No STF

Jair Bolsonaro pede ao STF para ser absolvido da acusação de racismo

PGR denunciou deputado por ele dizer que, se eleito presidente, não demarcará 'um centímetro' para terras indígenas ou quilombolas. Defesa diz que procuradoria quer criminalizá-lo por opiniões.

23 de Junho de 2018 as 01h 25min

O deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ), na tribuna da Câmara (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A defesa do deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ) pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que ele seja absolvido da acusação de racismo, argumentando que o Ministério Público quer criminalizá-lo por expressas opiniões.

Em abril, a Procuradoria Geral da República denunciou o deputado ao STF por racismo contra quilombolas, indígenas, refugiados, mulheres e homossexuais.

Ao denunciar Bolsonaro, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu que ele seja condenado pelo crime, imprescritível e inafiançável, e multado em R$ 400 mil por danos morais coletivos.

Entenda

A PGR argumenta que em 2017, durante uma palestra no Clube Hebraica Rio de janeiro, Bolsonaro usou expressões de cunho discriminatório, "incitando o ódio e atingindo diretamente vários grupos sociais". A procuradora classificou a conduta como "ilícita, inaceitável e severamente reprovável".

No evento, Bolsonaro disse que, se eleito presidente em 2018, não destinará recursos para ONGs, não demarcará "um centímetro" para reservas indígenas ou quilombolas.

E acrescentou:

"Onde tem uma terra indígena, tem uma riqueza embaixo dela. Temos que mudar isso daí. [...] Eu fui num quilombo. O afrodescendente mais leve lá pesava sete arrobas. Não fazem nada! Eu acho que nem para procriador ele serve mais. Mais de R$ 1 bilhão por ano é gastado com eles".

Bolsonaro também declarou na ocasião:

"Eu tenho cinco filhos. Foram quatro homens, a quinta eu dei uma fraquejada e veio uma mulher".

Argumentos da defesa

No pedido de absolvição enviado ao Supremo, o advogado de Bolsonaro, Antônio Pitombo, pede a rejeição da denúncia argumentando que as acusações são genéricas. A defesa pede, ainda, absolvição sumária por não haver comprovação do racismo.

Os advogados também pedem que o Supremo aplique o princípio da imunidade, segundo o qual parlamentares não podem ser punidos por opiniões. No documento, a defesa diz que o parlamentar apenas manifestou a opinião ao eleitorado dele.

"Todo o dito ali não passou da exposição de opiniões do defendente, que em momento algum convidou aqueles que assistiam à palestra a aderirem à sua visão pessoal acerca de estrangeiros e quilombolas. Mais importante: muito menos estimulou o defendente que os ouvintes de seu discurso adotassem comportamentos prejudiciais a quaisquer dos grupos aos quais fez referência. E, sem que haja esse estímulo à ação proibida por lei, se está diante de verdadeira tentativa de criminalizar opiniões", diz o documento.

Além disso, a defesa argumenta que as declarações foram retiradas de contexto.

"Os trechos transcritos na inicial acusatória foram reproduzidos fora de contexto, o que prejudica a compreensão do conteúdo das afirmações. A própria teoria da comunicação destaca que os efeitos cognitivos das mensagens dependem dos significados que lhe são atribuídos".

A defesa argumenta, ainda, que a acusação traz ônus ao político e que, por isso, é preciso maior cautela por parte da acusação.

"Não se pode olvidar que a mera existência de imputação penal traz ônus ao acusado, ainda mais em se tratando de representante popular, acusado de crime de tamanha gravidade, imprescritível e inafiançável. Por isso é que se exige rigor e prudência."


MT Agora - G1

COMENTARIOS

Mais de Política

Desenvolvimento Econômico

Vereadores aprovam lei que estabelece o turismo rural em Lucas do Rio Verde

O projeto é de autoria do vereador Fernando Pael e visa organizar e incentiva o turismo no município

17 de Abril de 2019 as 14h34

Transmissão ao vivo

Vereadores aprovam projeto e licitações deverão ser transmitidas pela internet

O objetivo é garantir mais transparência as ações do poder público e facilitar os acesso da população

17 de Abril de 2019 as 09h20

Senadora Cassada

Fávero: “Quem pretendia sentar na cadeira vai ter que esperar”

Caso um novo pleito ocorra, PSL deve colocar novo nome na disputa; Silvio Fávero pode ser um deles

13 de Abril de 2019 as 19h41

Educação

Vereadores, Paulista e professora Cristiani, conseguem a liberação de recurso atrasado

Foram liberados pouco mais de R$ 1 milhão, o valor será investido na ampliação do número de vagas da educação infantil

12 de Abril de 2019 as 19h46

Cenário Melhor

Rombo nas contas cai pela metade e fica em R$ 60 mi em março

Déficit no balanço poderia ser ainda menor se não fosse o pagamento de dívidas com bancos

12 de Abril de 2019 as 19h40

Cassação de Selma

Fávero declara que pode ser candidato e Janaina Riva afirma que faltou maturidade política a Selma

Selma Arruda era suspeita de ter praticado caixa dois e abuso de poder econômico durante o período de pré-campanha e campanha eleitoral do pleito de 2018.

12 de Abril de 2019 as 08h10

Apreensão de Veículos

Projeto apresentado na ALMT proíbe apreensão de veículos por falta de pagamento do IPVA

Caso aprovado, o projeto de Lei, de autoria do deputado Ulisses Morais, altera dispositivo da Lei nº 7.301, de 17 de Julho de 2000.

11 de Abril de 2019 as 10h04

Julgamento

Senadora Selma diz estar tranquila e vai recorrer da cassação decidida pelo TRE

“Não houve qualquer desequilíbrio. Não houve abuso de poder político. Todos os concorrentes ao Senado eram pessoas de alto poder econômico. Já entrando em outubro, ela estava em sexto lugar e um dos candidatos era um dos mais ricos”, concluiu.

11 de Abril de 2019 as 09h57

Senadora Cassada

TRE-MT cassa Selma Arruda e suplente por caixa 2 e abuso de poder econômico e determina nova eleição

Senadora do PSL omitiu o correspondente a 72% das despesas de campanha. Ela foi a mais votada para o cargo na eleição passada.

10 de Abril de 2019 as 19h38

Julgamento

TRE começa julgar ação que pode resultar na cassação do diploma da senadora Selma; assista

Duas ações foram propostas contra Selma, uma pelo candidato Sebastião Gomes de Carvalho (que foi candidato) e outra pelo diretório estadual do PSD, que teve como candidato ao Senado Carlos Favaro.

10 de Abril de 2019 as 09h46

Indicações

Vereador Pedro de Góis apresenta cinco indicações ao Poder Executivo

As indicações solicitam melhorias na parte pavimentação, iluminação pública, sinalização e recuperação de estradas

09 de Abril de 2019 as 10h20

Reforma da Previdência

Deputado federal defende a Reforma da Previdência e afirma que 'direitos adquiridos serão mantidos'

Para Barbudo, o 'Ministério do Trabalho é o maior inibidor de emprego no país'.

09 de Abril de 2019 as 09h29

Embaixada Em Israel

Presidente se diz decidido a transferir Embaixada do Brasil em Israel

Proposta é mudar a representação de Tel Aviv para Jerusalém

08 de Abril de 2019 as 23h52

Governo Bolsonaro

Bolsonaro diz que mais de 90% das metas dos 100 dias serão cumpridas

''Não é fácil sentar nesta cadeira'', diz o presidente.

08 de Abril de 2019 as 23h49

Proposta

Bolsonaro quer mudar distribuição de royalties do petróleo

Governo deve anunciar linhas de crédito para estados e municípios

08 de Abril de 2019 as 23h47

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Enquete

Você concorda com a decisão do TRE que cassou o mandato da senadora Selma Arruda?

Sim

Não

Parcial
veja +

COTAÇÃO