Governadores defendem mudanças na cobrança dos juros da dívida

Cuiabá sediou a segunda reunião do ano do Fórum dos Governadores do Brasil Central.

20/04/2016 - 06:06:20

   

Governadores do consórcio interestadual Brasil Central se reuniram nesta terça-feira (19.04) em Cuiabá, no Centro de Eventos do Pantanal, para debater assuntos comuns, trocar experiências e buscar meios de enfrentar a crise econômica nacional. Anfitrião do encontro, o governador de Mato Grosso Pedro Taques cobrou do Governo Federal uma revisão no cálculo da dívida dos estados com a União.

Taques afirmou que os estados já pagaram muito por suas dívidas e ainda continuam devendo valores exorbitantes e anunciou que Mato Grosso ingressou com ação no Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo a revisão do cálculo dos juros dos empréstimos feitos pela União aos estados.

Segundo o governador mato-grossense, os estados já vêm discutindo os estoques da dívida com a União e o assunto foi pauta da reunião reservada dos chefes dos Executivos estaduais. Mato Grosso Sul, Rondônia e Goiás já ajuizaram a questão para que o Governo Federal reverta a cobrança de juros composto para juros simples. O último estado a conseguir reverter essa cobrança foi Mato Grosso do Sul, que recebeu liminar favorável nesta terça-feira (19).

Dívida de MT

A dívida de Mato Grosso atualmente é de R$ 6,8 bilhões, sendo que 27% do montante corresponde ao valor negociado com o Bank of America, em 2012, portanto, está vinculado ao dólar, sem garantias proteção à variação cambial. O restante foi contraído com a União e o pagamento é feito com juros composto.

O governador de Mato Grosso do Sul, Antônio Azambuja, destacou que muitos estados e municípios já não conseguem pagar sua folha salarial. “Um dos grandes vilões das dívidas dos estados é a dívida com a União, que chamamos de ‘agiotagem oficial’. Negociamos em 1998 R$ 93 bilhões, pagamos até 2014 R$ 300 bilhões e ainda estamos devendo R$ 563 bilhões”, exemplificou.

Azambuja ressalta que o consórcio Brasil Central discute políticas públicas comuns a todos os estados e isso também envolve a questão financeira. Ele lembra que uma lei foi sancionada prevendo um novo cálculo de juros, mas posteriormente teve seus efeitos modificados por um decreto presidencial e por isso os governadores buscaram o Supremo, para corrigir um erro do Poder Executivo.

O governador de Goiás, Marconi Perillo, falou de uma das atitudes que seu governo tomou para combater os efeitos da crise. O Estado de Goiás passou a pagar a folha em duas etapas. Na primeira recebem os servidores que ganham até R$ 3,5 mil, no último dia do mês, e o restante recebe até o dia 10 do mês subsequente.

Já o governador de Rondônia, Confúcio Moura, destacou o Brasil Central é algo novo na política por juntar estados com forte produção que discutem pautas comuns. Cita que essa troca de informações já rendeu ao seu estado programa de aula à distância e até mesmo um software moderno de previdência social.  “Nós estamos buscando uma igualdade legislativa, a quebra de barreira entre os estados. Essa é uma demonstração viva que a federação pode ser colaborativa”, comentou.

Marcelo Miranda, governador de Tocantins, ressaltou que a integração entre os estados é muito importante. Destacou a reunião entre os secretários de educação, como um avanço significativo. “Chegamos a um ponto importante, me animei ainda mais, porque esse tema educacional nós vamos conseguir trazer ainda mais para a nossa responsabilidade”, disse.  

O encontro em Cuiabá contou com a participação do vice-governador do Maranhão, Carlos Brandão. O estado pleiteia a participação no Brasil Central. Ele ressaltou que o Maranhão entende que faz parte do Brasil Central e que, por isso, deseja a entrada no grupo.

Desfecho da crise

Os governadores Pedro Taques e Marconi Perillo também falaram sobre a crise política. O representante de Goiás afirma que o problema é grave, mas espera que seja resolvido no prazo de 20 dias.

Pedro Taques acredita que uma eventual troca de presidente não tenha piora na economia, visto as primeiras reações após a admissibilidade do impeachment pela Câmara dos Deputados. 

Nos dias 02 e 03 de junho os governadores voltam a se reunir, desta vez em Palmas, no Tocantins.

MT Agora - Gcom-MT

Mais Noticias

Fiscalização

Lucas: Vereadores aprovam requerimento solicitando informações sobre medidas tomadas para reduzir os gastos

Eleições 2018

''Abro mão de ser candidato'': pensando em ter um deputado eleito em Lucas do Rio Verde

Eleições 2018

Lucas do Rio Verde terá dois candidatos à Câmara Federal

Eleições 2018

''Lucas do Rio Verde vive momento político ímpar'', avalia sociólogo

10/08/2018 -

Câmara de Sorriso: dois suplentes de vereador serão empossados na próxima sessão

A sessão está marcada para às 9h, no Plenário Aureliano Pereira da Silva.

08/08/2018 -

TRE-MT deve iniciar distribuição das mais de 8 mil urnas aos municípios este mês

Ao todo, o estado possui 1.491 locais de votação que precisam receber os aparelhos até o final de setembro. Antes do transporte, todos os equipamentos são testados e ajustados.

08/08/2018 -

Nova Aliança: vereadores de Sorriso cobram informações sobre paralisação das obras de cemeis

A obra – orçada em mais de dois milhões de reais – começou em julho de 2016 e deveria ter sido entregue em julho de 2017. Nesse período, a construção foi paralisada várias vezes.

08/08/2018 -

Lucas do Rio Verde reúne dez possíveis candidatos à Assembleia Legislativa

Com base eleitoral no município luverdense, pré-candidatos estão com nomes à disposição para concorrerem a uma cadeira.

08/08/2018 -

Recurso para compra de serviços do São Lucas será repassado em três parcelas, diz vereador

A informação é do vereador Airton Callai. Ele representou a Câmara de Vereadores numa reunião administrativa nesta terça-feira (07).

07/08/2018 -

Mano diz que Câmara vai garantir repasse para manutenção do Hospital São Lucas

A unidade de saúde aguarda celebração de convênio para a manutenção de serviços por meio do Sistema Único de Saúde.

07/08/2018 -

Seis projetos são apresentados durante Sessão dessa segunda feira (06)

Além dos projetos, foram votados também duas indicações ao Executivo.

07/08/2018 -

Câmara homenageia Guarda Municipal e garante custeio de curso de formação

Verba de cerca de R$ 100 mil para pagar o curso de formação da Guarda será cedida pelo Legislativo.

07/08/2018 -

Noite de homenagens na Câmara de Lucas do Rio Verde marca retorno aos trabalhos

Moções de Aplausos e Títulos de Cidadão Honorário foram entregues. Legislativo estava em recesso parlamentar desde o último dia 13.

07/08/2018 -

Personalidades e entidades são homenageadas em sessão solene na Câmara de Vereadores de Lucas

Foram entregues 12 títulos de ''Cidadão Honorário de Lucas do Rio Verde'' e 11 Moções de Aplausos.

07/08/2018 -

Vereadores vão destinar R$ 1.5 milhão para o pagamento de serviços médicos do HSL

O valor necessário é R$ 2.5 milhões, o restante, R$ 980 mil, virá da Prefeitura de Lucas do Rio Verde

05/08/2018 -

Taques é confirmado candidato à reeleição com Prado vice e Leitão ao Senado

A convenção dos tucanos prossegue em um hotel na capital onde já passaram aproximadamente mil militantes dos partidos que saudaram os candidatos.

04/08/2018 -

Confirmado: Binotti e Pivetta no mesmo palanque

Conforme adiantado, Binotti, Fávaro e Pivetta dividirão o mesmo palanque na campanha eleitoral deste ano.

03/08/2018 -

Esquema com notas frias para justificar gastos de deputados de MT desviou mais de R$ 500 mil, diz MP

Mandados de busca e apreensão foram expedidos pelo TJMT. Segundo o MP, operação apura crimes de peculato, supressão de documentos e associação criminosa.

02/08/2018 -

Servidores e parlamentares são alvos de nova operação e policiais cumprem mandados na ALMT

Mandados de busca e apreensão foram expedidos pelo TJMT. Segundo o MP, operação apura crimes de peculato, supressão de documentos e associação criminosa.

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora