Menores e mulheres vencem o medo e passam a denunciar mais casos de violência

Delegada aponta que pais também passaram a observar melhor o comportamento dos filhos

27/02/2017 - 19:26:43

   

Delegada Ana Paula de Faria Campos, da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, da Criança e do Idoso de Várzea Grande - Foto por: Ascom/PJC-MT

O número de casos registrados de violência envolvendo mulheres e vítimas menores de 18 anos vem aumentando desde 2014 em Mato Grosso. Por sentimento de vergonha ou medo, por muitos anos, boa parte dessa violência não era levada até o conhecimento da polícia. Mas esse cenário está mudando.

Dados da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) apontam que, em 2016, foram registradas 43.804 mil ocorrências envolvendo vítimas femininas de 18 a 59 anos em Mato Grosso. Já em 2015, foram 34.720 mil e em 2014 foram 29.229 mil registros.

Em relação às vítimas menores de 18 anos, em 2016, foram 10.645 mil ocorrências registradas no Estado. Em 2015 foram 8.493 mil casos e 7.451 casos em 2014.

Em todos os anos citados, as ocorrências mais registradas com vítimas femininas e menores de 18 anos foram de ameaça, com 55.016 mil casos registrados na somatória dos anos de 2014, 2015 e 2016, seguido de lesão corporal com 31.107 mil registros, também na soma dos três anos.

No crime de estupro foram 227 registros em 2016, de vítimas femininas de 18 a 59 anos. Na mesma faixa etária foram levados até a polícia 22 casos de estupro de vulnerável e 151 de estupro tentado.

Em relação às vítimas menores de 18 anos, em 2016, foram registrados 174 casos de estupro e 264 tentativas de estupro. O que mais chama atenção são os casos de estupro de vulnerável, que teve 942 registros.

A delegada Ana Paula de Faria Campos, da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, da Criança e do Idoso de Várzea Grande, atribui o número expressivo de registro de estupro de vulnerável às informações de esclarecimento sobre crimes sexuais, que vem alcançando um maior número de crianças e adolescentes.

“Hoje as crianças e adolescentes estão recebendo mais informações nas escolas, por meio de palestras e cartazes, de como se prevenir de crimes sexuais. São informações educativas para que elas possam compreender em quais situações elas podem se encontrar em risco sexual”, disse.

Segundo a delegada, muitas pessoas chegam hoje na delegacia dizendo que percebeu mudança no comportamento do filho ou neto, depois de terem visto um cartaz educativo ou recebido alguma orientação. Com essa informação, identificaram que essas crianças ou adolescentes estavam sofrendo algum tipo de abuso sexual.

“Então, a questão educativa e de orientação, tem ajudado no esclarecimento das pessoas e levado às vítimas a procurar ajuda”, acredita Ana Paula.

Para a delegada, outros fatores também estão contribuindo para que as vítimas femininas e menores de 18 anos estejam procurando ajuda nas redes de proteção.

“Hoje temos um número maior de Delegacias Especializadas de Defesa da Mulher no Estado. Isso também contribui para o aumento do registro desses crimes, uma vez que a demanda que estava reprimida começou a aparecer”, destacou a delegada.

Fora isso, segundo Ana Paula, a confiança da população nos órgãos de Segurança Pública está aumentando.

“As vítimas estão perdendo o medo de procurar a polícia. O conhecimento da Lei Maria da Penha, o esclarecimento de como funcionam as delegacias e toda a rede de proteção para esse tipo de violência, estimulam as vítimas a procurar ajuda e a denunciar seu agressor ”, falou.

A maior parte dos agressores nos casos de violência contra mulheres, crianças e adolescentes são pessoas muito próximas, como parentes e amigos. Por isso, a vítima muitas vezes não tem coragem de ir às delegacias ou procurar ajuda.

A delegada alerta que em casos de violência sexual, a vítima pode comunicar qualquer órgão da rede de proteção, serviço de saúde, delegacia, conselho tutelar (se for menor de idade), para os procedimentos iniciais, que devem ser feitos no máximo em até 72 horas. 

MT Agora - Lidiana Cuiabano | Sesp-MT

Mais Noticias

Suspeito de Estupro

Dono de salão é preso suspeito de estuprar adolescente que procurava emprego de manicure

Produtos Roubados

Policia apreende menor com produtos roubados em Lucas

Atropelamento

Jovem sem CNH atropela 3 crianças ao empinar motocicleta e é detido em MT

Tráfico de Drogas

Em Lucas, dupla é presa com droga, dinheiro e até videogame

11/02/2018 -

Embriagado homem bate em dois carros parados em Lucas do Rio Verde

Um elemento de 40 anos amigo do condutor embriagado se encontrava portando uma arma de fogo na cintura com o intuito de coagir as pessoas que se encontrava ali.

09/02/2018 -

Ação Policial leva à prisão responsável por tráfico em bairros de Lucas

As investigações feitas mostraram que o homem agia com extrema astúcia, atraindo menores para a prática criminosa.

09/02/2018 -

Operação Policial é realizada para oferecer segurança em regiões de escolas de Lucas

Pontos frequentados por pessoas em atitude suspeita também foram fiscalizados pela Polícia.

09/02/2018 -

Em Lucas do Rio Verde, menor é detido traficando drogas

No momento da abordagem um deles conseguiu fugir, pulando muros e se escondendo entre casas.

09/02/2018 -

Após agredir sobrinha, mulher é presa e tira a própria vida em cela de delegacia

A mulher tomava medicamento controlado e morava com sobrinha e o marido da sobrinha.

07/02/2018 -

Mulher é morta a tiros no bairro Veneza em Lucas do Rio Verde

O Corpo de Bombeiros chegou a ser acionado, porém ao chegar no local ela já estava sem vida.

07/02/2018 -

Menor que cultivava maconha em casa é apreendido em Lucas

O menor confessou ter plantado a maconha, e cultivava o produto, segundo ele, para o próprio consumo

05/02/2018 -

Agentes encontram túnel e grades cerradas em penitenciária de MT após dia de visitas

Buraco foi encontrado no raio laranja, que abriga aproximadamente 150 detentos.O governo disse que deve abrir um procedimento para investigar o caso.

04/02/2018 -

PM prende mulher com quase 10 quilos de maconha em Várzea Grande

A suspeita, Jaqueline Vitória de Campos, 19, estava próximo a rodoviária e pretendia embarcar para Lucas do Rio Verde, onde deixaria parte do entorpecente, depois seguiria viagem para abastecer bocas de fumos em Tapurah

04/02/2018 -

Polícia desarticula boca de fumo em Lucas

Foram conduzidos três adultos, entre eles o dono da casa usada para a operação do esquema, e o menor

03/02/2018 -

Menor é apreendida por tráfico pela segunda vez na semana em Lucas

Para operar o tráfico na modalidade “aviãozinho”, menores são convocados por traficantes maiores justamente pela possibilidade de não responder pelo crime presos.

02/02/2018 -

PM prende rapaz traficando perto de escola em Lucas

O rapaz de 24 anos de idade recebeu voz de prisão e deverá responder pelo crime de tráfico de entorpecentes.

01/02/2018 -

Homem corre de assaltante e é atingido por três tiros em Lucas

Ele pensou que o homem portava uma faca, e negou a entrega do aparelho

31/01/2018 -

Cão farejador acha 543 kg de droga em caminhão que seguia de MT para SP

Ação aconteceu durante o treinamento dos novos operadores dos cães. A apreensão ocorreu na BR-364 no município de Rondonópolis.

30/01/2018 -

Menor suspeito de homicídio é apreendido dentro de banheiro em Lucas

Com a menor foram encontrados 2.2 gramas de uma substância semelhante a pasta base de cocaína.

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora