Política

Com eleitos na Câmara e AL, Lucas do Rio Verde eleva representação política

O município conseguiu, pela primeira vez em sua trajetória, eleger representantes para a Câmara dos Deputados e Assembleia Legislativa, além de manter a vice-governadoria para os próximos quatro anos.

Eleições 2018 | 08 de Outubro de 2018 as 20h 42min
Fonte: Expresso MT

Lucas do Rio Verde saiu fortalecida das urnas durante o primeiro turno das eleições gerais do país. O município conseguiu, pela primeira vez em sua trajetória, eleger representantes para a Câmara dos Deputados e Assembleia Legislativa, além de manter a vice-governadoria para os próximos quatro anos. Em 2014, o município teve Carlos Fávaro eleito vice-governador. Por muito pouco a representatividade não foi ampliada na eleição para o Senado, já que Fávaro (PSD) ficou em terceiro, disputando a segunda vaga com Jayme Campos até o fim da totalização dos votos.

Dos três eleitos, a maior folga do candidato a vice-governador, Otaviano Pivetta. A chapa encabeçada por Mauro Mendes obteve mais de 58% dos votos válidos. Na eleição para a Câmara dos Deputados, Neri Geller obteve 73.072 votos, atrás apenas de Emanuelzinho (PTB), José Medeiros (PODE) e Nelson Barbudo (PSL). Já Sílvio Fávero (PSL) conquistou vaga na Assembleia Legislativa pelo coeficiente eleitoral. O advogado, que é vice-prefeito por Lucas do Rio Verde, foi a opção de voto de 12.059 eleitores e é um dos 14 futuros novos deputados. Dez parlamentares conseguiram se reeleger para o cargo.

Na eleição para o Senado, Carlos Fávaro ficou fora por cerca de 56 mil votos. O segundo lugar na totalização dos votos, Jayme Campos (DEM) somou 490.699 votos contra 434.972 de Fávaro. A ex-juiza Selma Arruda, que usou o bordão ‘a senadora do Bolsonaro’, surpreendeu e terminou em primeiro lugar com 678.542 mil, contrariando as pesquisas que asseguravam Campos com folga na liderança.

COMENTARIOS

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

TEMPO AGORA

Hoje, Quarta Feira

Lucas do Rio Verde, MT

º

COTAÇÃO