Judiciário

Poder Judiciário reduz consumo de energia elétrica com medidas de conscientização

Garantir a melhor utilização da energia elétrica através de medidas que promovam o seu uso racional

Fonte: Dani Cunha | Coordenadoria de Comunicação d
09 de Setembro de 2019 as 15h 48min

Dani Cunha Coordenadoria de Comunicação do TJMT

  Garantir a melhor utilização da energia elétrica através de medidas que promovam o seu uso racional está entre as ações adotadas pelo Poder Judiciário de Mato Grosso, para fomentar a sustentabilidade, evitar desperdícios e reduzir despesas. Com isso é possível investir em melhor atendimento para o cidadão e também na qualidade de trabalho dos servidores. No período de novembro de 2018 a julho de 2019 o Judiciário mato-grossense reduziu mais de 1.500 milhão de kwh, o que representa a diminuição de 11% em relação ao mesmo período do ano passado. Para se ter uma ideia, com esse percentual seria possível abastecer as oito comarcas de Terceira Entrância.

  O destaque de redução do custo de energia é para a sede do Tribunal de Justiça e outras 19 comarcas (Nova Ubiratã, Sinop, Pontes e Lacerda, Querência, Feliz Natal, Vila Rica, Peixoto de Azevedo, Guiratinga, Mirassol D’Oeste, Jauru, Paranaíta, Rosário Oeste, São José do Rio Claro, Santo Antonio de Leverger, Novo São Joaquim, Nova Monte Verde, Arenápolis, Alta Floresta e Cuiabá) que vêm se esforçando para diminuir os gastos com essa despesa.

  Mesmo em um Estado como Mato Grosso, onde o índice de calor é alto e com a expansão de prédios, a meta era manter o percentual de consumo e a redução apresentada é um avanço, graças a medidas eficientes que foram adotadas através de campanhas de conscientização e também da substituição das lâmpadas normais pelas de led, em parceria com o Núcleo Socioambiental do Tribunal de Justiça.

   “Já está provado que as práticas disseminadas estão funcionando. Temos consciência de que cada prédio construído aumenta o consumo e essa economia de e nergia registrada foi um ganho”, disse o coordenador de Infraestrutura do TJMT, Roberto Ciryaco.

  Cada luz apagada, computador ou ar condicionado desligados ao sair da sala trazem ganhos para o Poder Judiciário e exige mudança de comportamento. “São mais de cinco mil servidores. Se cada um adotar esses pequenos hábitos com certeza nossa economia será muito maior do que a que temos hoje”, reitera Ciryaco.

  A energia elétrica é uma das despesas inclusas no programa Economia Legal, do PJMT, assim como Correios, telefonia fixa, telefonia móvel, impressão e outsourcing. As comarcas que mais reduzirem os custos, nessa disputa saudável, recebem selos de reconhecimento (Diamante, Ouro, Prata e Bronze). O objetivo é estimular e promover a conscientização de servidores para questões relacionadas à sustentabilidade e economia, uma das premissas da atual gestão, biênio 2019/2020.

  A assessora da Coordenadoria de Planejamento (Coplan), Vera Lícia de Arimateia diz que com os dados do mês de julho o que se percebe é que as comarcas estão se empenhando para alcançar resultados positivos. “Em especial na energia elétrica as comarcas têm se destacado porque a gente vê uma média de redução de 11%. É uma grande satisfação falar isso porque é uma das despesas mais caras e sem contar que tem subido o valor em reais. Então a gente vê o esforço, considerando o consumo de cada uma das comarcas e também dos setores do tribunal e isso representa muito”, afirma.

  Ranking – se a competição terminasse no mês de julho, as comarcas que levariam o selo ouro são: Água Boa, Guarantã do Norte, São José do Rio Claro e Nova Mutum. A Comarca de Mirassol D’Oeste ficaria com o selo prata e com o selo bronze as comarcas de: Alto Garças, Querência, Dom Aquino, Tangará da Serra, Rondonópolis, Peixoto de Azevedo, Arenápolis, Colíder, Guiratinga, Ribeirão Cascalheira, Paranatinga, Porto Alegre do Norte e Nova Ubiratã.

  Os números são enviados à Coplan e alterados mês a mês em razão das ações de conscientização desenvolvidas em cada Comarca. O resultado é apresentado no fim do ano, em cerimônia realizada na sede do Palácio da Justiça, na Capital.

  O método utilizado para medir os resultados é a ferramenta Gestão Matricial das Despesas (GMD), criada em conjunto com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ).


