Grampos

TJ nega pedido do MPE e mantém investigação sobre supostos grampos feitos por promotores

Notícia-crime da OAB diz que há indícios de que interceptações ilícitas foram feitas pelo MP. TJMT investiga esquema de espionagem que fez mais de 100 vítimas.

MT Agora - G1
14 de Julho de 2017 as 18h 44min

Tribunal de Justiça de Mato Grosso (Foto: Lucas Ninno/Gcom-MT)

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso negou, nessa quinta-feira (13), pedido do procurador-geral de Justiça, Mauro Curvo, para arquivamento de uma notícia-crime da OAB-MT que trata de indícios de que interceptações clandestinas teriam sido feitas por membros do Ministério Público do Estado em operações. A decisão foi por unanimidade.

O relator do caso no TJMT é o desembargador Orlando Perri. Ele está à frente das apurações dentro do TJMT sobre um esquema de espionagem no estado que teria feito mais de 100 vítimas.

O MPE havia argumentado que já há uma investigação no Núcleo de Ações de Competência Originária (Naco), dentro da instituição, e que o arquivamento seria necessário para evitar duplicidade de procedimentos. Outro argumento foi de que cabe somente ao procurador-geral de Justiça apurar fatos criminosos atribuídos a membros do Ministério Público.

Perri disse que, de fato, o procurador-geral de Justiça deve investigar membros do MPE, mas que "isso não significa que não possa ter uma supervisão do tribunal”. “Essa investigação não pode ser processada intramuros, sem o controle do judiciário e sem o acompanhamento do órgão noticiante. A necessidade se avulta ainda mais quando os investigados são membros do Ministério Público”, declarou.

O desembargador Orlando Perri, presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso. (Foto: Josi Pettengill / Secom-MT)O relator disse que ainda credita o pedido de arquivamento a um equívoco jurídico por parte do MPE. "Não é admissível a postulação visando arquivar. O MPE, como titular da ação penal, pode muito. Mas não pode tudo”.

Também tinha sido pedido pelo MPE que a Ordem dos Advogados do Brasil seccional Mato Grosso fosse retirada como parte interessada da investigação no TJMT. Esse pedido também foi negado. O próprio Perri tinha determinado a inclusão da OAB-MT como interessada, por solicitação da Ordem.

“Essa investigação não pode ser processada intramuros, sem o controle do judiciário e sem o acompanhamento do órgão noticiante. A necessidade se avulta ainda mais quando os investigados são membros do Ministério Público”, disse Perri.

Notícia-crime
Conforme a OAB-MT, o Gaeco (Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado), do MPE, teria incluído na operação Ouro de Tolo o telefone de pessoas que não eram investigadas no caso. O alvo era a ex-primeira-dama, Roseli Barbosa, que teve o sigilo telefônico quebrado legalmente. Mas, na mesma decisão judicial, foram inseridos os números do marido de Roseli, o ex-governador Silval Barbosa, além de um dos filhos do casal e a esposa dele.

Outro argumento da OAB-MT foi que a promotora de Justiça Ana Cristina Bardusco, do MPE, teria tido acesso sem autorização judicial ao banco de dados da Secretaria de Fazenda do estado. E cita que três advogados entraram com representação contra a promotora no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

Um terceiro fato apontado pela OAB é de que “pessoas não foram processadas criminalmente neste Estado por razões desconhecidas”, o que fere o princípio da obrigatoriedade da ação penal pública.

Grampos
Um esquema de grampos operado pela Polícia Militar entre outubro de 2014 e agosto de 2015 teve entre as vítimas advogados, políticos de oposição ao governo, médicos, jornalistas, servidores públicos e empresários. Os números foram inseridos com autorização judicial numa suposta investigação, por parte do Núcleo de Inteligência da PM, sobre tráfico de drogas envolvendo policiais militares.

A inclusão em investigações de telefones de pessoas que não são suspeitas de crimes é conhecida como "barriga de aluguel".

O caso foi denunciado, em janeiro deste ano, à Procuradoria-Geral da República pelo promotor de Justiça Mauro Zaque. Ele afirma que, quando foi secretário de Segurança, em 2015, alertou o governador Pedro Taques (PSDB), da existência do esquema.

A PGR investiga se o chefe do Executivo estadual tinha conhecimento do crime e de quem teriam partido as ordens para os grampos. Taques afirma que não sabia da existência da central de monitoramento clandestina. A Polícia Civil também abriu inquérito para investigar o crime.

Presos
Estão presos preventivamente por suspeita de envolvimento no caso os coronéis Evandro Lesco e Ronelson Barros, que eram secretário-chefe e secretário-adjunto da Casa Militar, o cabo Gerson Correa Junior, o coronel Zaqueu Barbosa, que comandou a PM em 2015) e o tenente-coronel Januário Antônio Edwiges Batista, comandante do 4º Batalhão.


