VLT Atrasado

''A obra mais cara é a obra parada'', diz ministro sobre VLT

Gilberto Kassab diz ao governador Pedro Taques que irá apoiá-lo na conclusão do modal de transporte urbano.

MT Agora - Mídia News
06 de Fevereiro de 2016 as 04h 41min

“Sempre digo que obra mais cara é a obra parada. Então, que a gente possa, o mais rápido possível, retomá-la. O apoio está garantido para que se encontre a solução que permita ao Governo Federal e ao Estado suportar os investimentos dessa solução”.

A declaração é do ministro das Cidades, Gilberto Kassab (PSD), que, em visita ao governador Pedro Taques (PSDB), no Palácio Paiaguás, na manhã desta quinta-feira (4), defendeu a retomada das obras do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT), em Cuiabá e Várzea Grande.

Segundo Kassab, o Governo Federal dará todo apoio para que o Estado encontre a solução para concluir as obras.

O Governo do Estado precisa de, ao menos, R$ 400 milhões para retomar as obras.

A primeira etapa da consultoria da empresa KPMG demonstrou a viabilidade da obra, mas apontou que serão necessários mais R$ 602 milhões para a conclusão do projeto. Deste montante, o Governo tem em caixa R$ 200 milhões.

“Tenho certeza que será encontrada a solução e que em breve a obra será retomada, porque existe determinação política. Existe vontade política dos governos do Estado e Federal de encontrar essa solução”, afirmou Kassab.

De acordo com o ministro, o secretário de Estado de Cidades, Eduardo Chiletto e o secretário de Mobilidade do Ministério das Cidades, Dario Rais Lopes, devem trabalhar em conjunto, de modo a encontrar uma maneira de garantir os recursos para a obra.

“O VLT é algo que nos preocupa muito. Recebemos a visita do governador em Brasília, que nos colocou a profunda preocupação pelo volume de recursos que já foram investidos na obra. Mais de R$ 1 bilhão e a falta de perspectiva de finalização dessa obra, que se tornou muito importante, se tornou emblemática, para o Estado”, disse o ministro.

“Mas nós assumimos um compromisso que vamos trazer, junto à equipe do governador, todas as experiências no Brasil com assuntos semelhantes, que tinham um grau de dificuldade grande, mas que tiveram uma maneira de garantir recursos no que diz respeito as possibilidades do Governo Federal”, afirmou.

Para Gilberto Kassab, é preciso que a solução seja encontrada não apenas quanto à retomada da obra, mas, também, quanto à operação das linhas do modal de transporte urbano.

“Não só na execução da obra, mas também a operação da linha. E isso requer recursos, porque no mundo inteiro o transporte público, em especial o sobre trilhos, e também os BRTs, requer subsídios. E o Governo do Estado precisa conhecer os números para que possa suportar, definitivamente, a operação do VLT”, disse.

Parcerias

Para Gilberto Kassab, uma das possibilidades para a conclusão da obra seria uma Parceria Público-Privada (PPP).

Ele lembrou que, enquanto comandou a Prefeitura de São Paulo, usou esse recurso em diversos investimentos.

“Eu, como prefeito de São Paulo, me vali de importantes parceiras para encaminhamentos de importantes problemas na capital. Acho que nós devemos dar prioridade para a busca de parceiros na iniciativa privada. Porque os parceiros trazem recursos e oportunidade de participação na operação. Barateia o empreendimento, em especial no curto prazo”, completou.

Sem definição

O governador Pedro Taques observou a importância da visita do ministro. No entanto, disse que nenhum montante foi fechado com o ministério.

Segundo ele, isso será definido nos próximos meses, quando as secretarias do Estado e da União começarem a trabalhar juntas.

“As equipes técnicas definirão isso [o montante] mais à frente. Temos que fazer pedidos ao ministério e sabemos do momento econômico que o Brasil vive. Mas, também sabemos da importância do ministro Kassab no cenário nacional”, disse.

“O Estado entende, de acordo com a KPMG, que precisamos de quase R$ 600 milhões. Existe a possibilidade de estruturarmos isso via Ministério de Cidades, mas não é com uma reunião de duas horas que o ministro vai bater o martelo. Não é possível que Cuiabá e Várzea Grande continue a ter uma cicatriz em seu meio. Obra parada é prejuízo para o cidadão, e o Ministério de Cidades vai nos ajudar nisso”, afirmou.


COMENTARIOS

Mais de Política

Investigação

Doleiro diz que JBS fez doações a políticos de MT em troca de isenção de impostos

Lúcio Funaro prestou depoimento à CPI da Sonegação Fiscal, na Assembleia Legislativa. A sessão ocorreu a portas fechadas, o que causou surpresa ao próprio convidado.

20 de Setembro de 2019 as 17h50

Projeto

Projeto em tramitação na ALMT quer proibir a utilização e comercialização de slime

A utilização do produto químico bórax na confecção do slime pode comprometer a saúde das crianças.

20 de Setembro de 2019 as 17h47

PLDO-2020

Sílvio Fávero apresenta dez emendas ao PLDO-2020

Propostas tratam de temas como energia solar, agricultura familiar e educação e receberam parecer favorável da Comissão de Constituição, Justiça e Redação.

20 de Setembro de 2019 as 14h19

Regulamentação

Vereadores aprovam projeto que regulamenta o uso de contêiner como opção residencial e comercial

A alteração na lei tem como objetivo estabelecer as regras para a utilização, garantindo mais segurança

19 de Setembro de 2019 as 13h28

Valorização

Fávero vota a favor do direito à aposentadoria especial aos professores

Parlamentar foi o relator na CCJR da proposta que contempla os profissionais.

17 de Setembro de 2019 as 19h20

Homenagem

Fávero presta homenagem ao prefeito de Colatina-ES

Sérgio Meneguelli esteve na Assembleia Legislativa de MT para receber a homenagem.

17 de Setembro de 2019 as 16h01

Abertura de Crédito

Vereadores aprovam a abertura de crédito para a construção de PSF no Vida Nova

O valor total da obra é de mais de R$ 1.3 milhão, R$ 408 mil é a contrapartida do município, o restante, cerca de R$ 900 mil, foi viabilizado por meio de convênio com o Ministério da Saúde

17 de Setembro de 2019 as 13h41

Saúde

Vereadores aprovam a destinação de mais de R$ 3.1 milhões para a saúde

R$ 2.7 milhões serão destinados ao Hospital São Lucas para o pagamento de despesas relacionadas aos atendimentos SUS e R$ 450 mil, para a compra de exames e cirurgias, via Consórcio de Saúde

17 de Setembro de 2019 as 13h36

Pós-Mandato

Fávero quer prazo para ex-prefeito acessar registros

A proposta começou tramitar na Casa de Leis na semana passada

16 de Setembro de 2019 as 21h53

Regularização Fundiária

Meta do governo federal é regularizar 600 mil lotes no Brasil até 2022

Secretário Nacional da Agricultura, Luiz Antônio Nabhan, esteve na Assembleia de Mato Grosso, nesta sexta-feira (13), para debater os entraves da reforma agrária em Mato Grosso.

16 de Setembro de 2019 as 08h50

Últimos Dias

Selma se mostra incomodada com PSL e diz que não é Bolsonaro ‘até debaixo d’água’

A juíza aposentada afirmou que o PSL é um partido que a incomoda

15 de Setembro de 2019 as 18h47

Regularização

Secretário Nacional de Agricultura confirma presença em debate promovido por Fávero e Barbudo

Encontro será nesta sexta-feira (13 de setembro, no auditório Milton Figueiredo, às 10 horas, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

11 de Setembro de 2019 as 15h53

R$ 3.000,00 por Sessão

Botelho desconta salário e V.I. de Xuxu, que sugere perseguição

Presidente da Assembleia Legislativa "ignorou" a justificativa de ausência apresentada pelo colega

11 de Setembro de 2019 as 13h45

Almoço no Paiaguás

Base se reúne com Mendes e cobra pagamento de emendas

Nesta semana foi aprovado um requerimento pedindo que Mendes apresente dados sobre valores pagos

11 de Setembro de 2019 as 13h41

Parecer Favorável

PECs que facilitam a expansão da Unemat e susta atos do Judiciário e TCE são aprovados na CCJR

As propostas receberam parecer favorável, durante reunião da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), dessa terça-feira (10).

10 de Setembro de 2019 as 18h33

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Enquete

Quem é o maior responsável pelas queimadas em Mato Grosso?

A população

As autoridades públicas

Os órgãos ambientais

O clima

Parcial
veja +

COTAÇÃO