COMENTARIOS

Mais de Judiciário

Leilão Suspenso

TRF suspende leilão de avião de empresário acusado de movimentar R$ 30 milhões do tráfico em MT

O avião pertence ao empresário Ricardo Cosme dos Santos, conhecido como "DJ Superman Pancadão", preso durante a operação que investigou um esquema internacional de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro.

15 de Janeiro de 2020 as 00h48

Acordo não Cumprido

MP alega que município de MT descumpriu acordo e pede pagamento de multa de R$ 5 milhões

Venceu em 2 de agosto de 2014 o prazo para os municípios brasileiros implantarem a disposição final ambientalmente adequada dos rejeitos.

14 de Janeiro de 2020 as 08h27

Custas Processuais

Emenda de Fávero é acatada e dispositivo contemplará advogados de Mato Grosso

O deputado estadual Silvio Fávero conseguiu aprovar dispositivo que isenta os advogados de pagar pela execução de seus honorários.

13 de Janeiro de 2020 as 19h58

Verba Indenizatória

Justiça suspende pagamento de verba indenizatória a vereadores de Itiquira (MT)

Vereadores recebiam R$ 8 mil e o presidente da Câmara mais de R$ 9 mil de verba indenizatória por mês.

01 de Janeiro de 2020 as 09h41

Decisão

Justiça acata pedido de PGE e delegado deve continuar afastado da Defaz em MT

Lindomar foi afastado da Defaz pela diretoria geral da Polícia Civil. Ele entrou com uma ação e o juiz Yale Sabo Mendes determinou o retorno dele à Defaz.

25 de Dezembro de 2019 as 21h40

Liberdade Negada

Justiça nega liberdade a produtor rural acusado de matar engenheiro em MT

Paulo teria cometido o crime para não pagar uma dívida de cerca de 12 mil toneladas de grãos que tinha com a empresa para a qual Silas trabalhava.

25 de Dezembro de 2019 as 10h13

Investigação

Juiz mantém prisão de vereador suspeito de envolvimento com tráfico de drogas em MT

Calistro Lemes do Nascimento, o Jânio Calistro (PSD), foi preso, na quinta-feira (19), durante operação 'Cleanup'.

22 de Dezembro de 2019 as 08h09

Decisão

Justiça determina que delegado que alegou sofrer perseguição política retorne à Defaz em MT

Segundo Tófoli, enquanto esteve à frente da delegacia, construiu um histórico bem-sucedido de ações de combate ao crime do colarinho branco.

22 de Dezembro de 2019 as 07h55

Contrato Anulado

Contrato de empresa especializada em serviços oftalmológicos é anulado em MT

A empresa 20/20 Serviços Médicos SS, que participou do programa “Caravana da Transformação”, já responde a ações propostas em outros estados e também em Cuiabá.

18 de Dezembro de 2019 as 01h05

Decisão Judicial

Juiz anula demissão de PMs acusados de extorsão em MT e diz que provas foram obtidas por meio de grampos

Magistrado diz que as provas apresentadas foram obtidas de maneira ilegal, já que a condenação deles havia se baseado em escutas telefônicas sem autorização judicial. O esquema de interceptações ficou conhecido como 'Grampolândia Pantaneira'.

18 de Dezembro de 2019 as 01h04

Fiança

Justiça determina soltura de professora que atropelou mulher e criança após provar não ter condições de pagar fiança de quase R$ 30 mil

Professora afirmou que a renda mensal dela é de R$ 2 mil e, por isso, não teria condições de pagar o valor determinado pela Justiça.

22 de Novembro de 2019 as 06h49

Terra Prometida

TRF vê falta de indícios e tranca apuração contra ex-prefeito de Lucas em operação

O abalo à sua imagem, por conta da operação, acabou tendo que vender parte de sua empresa e perder o controle acionário.

21 de Novembro de 2019 as 11h17

Decisão da Justiça

Justiça determina que delegado de MT suspeito de envolvimento com grampos volte a usar tornozeleira

Rogers Elizandro Jarbas é investigado por interferir no processo que apura o crime, tentando obter documentos sigilosos, ou constrangendo autoridades.

19 de Novembro de 2019 as 10h35

Decisão STF

Após decisão do STF, Justiça manda soltar ex-governador de Minas

10 de Novembro de 2019 as 15h20

Pesquisa

Pesquisa: 56% discordam de decisão do STF que soltou ex-presidente Lula

Instituto Realtime Big Data entrevistou 1.200 pessoas entre sexta (8) e sábado (9); levantamento tem margem de erro de 4% e nível de confiança de 95%

10 de Novembro de 2019 as 15h05

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

veja +

COTAÇÃO