Policia

Empresas de MT são investigadas por pagamentos fraudulentos de IPVA

Empresas foram alvos de operação contra falsidade ideológica e estelionato. Polícia Civil diz que prejuízo causado às empresas passa de R$ 100 mil.

Operação Banker | 03 de Agosto de 2016 as 17h 55min
MT Agora - G1 MT

Duas empresas despachantes de Pontes e Lacerda, a 483 km de Cuiabá, foram alvos de busca e apreensão, na terça-feira (2), na operação “Banker”, da Polícia Civil, para apurar crimes de falsidade ideológica e estelionato. Segundo as investigações, as empresas fizeram pagamentos fraudulentos de tributos, especialmente Imposto sobre a propriedade de veículos automotores (IPVA) e Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS).

De acordo com a Polícia Civil, a investigação iniciou há oito meses com denúncias dos proprietários de empresas em Contagem (Minas Gerais) e no Paraná. De acordo com o delegado Anderson Veiga, os pagamentos fraudulentos eram feitos por administradores e empregados das empresas investigadas desde 2014, via internet banking.

A Polícia Civil diz que o prejuízo pode ser de R$ 100 mil às empresas dos dois estados, que tinham os tributos descontados de suas contas jurídicas. Na investigação, se identificou vários beneficiários dos pagamentos irregulares. Os tributos, sendo em maior quantidade o IPVA, eram descontados das contas jurídicas das empresas, depois que foram clonadas por vírus na web.

O termo “Banker”, nome da operação, é usado para classificar pessoas que agem como hacker para invadir bancos por meio da internet.

COMENTARIOS

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

TEMPO AGORA

Hoje, Sexta Feira

Lucas do Rio Verde, MT

Tempestades

30º

COTAÇÃO