Juíza condena Silval, Nadaf, Cursi, Lima e mais dois por esquema

Grupo do ex-governador do Estado é acusado de cobrar propina em troca de incentivos fiscais

16/12/2017 - 09:17:49

   

Foto: Alair Ribeiro/MidiaNews

A juíza Selma Arruda, da Vara Contra o Crime Organizado de Cuiabá, condenou o ex-governador Silval Barbosa e mais cinco pessoas na ação penal resultante da Operação Sodoma 1, que investigou o pagamento de propina a integrantes do Governo passado em troca de benefícios fiscais.

 

Foram condenados ainda seus ex-secretários Pedro Nadaf (Casa Civil), Marcel de  Cursi (Fazenda), além do procurador aposentado Francisco de Andrade Lima, o “Chico Lima”, o ex-chefe de gabinete Silvio Araújo e a ex-secretária de Nadaf na Fecomércio (Federação Mato-Grossense do Comércio), Karla Cintra.

 

A decisão da magistrada foi publicada nesta sexta-feira, mas não traz o total das penas.

 

Silval foi condenado por organização criminosa e lavagem de dinheiro. Já Nadaf foi por organização criminosa, concussão e lavagem de dinheiro Em relação a Cursi, Lima e Karla, a condenação se deu por organização criminosa e lavagem de dinheiro. Já Silvio foi sentenciado por organização criminosa apenas.

 

Francisco Lima e Karla Cintra foram absolvidos da acusação de concussão. Cursi, por sua vez, foi absolvido da acusação de organização criminosa.

 

Por terem feito colaboração premiada, cinco dos réus deverão receber benefícios na definição da pena. A única exceção é Marcel de Cursi, que não assinou acordo.

 

Deflagrada em setembro de 2015, a Operação Sodoma apurou um esquema de corrupção e lavagem de dinheiro, que teria lucrado R$ 2,6 milhões, entre 2013 e 2014, por meio de cobrança de propina para a concessão de incentivos fiscais pelo Prodeic (Programa de Desenvolvimento Industrial e Comercial de Mato Grosso).

 

Segundo o MPE, o empresário João Batista Rosa, dono da Tractor Parts, foi obrigado a abrir mão de um crédito de R$ 2 milhões que suas empresas tinham direito para poder incluí-las no programa.

 

Logo após, ele teve que pagar propinas mensais ao grupo comandado por Silval, Nadaf e Cursi porque, segundo ele, percebeu “que havia caído em uma armadilha ao abrir mão do crédito de ICMS, eis que tal renúncia é irretratável”.

 

Os pagamentos totais das propinas, conforme a denúncia, chegaram a R$ 2,5 milhões e teriam sido exigidos por Pedro Nadaf, supostamente a mando de Silval Barbosa, com o objetivo de saldar dívidas de campanha do ex-governador.

 

Leia a decisão da juíza Selma Arruda:

 

"Por estes motivos, forte na fundamentação supra, JULGO PARCIALMENTE PROCEDENTE a denúncia formulada em desfavor de Silval da Cunha Barbosa, Pedro Jamil Nadaf, Marcel Souza de Cursi, Francisco de Andrade Lima Filho, Sílvio Cézar Correa Araújo e Karla Cecília de Oliveira Cintra. 

Desta forma, CONDENO-OS como incursos nos seguintes tipos penais:

a) Silval da Cunha Barbosa: art. 2º., caput e §§ 3º. e 4º., II da Lei 12.850/13 (organização criminosa); art. 316 do CP (concussão) e art. 1º. “caput” e § 4º. da Lei 9.613/98 (lavagem de dinheiro). 

b) Pedro Jamil Nadaf: art. 2º., caput e §§ 3º. e 4º., II da Lei 12.850/13 (organização criminosa); art. 316 do CP (concussão) cc art. 327, § 2º. do CP e art. 1º. “caput” e § 4º. da Lei 9.613/98 (lavagem de dinheiro)

c) Marcel Souza de Cursi: art. 2º., caput e §§ 3º. e 4º., II da Lei 12.850/13 (organização criminosa); art. 316 do CP (concussão) cc art. 327, § 2º. do CP ;

d) Francisco de Andrade Lima Filho: art. 2º., caput e §§ 3º. e 4º., II da Lei 12.850/13 (organização criminosa) e art. 1º. “caput” e § 4º. da Lei 9.613/98(lavagem de capitais)

e) Sílvio Cézar Correa Araújo: art. 2º., caput e §§ 3º. e 4º., II da Lei 12.850/13 (organização criminosa) e art. 180 § 6º. do Código Penal;

f) Karla Cecília de Oliveira Cintra: art. 2º., caput e §§ 3º. e 4º., II da Lei 12.850/13 (organização criminosa) e art. 1º. “caput” e § 4º. da Lei 9.613/98(lavagem de capitais).

