Judiciário

Poder Judiciário reduz consumo de energia elétrica com medidas de conscientização

Garantir a melhor utilização da energia elétrica através de medidas que promovam o seu uso racional

Por: Dani Cunha | Coordenadoria de Comunicação d
09 de Setembro de 2019 as 15h 48min

Dani Cunha Coordenadoria de Comunicação do TJMT

  Garantir a melhor utilização da energia elétrica através de medidas que promovam o seu uso racional está entre as ações adotadas pelo Poder Judiciário de Mato Grosso, para fomentar a sustentabilidade, evitar desperdícios e reduzir despesas. Com isso é possível investir em melhor atendimento para o cidadão e também na qualidade de trabalho dos servidores. No período de novembro de 2018 a julho de 2019 o Judiciário mato-grossense reduziu mais de 1.500 milhão de kwh, o que representa a diminuição de 11% em relação ao mesmo período do ano passado. Para se ter uma ideia, com esse percentual seria possível abastecer as oito comarcas de Terceira Entrância.

  O destaque de redução do custo de energia é para a sede do Tribunal de Justiça e outras 19 comarcas (Nova Ubiratã, Sinop, Pontes e Lacerda, Querência, Feliz Natal, Vila Rica, Peixoto de Azevedo, Guiratinga, Mirassol D’Oeste, Jauru, Paranaíta, Rosário Oeste, São José do Rio Claro, Santo Antonio de Leverger, Novo São Joaquim, Nova Monte Verde, Arenápolis, Alta Floresta e Cuiabá) que vêm se esforçando para diminuir os gastos com essa despesa.

  Mesmo em um Estado como Mato Grosso, onde o índice de calor é alto e com a expansão de prédios, a meta era manter o percentual de consumo e a redução apresentada é um avanço, graças a medidas eficientes que foram adotadas através de campanhas de conscientização e também da substituição das lâmpadas normais pelas de led, em parceria com o Núcleo Socioambiental do Tribunal de Justiça.

   “Já está provado que as práticas disseminadas estão funcionando. Temos consciência de que cada prédio construído aumenta o consumo e essa economia de e nergia registrada foi um ganho”, disse o coordenador de Infraestrutura do TJMT, Roberto Ciryaco.

  Cada luz apagada, computador ou ar condicionado desligados ao sair da sala trazem ganhos para o Poder Judiciário e exige mudança de comportamento. “São mais de cinco mil servidores. Se cada um adotar esses pequenos hábitos com certeza nossa economia será muito maior do que a que temos hoje”, reitera Ciryaco.

  A energia elétrica é uma das despesas inclusas no programa Economia Legal, do PJMT, assim como Correios, telefonia fixa, telefonia móvel, impressão e outsourcing. As comarcas que mais reduzirem os custos, nessa disputa saudável, recebem selos de reconhecimento (Diamante, Ouro, Prata e Bronze). O objetivo é estimular e promover a conscientização de servidores para questões relacionadas à sustentabilidade e economia, uma das premissas da atual gestão, biênio 2019/2020.

  A assessora da Coordenadoria de Planejamento (Coplan), Vera Lícia de Arimateia diz que com os dados do mês de julho o que se percebe é que as comarcas estão se empenhando para alcançar resultados positivos. “Em especial na energia elétrica as comarcas têm se destacado porque a gente vê uma média de redução de 11%. É uma grande satisfação falar isso porque é uma das despesas mais caras e sem contar que tem subido o valor em reais. Então a gente vê o esforço, considerando o consumo de cada uma das comarcas e também dos setores do tribunal e isso representa muito”, afirma.

  Ranking – se a competição terminasse no mês de julho, as comarcas que levariam o selo ouro são: Água Boa, Guarantã do Norte, São José do Rio Claro e Nova Mutum. A Comarca de Mirassol D’Oeste ficaria com o selo prata e com o selo bronze as comarcas de: Alto Garças, Querência, Dom Aquino, Tangará da Serra, Rondonópolis, Peixoto de Azevedo, Arenápolis, Colíder, Guiratinga, Ribeirão Cascalheira, Paranatinga, Porto Alegre do Norte e Nova Ubiratã.

  Os números são enviados à Coplan e alterados mês a mês em razão das ações de conscientização desenvolvidas em cada Comarca. O resultado é apresentado no fim do ano, em cerimônia realizada na sede do Palácio da Justiça, na Capital.

  O método utilizado para medir os resultados é a ferramenta Gestão Matricial das Despesas (GMD), criada em conjunto com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ).


COMENTARIOS

Mais de Judiciário

Paternidade

Justiça determina que homem que se recusou a fazer exame de DNA assuma paternidade de criança em MT

Para os desembargadores, o fato do homem não ter comparecido para a realização do exame e também não ter pago o procedimento induz a presunção da paternidade.

14 de Outubro de 2019 as 07h26

Produção Agrícola

Embargos são suspensos e acordo regulariza a produção agrícola em terras indígenas de MT

Índios Paresi devem cultivar 3,5 mil hectares com soja. Povos indígenas também devem investir em lavouras de segunda safra.

02 de Outubro de 2019 as 07h23

Pagamento de Servidores

Justiça encontra dinheiro em contas de prefeitura e determina pagamento de servidores em MT

A Prefeitura de Santo Antônio do Leverger anunciou em agosto que escalonaria o salário dos servidores.

02 de Outubro de 2019 as 07h22

Arquivado

Corregedoria do MP-MT arquiva investigação contra procurador citado em investigação de grampos

A conclusão da sindicância investigativa foi de que não há justa causa para instauração de processo disciplinar administrativo contra o procurador Paulo Prado.

02 de Outubro de 2019 as 07h20

Justiça Federal

Justiça Federal derruba liminar que devolvia terra a índios em MT

A área que fica no Distrito de Jarudore, em Poxoréu, tem cerca de 4 mil hectares.

25 de Setembro de 2019 as 14h38

Investimento

Justiça solta um dos acusados de envolvimento em chacina que deixou 9 mortos em MT

Os desembargadores da Primeira Câmara Criminal entenderam que não há razão para manter Paulo Neves Nogueira preso.

25 de Setembro de 2019 as 14h30

Força-tarefa

Força-tarefa da Defensoria revisa processos de 722 presos da Penitenciária Central de MT para correções

Defensores já analisaram 243 processos e protocolaram 73 petições pedindo a correção da data base do cálculo das penas, questionam ausência de remição de pena e pedem unificação e progressão de pena.

20 de Setembro de 2019 as 17h38

Judiciário

TCE considera que Prefeitura de Chapada prestou contas, que serão analisadas

Por maioria, acompanhando o voto revisor do conselheiro Guilherme Antônio Maluf, o Pleno do Tribunal de Contas de Mato Grosso considerou que a Prefeitura de Chapada dos Guimarães prestou contas referente ao exercício de 2017

18 de Setembro de 2019 as 16h38

Judiciário

Reeducandas de Cuiabá iniciam capacitação em produção de flores tropicais

Colocar as mãos na terra, sentir o vento e o sol no rosto, molhar plantas foram as experiências da reeducanda D.F.S, 20 anos, na manhã desta quinta-feira (12), no Presídio Feminino de Cuiabá, Ana Maria do Couto May, em Cuiabá.

12 de Setembro de 2019 as 17h20

Judiciário

Servidores recebem capacitação especial sobre segurança institucional e autodefesa

Atitudes simples, que muitas vezes passam despercebidas no dia a dia, podem evitar grandes prejuízos e até salvar vidas.

11 de Setembro de 2019 as 15h25

Judiciário

Arenápolis divulga gabarito preliminar de seleção de nível médio

A Comarca de Arenápolis (235 km a oeste da Capital) torna público o gabarito preliminar da prova.

10 de Setembro de 2019 as 16h51

Fórum Sinop

OAB rebate críticas de deputado referente a construção de novo Fórum em Sinop, Sorriso e Lucas do Rio Verde

A falta de espaço é tamanha que obrigou o Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) a alugar imóvel particular para abrigar o arquivo do Fórum

10 de Setembro de 2019 as 13h39

Insanidade

Justiça autoriza exame de insanidade mental de sobrinho que matou tia e arrancou o coração dela em Sorriso

Tia foi morta a facadas pelo sobrinho no dia 2 de julho, em Sorriso. Sobrinho arrancou o órgão e o entregou para a filha da vítima.

10 de Setembro de 2019 as 13h32

Judiciário

Judiciário mato-grossense alerta para a necessidade de discutir sobre a prevenção ao suicídio

A sede do Poder Judiciário de Mato Grosso, o prédio do Tribunal de Justiça, está iluminada com a cor amarela

09 de Setembro de 2019 as 15h55

Investigação

MP denuncia 5 oficiais da PM por suposta organização criminosa, falsidade ideológica e fraude processual em MT

Foram denunciados o 2º tenente da PM Cleber de Souza Ferreira, o tenente PM Thiago Satiro Albino, o tenente coronel PM Marcos Eduardo Ticianel Paccola, o tenente coronel PM Sada Ribeiro Ferreira e o 3º sargento PM Berison Costa e Silva.

05 de Setembro de 2019 as 15h53

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Enquete

veja +

COTAÇÃO