Policia

Laudo aponta que mulher morreu afogada após ser jogada viva pelo ex-marido em rio em MT

Rosineide Maria de Souza, de 45 anos, foi jogada da ponte do Rio Vermelho. Ex-marido e o irmão dele foram presos pela polícia.

Laudo | 28 de Junho de 2018 as 16h 55min
MT Agora - G1 MT

Pescadores encontram no Rio Vermelho o corpo de Rosineide Maria de Souza, de 45 anos.

Um laudo de necrópsia apontou que Rosineide Maria de Souza, de 45 anos, assassinada em janeiro deste ano, no Rio Vermelho, em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, morreu por afogamento. Rosineide estava desaparecida e foi encontrada morta.

Na época, o ex-marido dela e o irmão dele foram presos. O ex disse à polícia que matou a vítima durante uma discussão por causa de um novo relacionamento que Rosineide havia começado.

Cinco meses depois do crime, o laudo de necrópsia apontou que a vítima morreu por afogamento. Um dos documentos que integram o inquérito policial, que já foi concluído, revelou que Rosineide ainda estava viva quando foi jogada no rio.

O caso

O ex da vítima, Valdeci Vieira da Silva, de 46 anos, e o irmão dele, Valdomiro Vieira da Silva, de 40 anos, confessaram a autoria do crime e responderão por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver.

Ela desapareceu quando saiu de casa para ir a igreja em uma motocicleta. O corpo de Rosineide foi encontrado por pescadores na Gleba Dom Bosco. O corpo estava dentro de um saco e foi reconhecido por familiares da vítima.

Ao ser interrogado, Valdeci confessou o crime e contou que encontrou com a vítima na saída da igreja, quando a convidou para ir até a casa dele.

Na residência, eles tiveram uma discussão por conta de um novo relacionamento amoroso da vítima, ocasião em que o suspeito disse que perdeu o controle e matou a ex-companheira com uma paulada na cabeça.

Em seguida, Valdeci foi até a casa do irmão dele para pedir ajuda. Juntos, eles colocaram a vítima dentro de um saco e utilizaram o veículo de Valdomiro para trasportar o corpo até a ponte do Rio Vermelho, de onde foi jogado.

Segundo o suspeito, a motocicleta da vítima e o objeto usado para golpear a cabeça dela também foram jogados no rio. No entanto, o veículo ainda não foi localizado.

Os suspeitos foram encaminhados para a delegacia, onde foram interrogados e autuados em flagrante pelos crimes de homicídio triplamente qualificado, pelo motivo fútil, recurso que impossibilitou a defesa da vítima e feminicídio e ocultação de cadáver.

COMENTARIOS

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

TEMPO AGORA

Hoje, Segunda Feira

Lucas do Rio Verde, MT

º

COTAÇÃO