Judiciário

STF concede liberdade a empresário preso por suposto desvio de verba no Detran-MT

José Kobori estava preso no Centro de Custódia de Cuiabá desde maio. Ele foi um dos alvos da operação Bônus.

Operação Bônus | 29 de Julho de 2018 as 16h 15min
Fonte: G1 MT

STF concede liberdade a empresário preso desde maio (Foto: TVCA/Reprodução)

O Supremo Tribunal Federal concedeu liberdade ao empresário Valter José Kobori, na sexta-feira (27). Ele estava preso desde maio deste ano, suspeito de participar de um suposto esquema de fraudes e desvio de verba do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT).

Um dia antes da decisão do ministro Dias Tóffoli, o Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) havia negado o pedido de soltura feito pela defesa do empresário.

Kobori foi sócio da Eig Mercados, empresa denunciada pelo Ministério Público Estadual (MPE) e alvo da Operação Bônus, que é uma continuidade da Operação Bereré, deflagrada em fevereiro de 2018.

Duranta operação também foram presos e continuam detidos, o deputado estadual Mauro Savi (DEM), o ex secretário-chefe da casa civil Paulo Taques, o irmão de Paulo, Pedro Jorge Zamar Taques, ambos primos do governador Pedro Taques, e os empresários Roque Reinheimer e Claudemir Pereira dos Santos.

A operação

A operação Bônus foi resultado da análise dos documentos apreendidos na primeira fase da Bereré, dos depoimentos prestados no inquérito policial e colaborações premiadas.

Teve como objetivo desmantelar organização criminosa instalada dentro do Detran para desvio de recursos públicos.

O esquema

O esquema fraudulento denunciado pelo irmão do ex-governador de Mato Grosso Silval Barbosa (PMDB), Antônio Barbosa, em delação já homologada pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

COMENTARIOS

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

TEMPO AGORA

Hoje, Quarta Feira

Lucas do Rio Verde, MT

º

COTAÇÃO