Polêmico, delegado anuncia substituto mas prevê retorno as investigações sobre grampos

Flávio Stringuetta voltou a criticar

17/07/2017 - 15:29:10

   

O delegado Flávio Stringueta classificou como infelizes as declarações feitas pelo procurador-geral de Justiça, Mauro Curvo, para justificar as supostas intimidações feitas contra o membro da Polícia Civil. Stringueta, que deixará temporariamente as apurações sobre o caso, afirmou que já indicou um delegado substituto e garantiu que as investigações sobre o caso, no âmbito da PJC, não serão interrompidas.

Stringueta havia sido nomeado pelo desembargador Orlando Perri, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, como responsável por conduzir uma notícia-crime encaminhada pela Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Mato Grosso (OAB-MT), na qual a entidade denunciou suposta participação de membros do MPE no esquema de interceptações ilegais. No entanto, Perri retirou a função atribuída a Stringueta, pois reconheceu que teria cometido uma falha ao denominar o delegado como responsável pelas apurações sobre o caso envolvendo membros do MPE.

Por envolver promotores de Justiça, Perri informou que as investigações deveriam ser feitas pelo chefe do MPE, Mauro Curvo. Desta forma, as apurações do delgado sobre o esquema de grampos ilegais passaram a se restringir a supostas fraudes em investigações da Polícia Civil.

Na semana passada, Stringueta afirmou que foi alvo de intimidação do procurador-geral de Justiça, logo que o procedimento de Perri foi designado a ele. No entanto, Mauro Curvo rebateu as acusações e afirmou que agiu dentro da Lei e somente exigiu que as apurações sobre as supostas participações de promotores de Justiça nas interceptações criminosas fossem remetidas ao MPE.

Curvo informou que o ofício foi uma espécie de alerta sobre a irregularidade no fato de um delegado conduzir as investigações. “Se [Stringueta] fizesse tal investigação, incorreria em crime de usurpação de função e improbidade administrativa”, frisou.

Em resposta às declarações  do procurador-geral de Justiça, o delegado afirmou que o membro do MPE demonstrou desconhecer as apurações que estão sendo conduzidas atualmente pela Polícia Civil sobre o caso. “Eu diria que a emenda ficou pior do que estava. Ele disse que eu não poderia investigar o Ministério Público. Isso demonstra um desconhecimento completo dele a respeito das investigações. Em nenhum momento estamos investigando o Ministério Público”, declarou, na manhã desta segunda-feira (17), em entrevista à rádio Capital FM.

Stringueta criticou o ofício encaminhado por Curvo para informá-lo que o membro da PJC não poderia apurar casos envolvendo membros do Ministério Público. Ele classificou as declarações do procurador-geral como “infelizes”. “Eu sei das minhas atribuições. Não preciso que um promotor de Justiça venha me dizer o que é crime. Sou um técnico em Direito, tenho o mesmo conhecimento jurídico que qualquer promotor do Estado. Ele foi muito infeliz nas colocações dele. Não admito, não gosto de receber um ofício que me diz que minhas atitudes são criminosas. Se elas são criminosas, faça o seu papel, promova a denúncia e a gente responde na Justiça. Obviamente que não são criminosas, tanto é que elas vão para outro colega, vão continuar e logo estarei de voltar para dar continuidade às apurações”, completou.

AFASTAMENTO DAS INVESTIGAÇÕES

Stringueta se afastará das investigações sobre os grampos ilegais em razão de um problema de saúde. Ele informou que a saída temporária em nada tem a ver com o ofício encaminhado pelo chefe do MPE. “As pessoas que me conhecem sabem muito bem que esse tipo de embate me anima, me fortalece. A saída das investigações sobre os grampos não foi uma decisão minha, foi dos médicos que estão me acompanhando. O Orlando Perri já vinha acompanhando a situação física em que eu me encontrava. A indisposição foi só aumentando, por conta de uma anemia, um sangramento que ainda não foi encontrado. O meu corpo não está repondo sangue na velocidade em que está perdendo. Isso causa muita indisposição”, justificou.

O delegado comentou que foi diagnosticado com a doença de Crohn. “É uma doença crônica e autoimune, que não tem cura, mas não é fatal, ela pode ser levada pela vida inteira. Ela causa inflamação intestinal e sangramento nas fases agudas”.

Ele relatou que não tinha conhecimento sobre o problema e deve começar o tratamento nos próximos dias. “A ideia é retornar para a investigação. É um afastamento provisório. O médico me deu 30 dias de licença, mas espero que antes disso já esteja em condições de voltar e ajudar o doutor Orlando Perri nessa árdua tarefa, que é esclarecer todos esses fatos e trazer à sociedade a verdade que ela precisa e tem o direito de saber”.