ABSOLVO:

a) Francisco Andrade Lima Filho – quanto à imputação de ter praticado a conduta tipificada no artigo 316 do Código Penal Brasileiro, na forma da fundamentação supra, fazendo-o com fulcro no disposto no artigo 386, V do Código de Processo Penal Brasileiro;

b) Marcel Souza de Cursi - quanto à imputação de ter praticado a conduta tipificada no artigo 1º., caput e § 4º. da Lei 12.850/2013, na forma da fundamentação supra, fazendo-o com fulcro no disposto no artigo 386, V do Código de Processo Penal Brasileiro;

c) Karla Cecília de Oliveira Cintra - quanto à imputação de ter praticado a conduta tipificada no artigo 316 do Código Penal Brasileiro, na forma da fundamentação supra, fazendo-o com fulcro no disposto no artigo 386, V do Código de Processo Penal Brasileiro."

MT Agora - Mídia News

Mais Noticias

Eleições 2018

Pivetta entra na disputa ao Paiaguás

Creche

Durante visita do governador em Lucas, vereador Marcos Paulista assevera: “O que nossa cidade precisa é de creche”

Tabuleiro Eleitoral

“Não tenho conversado com Mauro por opção minha”, diz Taques

Delação Da JBS

Aécio Neves vira réu no Supremo por corrupção e obstrução de Justiça

16/04/2018 -

Pivetta: “Estou pronto para qualquer função que for escalado”

Ex-prefeito diz que "só restou decepção" em relação a Taques

11/04/2018 -

Lucas: Câmara aprova mudanças no projeto que regulamenta funcionamento do comércio aos sábados

Oito vereadores participaram da sessão extraordinária realizada na tarde desta quarta-feira.

11/04/2018 -

Prefeito Binotti organiza vinda do governador a Lucas do Rio Verde

O governador Pedro Taques estará em Lucas nos dias 13 e 14 apresentando juntamente com o prefeito Luiz Binotti importantes obras e projetos

11/04/2018 -

Lucas: Prefeitura realiza audiência pública para debater a LDO 2019

Audiência foi realizada com a população para debater diretrizes orçamentárias

11/04/2018 -

Binotti avisa que Patrulha Rural de Lucas do Rio Verde será entregue esta semana

Prefeito ainda informou que recursos para a construção do CIEC já estão disponíveis

11/04/2018 -

Advogado de Lula diz que defesa prepara recursos a STJ e STF contra condenação no caso do triplex

Prazos para defesa apresentar recorrer se encerra no próximo dia 23. Recursos terão de ser protocolados no TRF-4, que decidirá se os envia aos tribunais superiores.

11/04/2018 -

Temer pede otimismo e diz que país não está em ''desgraça absoluta''

Segundo o presidente, assim como todos os países, Brasil tem dificuldades. Ele participou de um evento do setor de cooperativas em um hotel em Brasília.

11/04/2018 -

Moro e advogado de Lula discutem em audiência de Marcelo Odebrecht

Discussão começou logo no início da audiência de empresário Marcelo Odebrecht, após o advogado Cristiano Zanin dizer que a defesa foi prejudicada.

11/04/2018 -

Câmara dos Deputados aprova projeto que cria o Sistema Único de Segurança Pública

Projeto de lei permite a integração de informações de inteligência entre governo federal e estados. Com aprovação dos deputados, texto segue agora para análise do Senado.

11/04/2018 -

Visitas para Lula são adiadas por questões de segurança, diz PF

Presos da Polícia Federal, em Curitiba, recebem visitas às quartas-feiras; as de Lula foram mudadas desta quarta-feira (11) para quinta-feira (12).

11/04/2018 -

Membro do MBL MT é ameaçado por militante comunista após ser agredido em manifestação

A manifestação de esquerda aconteceu no dia 06 de abril, na Praça Alencastro, em Cuiabá e tinha como objetivo defender a inocência do ex-presidente Lula.

10/04/2018 -

Lucas do Rio Verde terá uma unidade da Escola Estadual Militar Tiradentes

O decreto, criando a escola, foi publicado no Diário Oficial desta quinta-feira (05)

09/04/2018 -

Defesa de Lula tem até 23 de abril para recorrer a STJ e STF contra condenação no caso do triplex

Prazo passou a contar à 0h desta segunda. Recursos terão de ser protocolados na segunda instância e caberá à vice-presidente do TRF-4 decidir se serão enviados aos tribunais superiores.

09/04/2018 -

PT anuncia transferência simbólica da sede do partido para Curitiba

Segundo o partido, mudança vai fazer com que as decisões sejam discutidas e divulgadas pelas lideranças na capital paranaense. Fisicamente, sede segue em São Paulo.

09/04/2018 -

''Manda esse lixo janela abaixo''; áudio durante voo de Lula para Curitiba entra na frequência do aeroporto de Congonhas

FAB confirmou a autenticidade da gravação e diz que não foi de controladores de voo; especialistas dizem que é quase impossível identificar autoria das ofensas.

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora