Critério para escolha do relator da denúncia cabe à CCJ e não aos partidos, diz presidente da comissão

Deputado federal Rodrigo Pacheco (PMDB-MG) falou sobre pedido do PSDB para que ele não indicasse nenhum tucano para a relatoria; parlamentar está em Belo Horizonte nesta sexta-feira.

29/09/2017 - 15:39:27

   

Deputado federal Rodrigo Pacheco (PMDB), durante palestra em universidade de Belo Horizonte (Foto: Reprodução/TV Globo)

O deputado federal Rodrigo Pacheco (PMDB-MG) disse que a escolha de Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) como relator sobre a segunda denúncia contra o presidente da República Michel Temer (PMDB) não foi baseada em critérios de partidos políticos. O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados falou sobre o mal-estar que a escolha causou em parte da bancada tucana.

“Porque se os partidos resolverem dizer que não querem, amanhã todos os partidos vão dizer que não querem e eu não vou poder escolher ninguém. Na verdade, este critério não é do partido. Este critério é da Comissão de Constituição e Justiça”, disse Pacheco antes de uma palestra em uma universidade de Belo Horizonte, na manhã desta sexta-feira (29).

Temer é acusado de integrar uma organização criminosa e de obstrução à Justiça. Também são alvo da denúncia por organização criminosa os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral).

Caberá ao relator da CCJ elaborar um parecer favorável ou contra o prosseguimento da denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF). Com o agravamento da crise política e as acusações de corrupção envolvendo integrantes do Palácio do Planalto, uma ala do PSDB tem defendido o desembarque imediato do governo.

Para não acirrar o racha na bancada, o líder do partido na Câmara, deputado Ricardo Trípoli (SP), havia feito um apelo para que a relatoria não fosse entregue a um tucano.

Atualmente, o PSDB detém o comando de quatro ministérios (Cidades, Relações Exteriores, Direitos Humanos e Secretaria de Governo).

Rodrigo Pacheco disse também que o fato de Andrada ter votado contra a autorização da primeira denúncia não foi considerado como critério na escolha do parlamentar para a relatoria.

“Se fosse outro critério que não fosse o de alguém que já votou eu teria que escolher a mim próprio, porque eu me abstive na qualidade de presidente da Comissão de Constituição e Justiça (...)Quem disse sim naquela denúncia pode, eventualmente, dizer não agora. Quem disse não naquela denúncia, pode dizer sim agora”, afirmou.

O presidente da CCJ também falou sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) afastar o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e determinar recolhimento domiciliar noturno. O senador é acusasdo de corrupção passiva e obstrução de Justiça. Rodrigo Pacheco disse que o Supermo interferiu em uma decisão que deveria ser atribuída ao Senado e que causou uma crise entre os poderes.

"Há um problema hoje entre o Supremo Tribunal Federal e o Senado Federal a partir daquela decisão em relação ao senador Aécio Neves. (...) Não me pareceu correto essa intervenção do Supremo no Senado. Essa atribuição haveria de ser do Senado Federal. Porque nós temos na Constituição Federal essa separação dos poderes, que são independentes e harmônicos entre si", opinou.

MT Agora - G1

Mais Noticias

Crise Política

Não existe possibilidade de intervenção militar, afirma ministro da Defesa

Trabalho Escravo

Trabalho escravo: com portaria, governo fez mudança que tramita no Congresso há 14 anos

Política Americana

Donald Trump autoriza abertura de documentos sobre assassinato do presidente John F. Kennedy

Senado

Conselho de Ética do Senado deve decidir futuro de Aécio Neves em novembro

22/10/2017 -

Eleitores de Lula indicam Bolsonaro como segunda opção

Pesquisa também identifica migração de votos do deputado para o petista.

22/10/2017 -

Investigado na Lava-Jato, Aécio pode disputar vaga na Câmara em 2018

Senador, porém, ainda tenta se viabilizar como candidato ao Senado.

19/10/2017 -

Vereadores, Executivo, Defensoria e condutores discutem nova lei do serviço de mototaxi em Lucas

Entre as principais mudanças da proposta está a inclusão da figura do segundo condutor.

19/10/2017 -

Vereador de Lucas do Rio Verde conhece projeto da Câmara Mirim de Sinop

O visitante pretende implantar no município vizinho o Projeto de Lei ''Conhecendo a Câmara'' que tem pontos em comum com a ação desenvolvida junto aos vereadores mirins de Sinop.

19/10/2017 -

“Taques tinha conhecimento e avalizou os grampos”, diz delegado

As escutas ilegais, segundo as investigações, começaram na campanha para o Governo em 2014 e vigoraram até 2015

19/10/2017 -

Diretor Geral da Policia Civil, sinaliza favorável aos requerimentos de parlamentares

O delegado sinalizou favorável as solicitações e disse que num prazo de 15 dias estará dando um parecer sobre as solicitações.

19/10/2017 -

Vereadora participa de campanha sobre câncer de mama

Hospital 13 de Maio está promovendo para incentivar o diagnóstico precoce do câncer de mama.

19/10/2017 -

Parlamentar busca mais infraestrutura para o município.

O Objetivo foi conhecer as linhas de infraestrutura que a secretaria oferece aos municípios para que os requerimentos sejam mais direcionados no que realmente é possível

19/10/2017 -

Reunião em prol da família acontece no bairro Jardim Carolina

As autoridades discutiram juntamente com os moradores do bairro, a família no contexto político, social, religioso e jurídico do município.

18/10/2017 -

Vereadora sugere construção de nova unidade do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas – CAPS no município

Em Sorriso 170 pacientes são atendidos e inseridos nas três modalidades de tratamento: Intensiva, Semi-Intensiva e Não Intensiva.

18/10/2017 -

Vereadores defendem implantação da Central de Interpretação de Libras em Sorriso

O pedido leva em consideração o fato de que o governo federal vem, desde 2013, implantando a CIL em diversas cidades brasileiras por meio da cooperação e articulação com estados e municípios.

18/10/2017 -

Projeto de Lei aprovado dispensa autenticação de documentos em órgãos públicos municipais

o projeto prevê medidas desburocratizantes na recepção de documentos por órgãos públicos e entidades da administração direta, autárquica e funcional do município de Sorriso.

18/10/2017 -

Após conquistas em campeonatos, Biciclube de Sorriso receberá Moção de Aplauso

Destaque do belíssimo trabalho esportivo em modalidade de bicicross, realizado no munícipio pela AERBIS

18/10/2017 -

Vereador volta a cobrar a implantação de ciclovias em Sorriso

O Município precisa investir no trânsito e deve começar pela construção de ciclovias, a exemplo de Lucas do Rio Verde.

18/10/2017 -

Em distrito, vereadores conhecem demandas da comunidade

Conforme os vereadores, todas as reivindicações serão encaminhadas ao Poder Executivo. Crianças do Cemeis brincam no pátio por não haver um local apropriado

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora