Autoridades cobram e Estado garante regularizar os repasses atrasados do Regional de Sorriso até 2 de março

Atualmente, a dívida do Estado com o Hospital Regional de Sorriso é de aproximadamente R$ 16 milhões. O valor é referente aos atrasados dos meses de outubro a janeiro

23/02/2017 - 09:28:35

   

Prefeitos, vereadores e secretários de saúde dos 15 municípios que compõem o Consórcio Público de Saúde Vale do Teles Pires se reuniram na tarde de ontem (21), com o governador Pedro Taques para cobrar do Estado os repasses atrasados do Hospital Regional de Sorriso.

De Lucas do Rio Verde, participaram o prefeito Luiz Binotti, o presidente da Câmara, vereador Jiloir Pelicioli (Mano) e os vereadores, Wagner Godoy, Marcos Paulista e Cristiani Dias.

O encontro em Cuiabá, é resultado de uma reunião realizada no município de Sorriso, no início do mês de fevereiro. Na reunião, os servidores do Regional e representantes dos municípios discutiram as dificuldades e elaboraram um documento que foi entregue ao governador.

De acordo com o presidente do consórcio, o prefeito de Sorriso, Ari Lafin, o hospital está com os repasses atrasados desde outubro do ano passado. Além do atraso no pagamento dos servidores, também faltam materiais de trabalho.

“A saúde não pode esperar. Acho que nós chegar ao limite total da tolerância. Agora, ou o Governo resolve e põe em dia os repasses atrasados, ou infelizmente, o hospital fechará e a população irá sofrer muito.”

A proposta apresentada pelo governador Pedro Taques foi de quitar os valores pendentes até o dia 2 de março. Ao todo o Governo do Estado deve ao Hospital Regional de Sorriso mais de R$ 16 milhões, o valor é referente aos meses de outubro de 2016 a janeiro de 2017.

No cronograma apresentado pelo governador, o primeiro mês será pago hoje (22), novembro e dezembro, na quinta-feira (02/03) após o carnaval e o mês de janeiro de 2017, também será pago hoje (22).

“Os repasses estão atrasados e nós estamos buscando meios para resolver isso. O governador tem a chave do cofre, mas não tem a fábrica de dinheiro. A questão é financeira e nós temos que fazer opções, e nós estamos fazendo opção pela saúde”, ressaltou Taques.

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde, atualmente o déficit do setor é de aproximadamente R$ 140 milhões. A previsão é chegar a R$ 350 milhões até o início do próximo ano.

Uma das propostas apresentadas para acabar com o déficit e garantir que o Estado tenha recursos para investir na saúde, é a destinação de parte dos recursos do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) para a saúde.

O projeto já foi discutido na Assembleia Legislativa, porém não houve entendimento para a continuidade da matéria. A proposta apresentada pelo deputado estadual José Domingos, estabelece o repasse de três das 12 parcelas que os municípios recebem do fundo para investimentos em saúde.

“O problema da saúde de Mato Grosso não é gestão, é a falta de recursos financeiros. A única fonte de recursos que nós temos hoje é o Fethab. Nós vamos discutir com o setor produtivo para que eles concordem em destinar três meses destes recursos para que o Estado possa pagar o que está devendo e ainda promover a saúde para os próximos meses”, explicou o deputado.

Outra proposta apresentada pelos deputados estaduais, é a devolução de R$ 100 milhões dos recursos do Legislativo, para que o Estado possa investir em saúde. Os projetos serão discutidos entre os deputados.

De acordo com o presidente da Câmara de Vereadores de Lucas do Rio Verde, vereador Jiloir Pelicioli (Mano), a união dos 15 municípios foi essencial para cobrar do Estado soluções para o problema do Regional.

“Nós, por meio do consórcio, conseguimos sensibilizar o governo para que os repasses sejam colocados em dia. Agora, esperamos que o cronograma apresentado pelo governador seja cumprido.”

Participaram também da reunião, secretários de Estado, representantes de entidades e os deputados estaduais, Dilmar Dal Bosco, Mauro Savi, Sebastião Rezende, Baiano Filho e Wagner Ramos.

MT Agora - Marcello Paulino | Ascom

Mais Noticias

Renúncia Coletiva

Advogados deixam Silval após ele dizer que irá confessar crimes

Casa de Apoio

Vereador dr. Jaime solicita a criação de uma casa para abrigar os familiares dos pacientes internados no HSL

Carta Aberta

Silval nega acordo de delação, mas diz que vai confessar crimes

Programa Social

“Pró-família” vai custar R$ 48,6 milhões e atender 35 mil famílias

19/04/2017 -

Vereadores aprovam projeto e Lucas do Rio Verde será a “Capital da Agroindústria”

Ainda no segmento da produção de alimentos, foi aprovada uma Moção de Aplausos ao Show Safra BR 163

19/04/2017 -

PF combate fraudes no seguro-desemprego em MT e mais 3 Estados

Investigações apontam rombo de mais de R$ 3 milhões por meio de benefícios concedidos de maneira irregular

19/04/2017 -

Vereador cobra redução do pedágio na BR-163 entre Sinop e Sorriso

"Neste momento vemos que é necessário a intervenção de todos os poderes para que não ocorram mais prejuízos aos cidadãos brasileiros"

18/04/2017 -

Presidente da Assembleia minimiza polêmica criada por título de cidadão mato-grossense para Lula

. Apesar do nome de Lula estar envolvido nos escândalos recentes de corrupção, ainda não há nenhuma condenação - o que não desabonaria a homenagem.

18/04/2017 -

Treze de Mato Grosso são citados em delações da Odebrecht

O último nome de Mato Grosso revelado foi o do ex-prefeito de Colniza Assis Raupp (PMDB). Ele aparece na lista da Odebrecht como um dos beneficiários de repasses de propina da empresa, de acordo com o Estadão.

18/04/2017 -

Projeto prevê verba indenizatória de R$ 6 mil a jornalistas e assessores jurídicos da ALMT

Proposta da Mesa Diretora prevê verba indenizatória a assessor de imprensa de gabinete e assessor jurídico de gabinete. Projeto ainda precisa ser aprovado.

13/04/2017 -

Associação Batista Luverdense é declara de “Utilidade Pública”

O título possibilita que a entidade possa firmar convênio com o poder público municipal e receber recursos para a realização de projetos sociais

13/04/2017 -

Vereadores aprovam projeto destinando R$ 45 mil para a Comunidade São Cristóvão

Serão nove parcelas, sendo a primeira de R$ 9 mil e as outras de R$ 4.500,00.

13/04/2017 -

Prefeito recua e revoga decreto que liberava comércio de funcionar no feriado municipal

Com sua decisão, as empresas que estavam se organizando para abrir agora terão que ficar fechadas.

11/04/2017 -

Vereadores aprovam projeto e supermercados poderão funcionar até às 22h

A alteração no Código de Posturas do Município permite que os estabelecimentos comerciais funcionem até mais tarde sem a necessidade de alvará especial

10/04/2017 -

Câmara de Vereadores aprova Moção de Repúdio contra a Reforma da Previdência

A moção tem como objetivo chamar a atenção da sociedade para a proposta que mexe nos direitos do trabalhador

11/04/2017 -

Representantes da Rota do Oeste virão a Lucas do Rio Verde explicar atrasos nas obras de duplicação da BR 163

A audiência foi uma solicitação do presidente da Câmara, vereador Mano, durante audiência pública, realizada ontem (06), em Cuiabá

05/04/2017 -

Vereadores autorizam e prefeitura destinará recursos para a Groslândia e Itambiquara

Para a Groslândia serão destinados R$ 90 mil e para Itambiquara, R$ 27.500. Os valores devem ser investidos na limpeza e manutenção das comunidades

05/04/2017 -

Vereadores aprovam projeto e campanha do IPTU 2017 será lançada este mês

Em relação ao valor cobrado em 2016, houve um aumento de aproximadamente 11%

03/04/2017 -

Albieri aguarda notificação da justiça para tomar posse como vereador em Lucas

Somente após todo este trâmite é que o magistrado marcará uma data para realizar a retotalização dos votos