COMENTARIOS

Mais de Judiciário

Força-tarefa

Força-tarefa da Defensoria revisa processos de 722 presos da Penitenciária Central de MT para correções

Defensores já analisaram 243 processos e protocolaram 73 petições pedindo a correção da data base do cálculo das penas, questionam ausência de remição de pena e pedem unificação e progressão de pena.

20 de Setembro de 2019 as 17h38

Judiciário

TCE considera que Prefeitura de Chapada prestou contas, que serão analisadas

Por maioria, acompanhando o voto revisor do conselheiro Guilherme Antônio Maluf, o Pleno do Tribunal de Contas de Mato Grosso considerou que a Prefeitura de Chapada dos Guimarães prestou contas referente ao exercício de 2017

18 de Setembro de 2019 as 16h38

Judiciário

Reeducandas de Cuiabá iniciam capacitação em produção de flores tropicais

Colocar as mãos na terra, sentir o vento e o sol no rosto, molhar plantas foram as experiências da reeducanda D.F.S, 20 anos, na manhã desta quinta-feira (12), no Presídio Feminino de Cuiabá, Ana Maria do Couto May, em Cuiabá.

12 de Setembro de 2019 as 17h20

Judiciário

Servidores recebem capacitação especial sobre segurança institucional e autodefesa

Atitudes simples, que muitas vezes passam despercebidas no dia a dia, podem evitar grandes prejuízos e até salvar vidas.

11 de Setembro de 2019 as 15h25

Judiciário

Arenápolis divulga gabarito preliminar de seleção de nível médio

A Comarca de Arenápolis (235 km a oeste da Capital) torna público o gabarito preliminar da prova.

10 de Setembro de 2019 as 16h51

Fórum Sinop

OAB rebate críticas de deputado referente a construção de novo Fórum em Sinop, Sorriso e Lucas do Rio Verde

A falta de espaço é tamanha que obrigou o Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) a alugar imóvel particular para abrigar o arquivo do Fórum

10 de Setembro de 2019 as 13h39

Insanidade

Justiça autoriza exame de insanidade mental de sobrinho que matou tia e arrancou o coração dela em Sorriso

Tia foi morta a facadas pelo sobrinho no dia 2 de julho, em Sorriso. Sobrinho arrancou o órgão e o entregou para a filha da vítima.

10 de Setembro de 2019 as 13h32

Judiciário

Judiciário mato-grossense alerta para a necessidade de discutir sobre a prevenção ao suicídio

A sede do Poder Judiciário de Mato Grosso, o prédio do Tribunal de Justiça, está iluminada com a cor amarela

09 de Setembro de 2019 as 15h55

Judiciário

Poder Judiciário reduz consumo de energia elétrica com medidas de conscientização

Garantir a melhor utilização da energia elétrica através de medidas que promovam o seu uso racional

09 de Setembro de 2019 as 15h48

Investigação

MP denuncia 5 oficiais da PM por suposta organização criminosa, falsidade ideológica e fraude processual em MT

Foram denunciados o 2º tenente da PM Cleber de Souza Ferreira, o tenente PM Thiago Satiro Albino, o tenente coronel PM Marcos Eduardo Ticianel Paccola, o tenente coronel PM Sada Ribeiro Ferreira e o 3º sargento PM Berison Costa e Silva.

05 de Setembro de 2019 as 15h53

Patente de Soja

Justiça determina que Bayer deposite R$286 mi em processo sobre patente de soja

Processo começou em 2017 e é focado em produtores que afirmam que a patente deve ser cancelada devido à 'falta de inovações tecnológicas significativas'.

05 de Setembro de 2019 as 15h46

Palestra

Busca de soluções para conflitos empresariais através da mediação e conciliação é foco de debate na sede da OAB

A ideia de convidar acadêmicos de direito, advogados, empresários e profissionais liberais para debater a necessidade de mediação de conflitos partiu da Associação Acadêmica Luverdense em parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas. O evento acon

04 de Setembro de 2019 as 15h40

Judiciário

Mutirão Fiscal de Tangará da Serra obtém mais de R$ 3 milhões em acordos

Mais de R$ 3 milhões foram negociados em acordos pré-processuais e processuais durante os cinco dias de mutirão, entre 26 e 30 de agosto.

03 de Setembro de 2019 as 15h16

Palestra

OAB/LRV sedia nesta terça-feira bate papo com tema ‘Acordos que geram lucros’

o evento também tem um objetivo solidário. Participando do bate-papo, a pessoa estará ajudando o Lar Bom Samaritano, uma vez que o ingresso é apenas 01 kg de alimento não perecível.

03 de Setembro de 2019 as 09h19

Multa Suspensa

OAB-MT consegue suspender multa aplicada a advogada que não compareceu à audiência por motivos de saúde

Na ocasião, o magistrado decretou abandono de causa e aplicou multa de dez salários mínimos e o bloqueio imediato desses valores na conta bancária da profissional da advocacia.

01 de Setembro de 2019 as 22h30

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Enquete

Quem é o maior responsável pelas queimadas em Mato Grosso?

A população

As autoridades públicas

Os órgãos ambientais

O clima

Parcial
veja +

COTAÇÃO