Esquema De Escutas Ilegais

MP pede condenação de coronéis e cabo da PM acusados de grampos ilegais em MT

Esquema de escutas ilegais foi denunciado em reportagem do Fantástico. MP pediu condenação pelos crimes de falsificação de documento público, falsidade ideológica e realização de operação militar sem ordem superior.

04 de Outubro de 2018 as 21h 57min

Ex-comandante da PM, coronel Zaqueu Barbosa; ex-chefe da Casa Militar, coronel Evandro Lesco Foto: Montagem

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso apresentou à Justiça nessa quarta-feira (3) as alegações finais no processo relacionado ao caso dos grampos ilegais no estado.

O esquema de escutas clandestinas foi usado para espionar médicos, advogados, políticos de oposição ao atual governo e jornalistas durante os anos de 2014 e 2015.

De acordo com o MPE, em relação ao coronel da Polícia Militar, Zaqueu Barbosa, foi requerida a condenação pelos crimes de falsificação de documento público, falsidade ideológica e realização de operação militar sem ordem superior.

Se for condenado, Zaqueu pode pegar até 23 anos de prisão.

Zaqueu, ao ser ouvido na Justiça, negou qualquer envolvimento com a inserção ilegal de números telefônicos de pessoas que não eram investigadas ou sem a devida autorização da justiça.

Nas alegações finais também foi solicitada a condenação do cabo da PM, Gerson Luiz Ferreira Correa Junior, por falsificação de documento público e falsidade ideológica.

Em depoimento à Justiça, Gerson afirmou que as interceptações foram financiadas pelo ex secretário-chefe da Casa Civil, Paulo Taques, primo do governador de Mato Grosso, Pedro Taques (PSDB). A defesa do advogado Paulo Taques nega as acusações e informa que se pronunciará nos autos.

Em várias ocasiões, Pedro Taques informou que ele mesmo determinou a apuração de todos os fatos relacionados às supostas escutas telefônicas clandestinas assim que a denúncia chegou ao conhecimento dele.

Os crimes podem ter pena de até 18 anos de prisão. Já coronel Evandro Alexandre Ferraz Lesco poderá será condenado pelo crime de realização de operação militar sem ordem superior, que prevê de três a cinco anos de reclusão.

O MPE posicionou pela absolvição dos demais réus: coronel Ronelson Jorge de Barros e tenente-coronel Januário Antonio Edwiges Batista. Lesco, Ronelson e Januário negam o crime.

Grampos clandestinos

Os telefones foram interceptados com autorização judicial. Os documentos pedindo à Justiça autorização para isso foram assinados pelo cabo da PM, Gerson Luiz Ferreira Correia Júnior, numa suposta investigação de crimes cometidos por PMs.

No entanto, foram juntados os telefones de quem não era suspeito de crime algum, numa manobra chamada "barriga de aluguel".

O caso foi denunciado pelo promotor de Justiça Mauro Zaque. Em depoimento encaminhado à Procuradoria-Geral da República, oele afirmou que, naquele ano, ouviu o coronel Zaqueu Barbosa, comandante da PM à época, dizer que as interceptações telefônicas eram feitas por determinação de Pedro Taques (PSDB).

Zaque alega ainda que levou o assunto ao governador, que ficou constrangido, mas não fez nenhum comentário.

O promotor ainda afirmou que alertado o governador sobre a existência de um "escritório clandestino de espionagem" por meio de dois ofícios. O primeiro chegou a ser enviado para o Ministério Público Estadual (MPE), mas a investigação foi arquivada por falta de provas.

O segundo ofício, que o governador alega nunca ter recebido, foi protocolado na Casa Civil, mas cancelado no mesmo dia e substituído por outro, conforme apontou auditoria da Controladoria Geral do Estado.

Antes do relatório da CGE vir à tona, Pedro Taques chegou a entrar com representação contra Zaque em instituições como o Conselho Nacional do Ministério Público e a PGR, acusando-o de falsificação de documento público.


Fonte: G1 MT

COMENTARIOS

Mais de Judiciário

Habeas Corpus De Lula

Segunda Turma do STF adia julgamento de habeas corpus de Lula

Com o adiamento, o processo só deverá voltar à pauta do colegiado em agosto, quando o tribunal voltar ao trabalho.

24 de Junho de 2019 as 23h14

Demarcação De Terras Indígenas

Mudança de demarcação de terras indígenas para Agricultura é suspensa

Ministro Barroso suspendeu trecho de MP que previa transferência.

24 de Junho de 2019 as 23h05

Mais Policiais

Após onda de homicídios MP entra com ação e quer mais de 60 PMs para Lucas do Rio Verde

A falta de policiais e estrutura como causa para o aumento da violência, com duas dezenas de homicídios registrados em 2019.

24 de Junho de 2019 as 16h04

Vagas Abertas

Comarca de Lucas do Rio Verde abre inscrições para agente comunitário da Justiça e Cidadania

A seleção terá validade de dois anos, sendo tacitamente prorrogado por igual prazo.

24 de Junho de 2019 as 07h21

Em Discução

TJ determina que governo e professores em greve façam uma audiência de conciliação

Decisão foi publicada na quarta-feira (19) junto com a negação ao pedido do Sintep para a suspensão do corte de pontos.

22 de Junho de 2019 as 16h40

Apoio Da Tecnologia

Tribunal de Justiça de Mato Grosso passa a fazer intimações pelo WhatsApp

A adesão para a intimação via WhatsApp é voluntária e deverá ser feita mediante preenchimento de termo de adesão.

22 de Junho de 2019 as 02h25

Vazamento De Mensagens

Força-tarefa da Lava Jato repudia o que chama de ''notícia falsa'' sobre novo diálogo atribuído a procuradores

Na conversa, segundo o Intercept, Deltan Dallagnol diz ter recebido orientação de Sérgio Moro sobre atuação de procuradora em audiência de processo de Lula.

22 de Junho de 2019 as 01h35

Caso Triplex

PGR se manifesta no STF contra pedido de Lula para anular ação penal

Raquel Dodge diz que não existe embasamento para suspeição de Moro.

22 de Junho de 2019 as 01h32

Pastor Executado

Justiça decreta prisão de filhos de deputada federal do Rio

Eles são suspeitos de matar marido da parlamentar

20 de Junho de 2019 as 22h45

Férias

Promotores e procuradores de MT não podem mais acumular férias e devem sair 2 meses por ano

Antes disso, os membros do MPE podiam usufruir das férias acumuladas de forma ininterrupta. Mudança também afeta quem optar por converter o período em pecúnia.

19 de Junho de 2019 as 07h44

Estágio

Ministério Público abre inscrição para estagiários em Lucas do Rio Verde

Para Lucas do Rio Verde serão disponibilizadas três vagas. Aprovados receberão salário mais benefícios.

17 de Junho de 2019 as 06h28

STF

Toffoli marca julgamento sobre porte de drogas e frete rodoviário

Prisão em segunda instância estão fora da pauta do segundo semestre

15 de Junho de 2019 as 17h44

Criminalização Da Homofobia

Supremo decide criminalizar a homofobia como forma de racismo

Por 8 votos a 3, os ministros entenderam que o Congresso não pode deixar de tomar as medidas legislativas que foram determinadas pela Constituição para combater atos de discriminação.

13 de Junho de 2019 as 23h21

Precaução

Estado suspende porte de arma de 6 agentes penitenciários

Entre as justificativas para a perda do porte estão disparo acidental e necessidade de tratamento psiquiátrico

13 de Junho de 2019 as 06h49

Invasão De Celular De Ministro

Ex-presidente de associação de procuradores trocou mensagem em aplicativo com pessoa que se identificou como hacker

Reportagem publicada pelo site da Revista ‘Época’ informa que hacker se passou por integrante do Conselho do Ministério Público e enviou áudio com conversa de procuradores. PF investiga invasão de hackers a celulares de procuradores.

12 de Junho de 2019 as 23h22

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Enquete

veja +

COTAÇÃO