Judiciário

Quarta mulher na chefia PGE-MT, Gabriela Novis pauta os principais projetos para 2018

PGE | 25 de Janeiro de 2018 as 15h 35min

Investimentos estratégicos em modernização, melhorias no atendimento aos contribuintes, terminar a integração com os sistemas do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) e Secretária de Estado de Fazenda (Sefaz-MT), classificar a dívida ativa, implantação de call center, novos mutirões, levar a Procuradoria Geral do Estado de Mato Grosso (PGE-MT) Itinerante ao interior e atuação em inteligência para inibir a ação de grandes ou pequenos sonegadores fiscais, serão o foco desta gestão da procuradora-geral.

A nova procuradora-geral do Estado, Gabriela Novis Neves Pereira Lima, ainda pontua que para este ano, as ações da PGE também se voltarão para o projeto de atuação nas Unidades Setoriais das Secretarias com atuação da Subprocuradoria de Aquisições e Contratos, além da instalação de uma Câmara de Mediação e Conciliação para tratar assuntos da saúde e continuar o intenso trabalho da Subprocuradoria de Assuntos Estratégicos para impulsionar casos polêmicos como o Veículo Leve sobre Trilhos, sempre visando proteger o interesse público.

“O que fizemos manualmente e na raça em 2017, com recorde histórico de arrecadação, será ainda muito mais ostensivo em 2018 com uma gestão voltada para investimento em tecnologia da informação, de forma a ter mais êxito na cobrança, mais respeito ao cidadão mato-grossense oferecendo serviços de qualidade”, destaca a procuradora-geral.

ARRECADAÇÃO
A PGE-MT conta atualmente com 92 procuradores, cuja função, de acordo com a Constituição Federal (Artigo 132), Constituição Estadual (Artigo 110) e Lei Complementar nº 111/2002, é essencial à Justiça, destacando-se a defesa do interesse público, por meio de desenvolvimento e execução de políticas públicas com qualidade e eficiência, por meio da mediação entre o Governo e a Lei.

“A gestão do ex-procurador-geral do Estado Rogério Gallo foi excelente para a Procuradoria do Estado no aspecto da recuperação fiscal e reestruturação da carreira com criação de Sub de Contratos nas Secretarias e Sub de Assuntos Estratégicos, atendimento ao cidadão, maior envolvimento nos processos judiciais com sustentações orais nos Tribunais. Para este ano, continuaremos implacáveis na defesa do Estado, no combate a sonegação fiscal, e na busca pela recuperação de crédito e principalmente os valores inscritos em dívida ativa, que hoje se aproximam de R$ 34 bilhões”, destaca Gabriela Novis.

De acordo com a procuradora-geral, para humanizar sua gestão e incrementar os processos da PGE irá focar em Tecnologia da Informação. “Esse investimento aprimorará os procedimentos que auxiliarão os contribuintes”, explica Gabriela. O cal center será implementada na PGE com o propósito de garantir mais agilidade no atendimento aos contribuintes.

MT Agora - Assessoria

Comentarios

Mais de Judiciário

Candidatura De Lula

Procuradora-geral Raquel Dodge contesta no TSE candidatura de Lula a presidente

Questionamento será analisado pelo ministro Luís Roberto Barroso; PT registrou candidatura de Lula nesta quarta-feira (15). Condenado em 2ª instância, ex-presidente está preso em Curitiba.

15 de Agosto de 2018 as 23h34

Eleições 2018

TSE recebe primeiros questionamentos à candidatura de Lula à Presidência

Pedido foi apresentado por integrante do MBL e será analisado pelo ministro Admar Gonzaga. PT registrou candidatura de Lula na tarde desta quarta-feira (15).

15 de Agosto de 2018 as 23h27

Declaração

Gilmar Mendes diz que STF age com ''rigor necessário'' ao negar denúncia baseada apenas em delações premiadas

Ministro lembrou que lei trata a colaboração como meio de prova, e não como prova. Para Gilmar, apenas palavra de delator e provas entregues por ele não suficientes para aceitar acusação.

15 de Agosto de 2018 as 22h54

STF

Decisão da 2ª Turma do STF abre discussão sobre validade de prova apresentada por delator

Nesta terça-feira, maioria do colegiado decidiu arquivar denúncia contra o senador Ciro Nogueira por entender que provas produzidas por delator não são suficientes para recebimento de denúncia.

15 de Agosto de 2018 as 22h52

Para Evitar Exploração Eleitoral

Moro adia interrogatório de Lula no processo envolvendo o sítio de Atibaia

Juiz afirmou que decisão, desta quarta-feira (15), visa ''evitar exploração eleitoral''. Força-tarefa da Lava Jato afirma que Lula recebeu reformas no sítio como propina de empresas com Petrobras.

15 de Agosto de 2018 as 22h43

Decisão

STF reafirma que transexuais e transgêneros podem mudar registro civil sem necessidade de cirurgia

Ministros reafirmaram decisão que já havia sido tomada em março pela Corte; nesta quarta-feira, ficou definido que entendimento fixado também vale para casos pendentes na Justiça.

15 de Agosto de 2018 as 22h39

Veja Mais
Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

TEMPO AGORA

Hoje, Quinta Feira

Lucas do Rio Verde, MT

Parcialmente nublado

30º