Em seu lugar, ele contou que já indicou o substituto, que comandará as apurações durante sua ausência. “Eu e o doutor Juliano, delegado que está cuidando de outra investigação sobre o assunto, indicamos o nome do Marcelo Torhacs, que hoje está na Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos. O Orlando Perri aceitou, porque disse que confia na gente e aceitaria o nome que indicássemos. Mas também precisa passar pelo crivo do delegado-geral, Fernando Vasco. Cremos que pode ser, sim, esse nome. Ele também aceitaria, caso fosse nomeado”, disse.

Para Stringueta, Torracs deve trazer mais agilidade às apurações conduzidas pela PJC sobre o esquema de interceptações ilegais. “Eu diria que a investigação vai ficar melhor, porque é uma pessoa mais nova na Polícia, mais animada, que não está doente, não tem os problemas que estou tendo e com certeza vai dar respostas muito melhor do que eu poderia dar, neste meu estado atual”, frisou.

MT Agora - Vinicius Lemos | Folha Max

Mais Noticias

Grampos

TJ nega pedido do MPE e mantém investigação sobre supostos grampos feitos por promotores

Grampolândia

Procurador cita “afronta” em inquérito; delegado vê “intimidação”

Lula Condenado

Lula é condenado na Lava Jato no caso do triplex

Latrocínio

Procuradoria opina por aumentar pena de envolvido em latrocínio de acadêmico em Sinop

14/06/2017 -

Silval admite ter criado organização criminosa para pagar dívidas

Ex-governador resolveu confessar e ofereceu R$ 46 milhões para ressarcir cofres públicos

07/06/2017 -

Apreensão do carro por IPVA atrasado é ilegal e pode gerar dever de indenização

Dependendo da situação, a apreensão pode até gerar direito à indenização para o proprietário do carro.

07/06/2017 -

Juíza nega indenizar cuiabano que descobriu não ser pai de criança

O autor do processo chegou a ser preso três vezes por não pagar pensão

17/05/2017 -

Princípio da insignificância se aplica a furto de celular, decide Supremo

O entendimento é da 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal, que reformou decisão do Superior Tribunal de Justiça

12/05/2017 -

Prefeito e Presidente da Câmara são acionados pelo MP e terão que explicar recursos para a Unemat

O promotor instaurou um inquérito civil, alegando investimento ilícito do município de Lucas do Rio Verde na educação superior, já que faltam vagas em creches, pré-escola e educação infantil para atender a população luverdense.

04/05/2017 -

STF decide que governadores podem se tornar réus sem licença da Assembleia

Entendimento é o mesmo adotado em julgamento de quarta-feira, no qual ministros analisaram o caso específico do governador Fernando Pimentel (PT), de Minas Gerais.

02/05/2017 -

Justiça condena Telexfree a ressarcir R$ 21 mil a duas clientes

As consumidoras E. S. M. e A. E. A. A. contrataram pacotes e esperavam receber lucros

02/05/2017 -

Projeto de autoria de Nilson Leitão prevê que trabalhadores rurais sejam pagos com comida e moradia

Na prática, as empresas do campo poderão pagar seus funcionários mediante o fornecimento de moradia e alimentação e não mais com remuneração salarial.

02/05/2017 -

Diretora rebate OAB e diz que a própria autarquia pediu o curso

Ordem alega que egressos estariam sendo induzidos à prática ilegal da profissão de advogado

02/05/2017 -

Cursos on-line oferecidos pelo CNJ estão com inscrições abertas

Gratuitos e abertos à toda população, os cursos estão com inscrições abertas até o dia 25 de maio, no seguinte endereço eletrônico cnj.jus.br/formacao-e-capacitacao.

28/04/2017 -

STF permite salário acima do teto em caso de acúmulo de cargos

Decisão, que tem repercussão geral, valerá para casos em que a Constituição permite o exercício de duas funções, como de médicos que acumulam dois postos na rede pública.

19/04/2017 -

OAB pede explicação à ALMT sobre projeto que prevê verba de R$ 6 mil a jornalistas e assessores jurídicos

Proposta da Mesa Diretora prevê verba indenizatória a assessores de gabinete. Projeto não explica destino de verba e não obriga prestação de contas, diz OAB.

07/04/2017 -

Ministro do STF manda suspender previdência de deputados de MT

Assembleia Legislativa gasta quase R$ 17 milhões por ano com benefício. Deputados em exercício estão na lista dos que recebem a aposentadoria.

30/03/2017 -

Expansão do poder judiciário de Mato Grosso é estratégia do presidente do TJMT

De imediato serão beneficiadas as comarcas de Primavera do Leste, Sorriso, Tangará da Serra e Lucas do Rio Verde.

30/03/2017 -

Empresa de telefonia é condenada por grampo ilegal em escritório de advocacia em Sorriso

Uma empresa de telefonia e uma empresa de telecomunicações determinando o pagamento da indenização de R$ 150 mil a título de danos morais para um escritório de advocacia, em Sorriso.

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora