Eleições 2016

Esposa de ex-ministro paga fiança e fica liberada após flagrante em posto

Judite prestou depoimento acompanhada de ao menos cinco advogados, sendo um deles o presidente da seccional da OAB no município, Eduardo Vilela.

MT Agora - Eduarda Fernandes | RD News
01 de Outubro de 2016 as 10h 41min

A empresária Judite Maria Piccini, esposa do secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura Neri Geller, foi liberada da delegacia por volta da 0h deste sábado (1º de outubro), após o pagamento de fiança no valor de R$ 15 mil. A soltura e a fiança foram determinadas pelo  juiz eleitoral Gleidson de Oliveira Grisoste, o mesmo que expediu o mandado de busca e apreensão no Posto de Combustível Geller, administrado por Judite.

A esposa do ex-ministro foi conduzida para a delegacia na tarde de ontem (30), após agentes encontrarem vales-combustível supostamente utilizados para compra de votos e 16 munições calibre 38 em uma sala anexa ao posto, onde funciona administração de uma fazenda do casal.

A denúncia chegou ao Judiciário por meio do aplicativo Pardal do Tribunal Regional Eleitoral e as investigações ocorreram ao longo desta semana. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Walter Fonseca, nas declarações de uma pessoa, cuja moto adesivada abasteceu no posto, foram detectados os indícios de irregularidade necessários para embasar o mandado de busca e apreensão.

"A denúncia chegou via Pardal e começamos a monitorar o posto. Carros adesivados iam até o posto abastecer. Abordamos uma pessoa de moto adesivada, que narrou alguns fatos. Depois disso pedimos a busca, que foi cumprida ontem e durante a execução identificamos várias notas relativas a abastecimento e planilhas suspeitas de pessoas cadastradas para abastecer combustível", explica, em entrevista ao RD News.

Ainda segundo Fonseca, durante a oitiva de testemunhas foi descoberto que houve situações de pessoas se dirigirem ao posto e se apresentarem como uma pessoa não cadastrada e os cabos eleitorais autorizavam o abastecimento.

Veja Mais
Após denúncia, mulher de Geller é presa por suposto crime eleitoral

O delegado disse que Judite Paccini foi ouvida ainda ontem e negou qualquer irregularidade. "Ela já foi interrogada e nega, desconhece as irregularidades, desconhecia as planilhas, disse que ficava por conta de funcionários. Quanto às munições não soube informar. Com relação à corrupção eleitoral, ela também nega e informou que fazia a venda para coligações e partidos  de forma regular", comentou. Três funcionários foram ouvidos na condição de testemunha e liberados. 

Judite prestou depoimento acompanhada de ao menos cinco advogados, sendo um deles o presidente da seccional da OAB no município, Eduardo Vilela. "Ela saiu ontem por volta da 0h por decisão do juiz eleitoral Gleidson. Demorou para sair porque o delegado ouviu todo mundo. A princípio, ela só ficou detida porque foram encontradas as munições, aí juntou as duas coisas, a denúncia de crime eleitoral e posse irregular", esclarece o advogado.

Quanto à munição, o advogado explica que há como declarar a quem pertenciam e o motivo de estarem no escritório. "O crime eleitoral não foi comprovado a princípio. Ela negou tudo. Não conseguiram comprovar a irregularidade. O delegado tinha uma lista de quem poderia abastecer, mas tinha nota fiscal comprovando os pagamentos", ressalta ao RD News.

Em relação ao fechamento do posto, noticiado por alguns veículos, Eduardo Vilela esclarece que não houve ordem judicial para isso. O que ocorreu foi que, com a apreensão de três computadores nos quais estavam o sistema de gerenciamento do posto, não foi possível continuar o expediente. Além disso, toda a administração do local foi levada para depor. "Os CPUs vão ser periciados. Todas as notas em relação à lista de pessoas que podiam abastecer foram levadas ao delegado, são mais de 500 notas", sustenta.

Conforme o advogado, a coligação ia ao posto, pagava por determinadas quantias de combustível, indicava as placas que poderiam receber e quando esses veículos chegavam ao local, uma verificação era feita e, se tudo estivesse correto, a pessoa abastecia. Judite não foi detida em uma cela, ela aguardou dentro da delegacia até ser liberada. 

Neri apoia o candidato a prefeito Luiz Binotti (PSD), que teve material de campanha apreendido no local, bem como de Otaviano Pivetta, candidado da oposição. A Polícia Civil também encontrou panfletos de candidatos a vereador. A soma das penas previstas para o crime de corrupção eleitoral e posse irregular de munição pode chegar a sete anos de prisão, explica o delegado.


COMENTARIOS

Mais de Política

Audiência Pública

Fávero vai à Sinop e garante cobrar e acompanhar implantação de escola cívico-militar no município

Segundo o deputado, a escola-cívico militar não vem para tirar emprego de professor ou pregar militarismo, “mas para somar e passar valores primordiais que se perderam”, concluiu.

29 de Novembro de 2019 as 16h25

Em Nobres

Vereador ostenta R$ 30 mil da venda de égua e diz não aguentar dinheiro

O dinheiro é resultado da venda de uma égua. Em seguida, numa mistura de brincadeira e deboche, joga os maços no chão, espalhando notas de R$ 50 reais e R$ 100 reais

21 de Novembro de 2019 as 11h14

Saúde

Fávero cobra do Estado melhorias para Saúde de Cáceres

Entre os pedidos está a compra de ambulância para o Hospital Regional do município.

19 de Novembro de 2019 as 20h10

Renúncia

Evo Morales renuncia à presidência da Bolívia

Anúncio foi feito em rede nacional; o vice, Álvaro García Linera, também deixa o cargo; antes de renunciar, Morales havia dito que convocaria novas eleições, pois uma auditoria da OEA encontrou indícios de fraude no pleito realizado no dia 20 de ou

10 de Novembro de 2019 as 18h45

Quem Diria...

Taques deve adotar manobra para tentar fugir da Justiça comum

O ex-governador pode se beneficiar de brecha, confirmada pelo STF, para ser julgado na Justiça Eleitoral

07 de Novembro de 2019 as 09h20

Direito do Consumidor

Fornecimento de energia elétrica não poderá ser interrompido na sexta-feira

o projeto também proíbe que seja realizado nos fins de semana, feriados e véspera de feriados e após o expediente bancário.

04 de Novembro de 2019 as 14h07

Unindo forças

Reunião debate melhorias para o Hospital Regional de Cáceres

Os representantes do Hospital Regional de Cáceres apresentaram as condições da instituição, mostraram os pontos positivos e negativos

21 de Outubro de 2019 as 14h47

Assistência

Projeto que destina produtos apreendidos a instituições deve ser sancionado nos próximos dias

A proposta, de autoria do deputado Silvio Fávero, irá contemplar crianças, adolescentes, mulheres e idosos.

21 de Outubro de 2019 as 10h43

5.946 assinaturas

Abaixo-assinado contra a Energisa será entregue hoje (18) durante audiência pública em Nova Mutum

As 5.946 assinaturas serão entregues pelo vereador Airton Callai ao deputado estadual Elizeu Nascimento, que preside a CPI da Energisa

18 de Outubro de 2019 as 14h24

Fora do horário

Vereador ataca servidora da educação por causa de veículo parado em supermercado

Qualquer denúncia relacionada à má utilização da frota deve ser informada na ouvidoria da prefeitura para que haja a investigação pertinente.

18 de Outubro de 2019 as 10h37

Audiência Pública

Audiência Pública irá debater melhorias para o Pedra 90 e região

Instalação do ‘Ganha Tempo’ está entre os assuntos que serão discutidos nesta quinta (17)

15 de Outubro de 2019 as 20h27

Investigação

Abaixo-assinado contra a Energisa mobiliza a população de Lucas do Rio Verde

O documento com milhares de assinaturas solicita a abertura de investigação contra a empresa, pelos serviços prestados, aumentos abusivos e cobranças indevidas

15 de Outubro de 2019 as 13h31

Redução de Taxas

Prefeitura propõe em projeto reduzir valores de taxas em Lucas do Rio Verde

O objetivo é reduzir o valor das taxas para comerciantes e agricultores.

15 de Outubro de 2019 as 08h03

Projeto Aprovado

Projeto é aprovado por unanimidade e MT deverá receber R$ 71 milhões

Para Mato Grosso, segundo as estimativas, o repasse previsto é de R$ 71,9 milhões

10 de Outubro de 2019 as 20h02

Pauta Trancada

Presidente Dirceu tranca a pauta de votações e exige explicações de Binotti

O prefeito terá que se retratar sobre as declarações que fez na imprensa e sobre a conduta do procurador municipal no processo de cobrança de IPTU da Novo Tempo Empreendimentos

08 de Outubro de 2019 as 11h37

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Enquete

veja +

COTAÇÃO