Alvos de operação da PF ligados a Jucá movimentaram R$ 3 bilhões em 2 anos, aponta investigação

Movimentação bilionária chamou a atenção de investigadores que apuram supostos desvios em projetos financiados pelo Minha Casa, Minha Vida. PF levou filhos e enteados do senador para depor.

28/09/2017 - 17:34:00

   

Investigadores da Operação Anel de Giges – que tem entre os alvos filhos e enteados do senador Romero Jucá (PMDB-RR) – identificaram que os suspeitos movimentaram R$ 3 bilhões em 2 anos. O valor bilionário, atribuído a transações feitas por seis investigados que tiveram os sigilos bancários e fiscal quebrados, representa 30% do Produto Interno Bruto (PIB) de Roraima.

As investigações da PF apontam que o terreno onde foi erguido o empreendimento Vila Jardim – projeto executado na capital de Roraima com recursos do programa Minha Casa, Minha Vida – tem ligações com familiares de Jucá, líder do governo no Senado e presidente nacional do PMDB.

Além disso, os policiais federais encontraram indícios de que o empreendimento imobiliário foi executado pela construtora CMT Engenharia, que é suspeita de ter superfaturado a obra. O superfaturamento investigado no projeto é de R$ 32 milhões.

A Polícia Federal suspeita que foram usados laranjas na transação de venda do terreno no qual foi construído o projeto Vila Jardim.

Procurada pela TV Globo, a assessoria do Ministério Público Federal informou apenas que a investigação está em andamento há 1 ano e meio pelo Núcleo de Combate à Corrupção e que o caso está sob sigilo.

O que disseram os citados

No final da manhã, a assessoria de Romero Jucá divulgou uma nota na qual o senador do PMDB disse que interpreta a operação desta quinta da PF como uma "retaliação" da juíza federal que autorizou as diligências (leia a íntegra da nota abaixo).

"Não tememos investigação. Nem eu nem qualquer pessoa da minha família. Investigações contra mim já duram mais de 14 anos e não exibiram sequer uma franja de prova. Todos os meus sigilos, bancário, fiscal e contábil já foram quebrados e nenhuma prova. Só conjecturas", diz trecho do comunicado.

Em uma rápida declaração a jornalistas no Senado, Jucá afirmou que “ninguém” vai intimidá-lo.

Já a prefeitura de Boa Vista comunicou que ação da PF não tem nenhuma relação com a administração municipal.

 

Leia a íntegra da nota divulgada pela assessoria de Jucá:

Nota à imprensa

Repudio mais um espalhafatoso capítulo de um desmando que se desenrola nos últimos anos, desta vez contra minha família. Como pai de família carrego uma justa indignação com os métodos e a falta de razoabilidade. Como senador da República, que respeita o equilíbrio entre os poderes e o sagrado direito de defesa, me obrigo a, novamente, alertar sobre os excessos e midiatização.

Não tememos investigação. Nem eu nem qualquer pessoa da minha família. Investigações contra mim já duram mais de 14 anos e não exibiram sequer uma franja de prova. Todos os meus sigilos, bancário, fiscal e contábil já foram quebrados e nenhuma prova. Só conjecturas.

Em junho de 2016, foi pedida a prisão de um presidente de um poder, de um ex-presidente da República e de um Senador com base em conjecturas. Em setembro agora, por absoluta inconsistência jurídica, o inquérito foi arquivado. Desproporcional e constrangedor, esse episódio poderia ter sido evitado. Bem como poderia ter sido evitado o de hoje. Bastava às autoridades pedirem os documentos anexados que comprovam que não há nenhum crime cometido.

Recebo essa agressão a mim e a minha família como uma retaliação de uma juiza federal, que, por abuso de autoridade, já responde a processo no Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Tornarei público todos os documentos que demonstrarão a inépcia da operação de hoje.

MT Agora - G1

Mais Noticias

Crise Política

Não existe possibilidade de intervenção militar, afirma ministro da Defesa

Trabalho Escravo

Trabalho escravo: com portaria, governo fez mudança que tramita no Congresso há 14 anos

Política Americana

Donald Trump autoriza abertura de documentos sobre assassinato do presidente John F. Kennedy

Senado

Conselho de Ética do Senado deve decidir futuro de Aécio Neves em novembro

22/10/2017 -

Eleitores de Lula indicam Bolsonaro como segunda opção

Pesquisa também identifica migração de votos do deputado para o petista.

22/10/2017 -

Investigado na Lava-Jato, Aécio pode disputar vaga na Câmara em 2018

Senador, porém, ainda tenta se viabilizar como candidato ao Senado.

19/10/2017 -

Vereadores, Executivo, Defensoria e condutores discutem nova lei do serviço de mototaxi em Lucas

Entre as principais mudanças da proposta está a inclusão da figura do segundo condutor.

19/10/2017 -

Vereador de Lucas do Rio Verde conhece projeto da Câmara Mirim de Sinop

O visitante pretende implantar no município vizinho o Projeto de Lei ''Conhecendo a Câmara'' que tem pontos em comum com a ação desenvolvida junto aos vereadores mirins de Sinop.

19/10/2017 -

“Taques tinha conhecimento e avalizou os grampos”, diz delegado

As escutas ilegais, segundo as investigações, começaram na campanha para o Governo em 2014 e vigoraram até 2015

19/10/2017 -

Diretor Geral da Policia Civil, sinaliza favorável aos requerimentos de parlamentares

O delegado sinalizou favorável as solicitações e disse que num prazo de 15 dias estará dando um parecer sobre as solicitações.

19/10/2017 -

Vereadora participa de campanha sobre câncer de mama

Hospital 13 de Maio está promovendo para incentivar o diagnóstico precoce do câncer de mama.

19/10/2017 -

Parlamentar busca mais infraestrutura para o município.

O Objetivo foi conhecer as linhas de infraestrutura que a secretaria oferece aos municípios para que os requerimentos sejam mais direcionados no que realmente é possível

19/10/2017 -

Reunião em prol da família acontece no bairro Jardim Carolina

As autoridades discutiram juntamente com os moradores do bairro, a família no contexto político, social, religioso e jurídico do município.

18/10/2017 -

Vereadora sugere construção de nova unidade do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas – CAPS no município

Em Sorriso 170 pacientes são atendidos e inseridos nas três modalidades de tratamento: Intensiva, Semi-Intensiva e Não Intensiva.

18/10/2017 -

Vereadores defendem implantação da Central de Interpretação de Libras em Sorriso

O pedido leva em consideração o fato de que o governo federal vem, desde 2013, implantando a CIL em diversas cidades brasileiras por meio da cooperação e articulação com estados e municípios.

18/10/2017 -

Projeto de Lei aprovado dispensa autenticação de documentos em órgãos públicos municipais

o projeto prevê medidas desburocratizantes na recepção de documentos por órgãos públicos e entidades da administração direta, autárquica e funcional do município de Sorriso.

18/10/2017 -

Após conquistas em campeonatos, Biciclube de Sorriso receberá Moção de Aplauso

Destaque do belíssimo trabalho esportivo em modalidade de bicicross, realizado no munícipio pela AERBIS

18/10/2017 -

Vereador volta a cobrar a implantação de ciclovias em Sorriso

O Município precisa investir no trânsito e deve começar pela construção de ciclovias, a exemplo de Lucas do Rio Verde.

18/10/2017 -

Em distrito, vereadores conhecem demandas da comunidade

Conforme os vereadores, todas as reivindicações serão encaminhadas ao Poder Executivo. Crianças do Cemeis brincam no pátio por não haver um local apropriado

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora