Delação De Funaro

Advogado de Temer diz que ''jamais'' quis imputar prática de crime a Rodrigo Maia

Eduardo Carnelós, que classificou divulgação de vídeos com delação de Funaro como ''criminoso vazamento'', disse desconhecer que material estava disponível no site oficial da Câmara.

MT Agora - G1
15 de Outubro de 2017 as 20h 00min

O advogado Eduardo Carnelós fala em defesa do presidente Michel Temer em sessão da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (Foto: Gustavo Garcia / G1)

A pós classificar a divulgação de vídeos da delação premiada do operador financeiro Lúcio Funaro como 'criminoso vazamento', o advogado Eduardo Carnelós, que defende o presidente Michel Temer, afirmou neste domingo (15) que “jamais” quis imputar prática de crime ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

No sábado (14), Carnelós divulgou uma nota na qual apontava um "criminoso vazamento" dos vídeos com depoimentos à Procuradoria Geral da República. O material, porém, estava disponível no site oficial da Câmara desde o mês passado.

Ao Blog de Andreia Sadi, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, se disse perplexo – "depois de tudo o que fiz pelo presidente" – com a manifestação do advogado.

Neste domingo, o advogado divulgou uma nova nota, justificando que não poderia supor que os vídeos eram públicos. Ele argumentou que, no fim de setembro, o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), disponibilizou à defesa apenas as partes da delação premiada que diziam respeito a Temer.

“Considerando os termos da decisão do ministro Fachin, eu não poderia supor que os vídeos tivessem sido tornados públicos. Somente fiquei sabendo disso por meio de matéria televisiva levada ao ar ontem”, disse.

“Jamais pretendi imputar ao presidente da Câmara dos Deputados a prática de ilegalidade, muito menos crime”, disse.

Ele ressaltou ter constatado neste domingo que o ofício do STF à Câmara com o material da denúncia apenas tratava como sigilosos os autos de um dos anexos, sem se referir aos depoimentos de Funaro. O G1 tentou contado com a assessoria do STF, mas não tinha conseguido até a última atualização desta reportagem.

Para o advogado, os depoimentos do operador financeiro “também deveriam ser tratados como sigilosos, segundo o entendimento do ministro Fachin, em consonância com o que tem decidido o Supremo Tribunal”.

Na nota, Carnelós afirmou ainda que a divulgação dos vídeos pela imprensa causa prejuízos ao presidente.

“Não se pode admitir o uso da palavra do confesso criminoso para influenciar os membros da Câmara, que votarão na CCJ o muito bem fundamentado parecer do deputado Bonifácio de Andrada, cuja conclusão é pela rejeição à solicitação de autorização para processar o presidente Temer”, disse.

Íntegra da nota

Leia abaixo a íntegra da nota divulgada por Eduardo Carnelós:

Tendo em vista as especulações surgidas após a divulgação de minha nota ontem, esclareço que:

  1. No dia 25 de setembro deste ano, requeremos ao Ministro Fachin acesso aos autos do inquérito 4327, bem como a todos os anexos que o compõem, inclusive delação de Lúcio Funaro e os termos de declarações que a integram. S. Ex.ª deferiu nosso pedido, mas limitou o acesso à delação à parte dela que dissesse respeito ao Presidente da República.
  2. Quando divulguei nota ontem, referindo-me a vazamento que qualifiquei como criminoso, eu desconhecia que os vídeos com os depoimentos de Funaro estavam disponíveis na página da Câmara dos Deputados. Aliás, considerando os termos da decisão do Ministro Fachin, eu não poderia supor que os vídeos tivessem sido tornados públicos. Somente fiquei sabendo disso por meio de matéria televisiva levada ao ar ontem.
  3. Jamais pretendi imputar ao Presidente da Câmara dos Deputados a prática de ilegalidade, muito menos crime, e hoje constatei que o ofício encaminhado a S. Ex.ª pela Presidente do STF, com cópia da denúncia e dos anexos que a acompanham, indicou serem sigilosos apenas autos de um dos anexos, sem se referir aos depoimentos do delator, que também deveriam ser tratados como sigilosos, segundo o entendimento do Ministro Fachin, em consonância com o que tem decidido o Supremo Tribunal.
  4. Reitero que a divulgação daqueles vídeos pela imprensa causa prejuízos ao Presidente da República. Não se pode admitir o uso da palavra do confesso criminoso para influenciar os membros da Câmara, que votarão na CCJC o muito bem fundamentado parecer do deputado Bonifácio de Andrada, cuja conclusão é pela rejeição à solicitação de autorização para processar o presidente Temer.

Eduardo Pizarro Carnelós


COMENTARIOS

Mais de Política

Valorização

Fávero vota a favor do direito à aposentadoria especial aos professores

Parlamentar foi o relator na CCJR da proposta que contempla os profissionais.

17 de Setembro de 2019 as 19h20

Homenagem

Fávero presta homenagem ao prefeito de Colatina-ES

Sérgio Meneguelli esteve na Assembleia Legislativa de MT para receber a homenagem.

17 de Setembro de 2019 as 16h01

Abertura de Crédito

Vereadores aprovam a abertura de crédito para a construção de PSF no Vida Nova

O valor total da obra é de mais de R$ 1.3 milhão, R$ 408 mil é a contrapartida do município, o restante, cerca de R$ 900 mil, foi viabilizado por meio de convênio com o Ministério da Saúde

17 de Setembro de 2019 as 13h41

Saúde

Vereadores aprovam a destinação de mais de R$ 3.1 milhões para a saúde

R$ 2.7 milhões serão destinados ao Hospital São Lucas para o pagamento de despesas relacionadas aos atendimentos SUS e R$ 450 mil, para a compra de exames e cirurgias, via Consórcio de Saúde

17 de Setembro de 2019 as 13h36

Pós-Mandato

Fávero quer prazo para ex-prefeito acessar registros

A proposta começou tramitar na Casa de Leis na semana passada

16 de Setembro de 2019 as 21h53

Regularização Fundiária

Meta do governo federal é regularizar 600 mil lotes no Brasil até 2022

Secretário Nacional da Agricultura, Luiz Antônio Nabhan, esteve na Assembleia de Mato Grosso, nesta sexta-feira (13), para debater os entraves da reforma agrária em Mato Grosso.

16 de Setembro de 2019 as 08h50

Últimos Dias

Selma se mostra incomodada com PSL e diz que não é Bolsonaro ‘até debaixo d’água’

A juíza aposentada afirmou que o PSL é um partido que a incomoda

15 de Setembro de 2019 as 18h47

Regularização

Secretário Nacional de Agricultura confirma presença em debate promovido por Fávero e Barbudo

Encontro será nesta sexta-feira (13 de setembro, no auditório Milton Figueiredo, às 10 horas, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

11 de Setembro de 2019 as 15h53

R$ 3.000,00 por Sessão

Botelho desconta salário e V.I. de Xuxu, que sugere perseguição

Presidente da Assembleia Legislativa "ignorou" a justificativa de ausência apresentada pelo colega

11 de Setembro de 2019 as 13h45

Almoço no Paiaguás

Base se reúne com Mendes e cobra pagamento de emendas

Nesta semana foi aprovado um requerimento pedindo que Mendes apresente dados sobre valores pagos

11 de Setembro de 2019 as 13h41

Parecer Favorável

PECs que facilitam a expansão da Unemat e susta atos do Judiciário e TCE são aprovados na CCJR

As propostas receberam parecer favorável, durante reunião da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), dessa terça-feira (10).

10 de Setembro de 2019 as 18h33

Política

Mourão: governo deve negociar com o Congresso com clareza e paciência

Mourão esteve reunido na manhã desta terça-feira com os ministros da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos.

10 de Setembro de 2019 as 15h20

Prioridade

Fávero vai à Jaciara debater implantação da escola militar

Parlamentar é autor da Lei nº 10.920/2019, que facilita a implantação e construção de escolas cívico/militar nos municípios mato-grossenses.

10 de Setembro de 2019 as 11h49

Venda de Terrenos

Prefeita sanciona projeto e autoriza venda de 80 terrenos públicos em Sinop

o projeto detalha que os imóveis do Jardim Florença têm avaliações entre R$ 93 mil e 190 mil.

09 de Setembro de 2019 as 09h23

Servidores

Vereadores aprovam criação de estatuto e alteração no PCCS dos servidores do Legislativo

Com a alteração no PCCS, foram criados novos cargos que serão preenchidos por meio de concurso público

06 de Setembro de 2019 as 13h25

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Enquete

Quem é o maior responsável pelas queimadas em Mato Grosso?

A população

As autoridades públicas

Os órgãos ambientais

O clima

Parcial
veja +

COTAÇÃO