6º Folha Mais Cara

Com nota ''C'' por exceder gastos com pessoal, MT não pode mais emprestar dinheiro da União

MT é um dos 14 estados que excederam o limite previsto no Programa de Reestruturação de Ajuste Fiscal (PAF), de 60%, com a folha de pagamento. Despesas com pessoal e previdência social aumentaram 76% entre 2015 e 2018, diz secretário de Fazenda.

19 de Novembro de 2018 as 12h 33min

Mapa mostra estados que gastaram mais do que deveriam Foto: Claudia Peixoto/Arte G1

Com a 6ª folha de pagamento mais cara do país, Mato Grosso está com a Receita Corrente Líquida (RCL) comprometida por gastar mais de 60% do orçamento em despesas com pessoal. Com nota C no Boletim de Finanças dos Entes Subnacionais, divulgado na semana passada pela Secretaria do Tesouro Nacional, o estado não tem capacidade de endividamento com o governo federal, ou seja, não pode emprestar dinheiro da União. As notas vão de "A a D".

O governo do estado usou 64,92% do orçamento para pagar a folha de pessoal e é um dos 14 estados em desequilíbrio fiscal por exceder o limite previsto no Programa de Reestruturação de Ajuste Fiscal (PAF), com a folha de pagamento. Os outros são: Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Sergipe, Acre, Paraíba, Roraima, Paraná, Bahia, Santa Catarina e Alagoas.

Os gastos do governo de Mato Grosso com a folha de pessoal e previdência social aumentaram 76% entre 2015, primeiro ano da gestão Pedro Taques (PSDB), e 2018, último ano, já que ele não foi reeleito para o cargo.

O secretário estadual de Fazenda, Rogério Gallo, afirma que as despesas ultrapassaram o estabelecido pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN) por falta de planejamento da gestão anterior.

“Estamos gastando no Poder Executivo 5,29% a mais de acordo com a metodologia da secretaria do tesouro nacional, que são cerca de R$ 750 milhões (com pessoal e previdência pública)”, afirma o secretário.

Segundo ele, muitas leis de carreiras foram aprovadas em 2013 e 2014 sem considerar o cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) quanto à estimativa do impacto orçamentário e financeiro para os anos seguintes.

"Deixou uma herança para o governo atual que teve que gastar quase R$ 4 bilhões a mais (por ano) com despesas de pessoal”, declarou.

Por causa disso, o secretário alega que o governo terminará com restos a pagar e a intenção é repactuar a dívida com a União.

"Se não houver uma repactuação com o governo federal de nós pagarmos todos os benefícios que tivemos na renegociação da dívida com a União, o que daria a partir de agosto em torno de R$ 400 milhões, a serem pagos em doze meses", disse.


Fonte: G1 MT

COMENTARIOS

Mais de Política

Comemoração

Palco com autoridades cede durante comemoração do aniversário de Alta Floresta (MT)

Um inquérito deve ser aberto pelos bombeiros para apurar e verificar o motivo da queda. Segundo os bombeiros, não houve registro de feridos.

20 de Maio de 2019 as 09h55

Verba Indenizatória

Presidente da Assembleia diz que não abre mão da verba indenizatória de R$ 65 mil

A discussão é motivada por uma proposta de Ulysses que visa diminuir em 50% o valor repassado para a Verba de Gabinete

20 de Maio de 2019 as 09h50

Verba Indenizatória

Deputados de MT têm maior verba indenizatória do Brasil, com R$ 65 mil enquanto média nacional é de R$ 31 mil

Além do salário de R$ 25 mil, os parlamentares recebem verbas complementares para custeio. A maior delas é a verba indenizatória. que subiu mais de 300% entre 2010 e 2015.

18 de Maio de 2019 as 17h04

Redução de V.I

Janaina vê demagogia; Ulysses rebate: “De Riva quero distância”

Cada parlamentar tem direito a R$ 65 mil de verba para cobrir despesas do exercício da função

17 de Maio de 2019 as 09h54

Investimento

Projeto pretende destinar 50% da arrecadação de multas pagas por gestores municipais à saúde

Atualmente, os recursos provenientes das multas são transferidos ao Fundo de Reaparelhamento do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

16 de Maio de 2019 as 21h44

Gestão

Vereadores aprovam projeto e servidores municipais terão 4.58% de RGA

O índice corresponde a reposição inflacionária dos últimos 12 meses, medida pelo IPCA. A data base do funcionalismo público municipal é o mês de maio

16 de Maio de 2019 as 20h59

Verba Indenizatória

Comissão aprova pela 2ª vez projeto que prevê redução da verba indenizatória de deputados de MT de R$ 65 mil para R$ 32,5 mil

O relator do projeto na CFAEO, o deputado estadual Sílvio Fávero (PSL), emitiu parecer favorável à aprovação da propositura, sendo acompanhado pelos deputados Valmir Moretto (PRB) e Nininho (PSD).

16 de Maio de 2019 as 10h41

Retratação

Após emitir nota, presidente da Assembleia quer retratação oficial da Aprosoja

Janaína Riva deixou claro que ficou “chateada” com os memes e que se cogitou a tomar uma ação além da nota de esclarecimento.

16 de Maio de 2019 as 10h29

Saúde

Carteira de vacinação torna-se documento obrigatório para a matrícula nas escolas

O projeto é de autoria do vereador Airton Callai e tem como objetivo fazer com que os pais mantenham a vacinação dos filhos em dia

08 de Maio de 2019 as 18h33

Grampos

Ex-governador de MT fala pela primeira vez sobre esquema de grampos ilegais e se diz inocente

Ex-governador Pedro Taques diz que quer ser ouvido no caso, com imparcialidade.

15 de Maio de 2019 as 09h59

Locação de Carros

ALMT diz que vai cobrar de ex-deputados valores de locação de carros pagos pelo órgão após fim do mandato

Caso o acordo não seja cumprido, a Corregedoria da ALMT deve tomar outras medidas necessárias, de acordo com a assessoria da Casa de Leis.

15 de Maio de 2019 as 09h50

Voto Secreto

Comissão aprova fim do voto secreto para a escolha de conselheiros do TCE e presidente da ALMT

Na Assembleia, o voto secreto ainda está vigente na aprovação dos conselheiros do Tribunal de Contas do Estado indicados pelo governador, na cassação de mandato de deputado e na apreciação de vetos do governador.

09 de Maio de 2019 as 09h39

Títulos de Eleitores

Cerca de 43 mil eleitores terão título cancelados por não votarem nas últimas três eleições, diz TRE-MT

Prazo para regularizar a situação junto à Justiça Eleitoral acabou na segunda-feira (6). O eleitor com título cancelado está impedido de exercer direitos, como: obter passaporte e exercer cargo público.

08 de Maio de 2019 as 10h14

Despesas

Despesas dos deputados de MT em 2019 ultrapassam R$ 2 milhões; veja quanto cada um gastou

Juntos, os oito deputados gastaram R$ 403.144,60 com verba indenizatória. A maior parte foi usada para a locação de automóveis e divulgação da atividade parlamentar.

08 de Maio de 2019 as 10h04

Medidas Contra Corrupção

Selma Arruda se reúne com Moro para discutir medidas contra a corrupção

O relatório da MP 870 deve ser votado nesta quarta-feira, na comissão parlamentar mista que analisa o assunto. A medida vence no dia 3 de junho.

08 de Maio de 2019 as 09h57

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Enquete

Você acha que Bolsonaro está certo ao contingenciar verbas das Universidades federais?

Sim

Não

Não sei

Parcial
veja +

COTAÇÃO