resolveu confessar e ofereceu R$ 46 milhões para ressarcir cofres públicos

07/06/2017 -

Apreensão do carro por IPVA atrasado é ilegal e pode gerar dever de indenização

Dependendo da situação, a apreensão pode até gerar direito à indenização para o proprietário do carro.

07/06/2017 -

Juíza nega indenizar cuiabano que descobriu não ser pai de criança

O autor do processo chegou a ser preso três vezes por não pagar pensão

17/05/2017 -

Princípio da insignificância se aplica a furto de celular, decide Supremo

O entendimento é da 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal, que reformou decisão do Superior Tribunal de Justiça

12/05/2017 -

Prefeito e Presidente da Câmara são acionados pelo MP e terão que explicar recursos para a Unemat

O promotor instaurou um inquérito civil, alegando investimento ilícito do município de Lucas do Rio Verde na educação superior, já que faltam vagas em creches, pré-escola e educação infantil para atender a população luverdense.

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora