TCE nega recurso e mantém reprovadas contas de 2014 da Câmara de Lucas do Rio Verde

As contas apresentaram impropriedades, como realização de despesa com publicidade consideradas antieconômicas, que totalizaram R$ 537.700,00, o que, de acordo com o relator,

16/05/2018 - 13:36:13

   

Por unanimidade, os conselheiros do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso – TCE/MT negaram recurso apresentado pela defesa do vereador Airton Callai, mantendo reprovadas as contas da Câmara de Vereadores de Lucas do Rio Verde referentes ao ano de 2014, período em que Callai era o presidente. Assista Aqui. As contas foram reprovadas durante sessão ordinária do dia 24 de novembro de 2015. Na ocasião, o Pleno do TCE-MT julgou como irregulares, com aplicação de multa, as contas anuais de gestão da Câmara de Lucas do Rio Verde. A decisão foi tomada por unanimidade, quando os demais membros do Pleno acompanharam o voto do relator, conselheiro substituto, Luiz Henrique Lima.

Sob responsabilidade de Airton Callai, as contas apresentaram impropriedades, como realização de despesa com publicidade consideradas antieconômicas, que totalizaram R$ 537.700,00, o que, de acordo com o relator, "evidenciou afronta ao Princípio da Economicidade". A Câmara Municipal também descumprimento determinação proferida no Acórdão nº 128/2014, que exigia o estabelecimento de critérios objetivos para concessão de vantagem a título de gratificação, desvinculada do desempenho do próprio cargo, direção, chefia ou assessoramento.

O conselheiro substituto, então, votou pelo julgamento das contas como irregulares e aplicou multa ao gestor de 71 UPF. Também determinou que seja observado o Princípio da Economicidade , de forma que a Câmara se abstenha de realizar despesas antieconômicas com publicidade, bem como limite-se a realizar despesas inerentes à função de órgão legislador.

No voto, o conselheiro interino, João Batista de Camargo Junior, não acatou as alegações expostas pelo vereador. O conselheiro observou que o Projeto Câmara Cidadã (PCC) já tinha sido alvo de reprimenda do TCE durante o julgamento das Contas Anuais de Gestão referentes ao exercício de 2010, de relatoria do Conselheiro Waldir Teis. Callai era o presidente do Legislativo à época e foi recomendado a suspensão das despesas relativas ao PCC, “tendo em vista o desvirtuamento da função legislativa e a usurpação de competência do Poder Executivo Municipal”, assinalou João Batista.

Com a retomada do PCC no exercício de 2014, o conselheiro interino aponta que houve um aumento de despesas com publicidade relativas à aquisição de material gráfico, serviço de sonorização e locação de tendas para realização de atividades. Diante desse cenário, o Conselheiro Substituto Luiz Henrique Lima, relator das Contas Anuais do exercício de 2014, entendeu que houve descumprimento de determinação do TCE. “Por esse motivo, diante dessa irregularidade, cumulada com outras impropriedades, decidiu-se pela irregularidade das referidas contas”, ressaltou.

“E para arrematar, causa espanto o fato de que as despesas consideradas ilegítimas e objeto de questionamento nesse processo terem ocorrido em anos eleitorais, quais sejam, os exercícios de 2010 e 2014. Conforme já mencionado, o Projeto Câmara Cidadã (PCC) foi criado pela Resolução nº 165/2010 e foi alvo de reprimenda desta Corte de Contas no julgamento das Contas Anuais de 2010, gestão do Sr. Airton Callai. O PCC foi retomado em 2014, outro ano eleitoral. Será que foi mera coincidência? Diante do exposto, consoante fundamentação explanada, não acolho as razões do recorrente e, em consonância com a equipe de auditoria, entendo que deve ser mantida integralmente a decisão contida no Acórdão nº 3.612/2015 – TP, quanto ao item em tela, posto que não há, nas razões recursais, fundamentos capazes de sanar a irregularidade”, concluiu o conselheiro interino, ao justificar seu voto, que foi seguido pelos demais conselheiros.

O vereador Airton Callai deve se manifestar em entrevista coletiva nesta quinta-feira (17) de manhã.

MT Agora - Expresso MT

Mais Noticias

Habeas corpus negado

Deputado preso suspeito de liderar esquema de fraude no Detran tem habeas corpus negado pelo TJMT

OAB

Vão abrir mesmo a caixa-preta da OAB?

Recurso Negado

Ex-gestor da Câmara de Lucas tem recurso negado e contas continuam irregulares

17/05/2018 -

Pleno acolhe recurso do MPC e julga irregulares as contas de Confresa de 2014

O colegiado acompanhou o voto do relator aplicação de multa, determinações e ressarcimento ao erário, e aplicar penalidade adicional de 49 UPFs .

17/05/2018 -

Aprovação em cadastro de reserva não assegura direito automático de nomeação

A alegação de que estagiários estariam realizando tarefas que seriam de servidores de lotação permanente não ficou claramente comprovada no processo.

17/05/2018 -

Gestores de Torixoréu são multados por gastos irregulares com combustíveis

Também foram apontadas irregularidades como realização de processo licitatório sem pesquisas de preços e sem a adequação do objeto licitado

17/05/2018 -

Artigo sobre Lei Kandir dá 1º lugar em concurso nacional a servidores do TCE-MT

16/05/2018 -

Gestores de Cáceres são multados por violarem princípio do concurso público

O relator considerou improvável que o prefeito desconhecesse a realização de um processo seletivo que ofereceu quase 100 vagas para profissionais da área de saúde, incluindo médicos, odontólogos, enfermeiros, fisioterapeutas, farmacêuticos e psicólogos

15/05/2018 -

Empresa de lixo, ex-secretário de Obras e engenheiro terão que devolver R$ 2,7 milhões aos cofres de Sorriso

Houve falhas graves na licitação, como abertura de procedimento licitatório sem planilha com detalhamento de custos unitários, fraude de direcionamento do certame à empresa Sanorte, sobrepreço na contratação de bens e serviços, pagamento de despesas refer

15/05/2018 -

MP e juízes põem em xeque urna eletrônica

Eles questionam a falta de uma impressora acoplada em um país com 'altíssimos índices de corrupção'

14/05/2018 -

Auditoria detecta irregularidades e ex-gestores do Previlucas são multados

Parte dos membros do conselho curador do Previlucas foram penalizados em razão da aplicação no Fundo de Investimento em Direitos Creditórios, o FIDC Premium

09/05/2018 -

Paulo Taques ironiza prisão ao ser conduzido ao Gaeco

Paulo Taques é suspeito de participação em esquema para desvias quantias milionárias do Departamento Estadual de Trânsito

09/05/2018 -

Deputados investigados votarão em sigilo prisão de Mauro Savi

De acordo com as investigações, Savi seria o responsável pelas indicações políticas no Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) durante o governo Silval Barbosa

09/05/2018 -

Quinto mandado de prisão preventiva é cumprido em Brasília

Kobori é sócio de diferentes empresas que receberam recursos desviados do Detran.

09/05/2018 -

Prisões de Savi e Paulo Taques são baseadas em delação de empresário

A primeira fase Operação Bereré, deflagrada em fevereiro, resultou no bloqueio de mais de R$ 27 milhões das contas de 17 pessoas e empresas

08/05/2018 -

MP-MT orienta prefeitura a cancelar show nacional de aniversário por precariedade em setores essenciais

Show com a cantora Naiara Azevedo está previsto para o próximo sábado (12). Na notificação, o órgão dá prazo de 48 horas para rescisão do contrato com a artista.

08/05/2018 -

Ministro "desce" ação contra senador de MT para a 1ª instância

Os fatos atribuídos ao senador licenciado foram supostamente praticados quando ele era prefeito

07/05/2018 -

Um acidente de trabalhado é registrado a cada 52 minutos em MT, diz MPT

Do total de trabalhadores envolvidos nas ocorrências, um morre a cada três dias e meio. Dados fazem parte do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho.

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora