Policia

Mulher relata terror provocado por menores durante assalto em Lucas do Rio Verde

Dois menores invadiram a residência e assaltaram a família. Um dos menores desferiu golpes com o revólver em uma das vítimas

Momentos de Terror | 14 de Janeiro de 2014 as 14h 20min
MT Agora - Expresso MT

Dois menores invadiram uma residência em Lucas do Rio Verde na madrugada desta terça-feira e provocaram momentos de terror aos familiares. Um dos membros ficou ferido após receber várias coronhadas desferidas por um dos menores que estava armado com um revólver. Os adolescentes aparentavam estar sob efeito de entorpecentes.

O caso aconteceu por volta de meia e dez. Uma das vítimas, que conversou com a imprensa, relatou que veio de Alta Floresta visitar o irmão e que assistia televisão na sala da casa. O rapaz, cansado, guardou a motocicleta e se recolheu para dormir. Momentos depois, ela ouviu movimentação dos cachorros no quintal, mas preferiu não ir averiguar o motivo dos latidos. Para sua surpresa, um dos menores fez a abordagem pela janela, entre as grades de proteção, ameaçando disparar o revólver caso a porta não fosse aberta.

Quando a porta foi aberta, um dos menores ficou na porta, enquanto o outro seguiu para o quarto, onde pegou vários pertences, entre eles relógio, pen drive, máquina digital e pouco mais de R$ 100 em dinheiro. Insatisfeito, o menor pediu as chaves da moto e do carro. “Ele bateu muito com a arma na cabeça do meu irmão, no braço, quase trincou o braço dele”, relatou a mulher.

A vítima disse ainda que os menores se prepararam para deixar o local quando perceberam que a dona da casa saiu em direção a uma quitinete que fica aos fundos do imóvel. “Nisso eu levantei, porque meu filho levantou. Ele (menor) me bateu, me chutou, bateu na cara e de repente saiu pra fora atirando, e saiu”, disse. “Acho que ele tocou terror pra ninguém ir atrás dele, né. Além de ser violento com a gente em casa, ainda saíram atirando”.

Durante o dia, o filho da vítima disse ter visto dois menores rondando a casa. Ela acredita que eram os mesmos que provocaram o terror à família. “Eles estavam muito doidos”, disse.

“São crianças, de 12, 13, no máximo 15, 16 anos. Foi muito terrível. Foi muito difícil, eu não desejo nada pra ninguém”, disse. “Foi por Deus que a arma não disparou quando bateu no meu irmão. É uma arma bem velha e não disparou contra o meu irmão porque Deus salvou”, concluiu.

COMENTARIOS

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

TEMPO AGORA

Hoje, Segunda Feira

Lucas do Rio Verde, MT

Tempo nublado

25º

COTAÇÃO