Política

Lucas: Aprovado o projeto do RGA pelos vereadores mas a greve está mantida

Mas mesmo com o projeto aprovado a greve não será suspensa. Nesta quinta feira (14) não haverá aula para nenhuma escola da rede municipal de ensino.

RGA | 13 de Junho de 2018 as 22h 56min
MT Agora - MTJornal

Presidente da Câmera de Vereadores, Jiloir Pelicioli, o “Mano”.

Depois de vários momentos de desgastes e desconfortos entre prefeitura e câmara de vereadores, o projeto que trata do RGA dos servidores municipais e professores foi aprovado por unanimidade na noite dessa segunda -feira (13) em Sessão Extraordinária.

O presidente da casa Vereador Jiloir Pelicioli o “Mano” considerou importante a aprovação.

“Todo o desconforto criado em torno desse projeto foi desnecessário, mas já passou, página virada, vamos continuar a trabalhar pensando no bem estar do município de Lucas do Rio Verde. Só muda de opinião quem tem opinião.”, comentou.

Uma emenda foi feita pelo vereador Airton Callai sobre a data-base, que ficou definida para janeiro de cada ano com exceção do primeiro ano de mandato de cada prefeito. Exclusivamente no primeiro ano de administração a data pode ser definida até maio. A partir de agora, o município tem duas datas bases para os seus servidores a dos professores em janeiro e os demais funcionários em maio.

Vale salientar que se o prefeito entender que a emenda não esteja condizente com o esperado, ele pode vetar a emenda sem prejuízo nenhum para o projeto. Se isso acontecer o projeto terá que voltar para a câmara para a emenda ser apreciada novamente pelos vereadores.

Mas mesmo com o projeto aprovado a greve não será suspensa. Nesta quinta feira (14) não haverá aula para nenhuma escola da rede municipal de ensino.

A presidente do SINTEP, prof. Tânia Jorra disse que a categoria já havia deliberado pela greve na sexta-feira passada e segundo que o reajuste não atendeu ao solicitado para equiparar o piso nacional que é de 6.81%.

“A greve está mantida. A gente recebeu hoje um oficio e ainda nem tomei conhecimento dele. Amanhã em greve haverá uma assembléia que vai discutir esse oficio e a pauta de luta da categoria “.

Perguntado por nossa reportagem se a partir do momento que o projeto foi aprovado, a greve não se tornaria ilegal. Tânia disse que não porque os professores estão buscando o índice de 6.81% de RGA e não de 3.30%, além da inclusão de todos os profissionais da educação como participantes dos benefícios conquistados pelos professores.

Mas nossa reportagem obteve informações extra-oficias de que a prefeitura poderá cortar ponto dos servidores que participarem da greve. Tânia disse que ela também tomou conhecimento dessa informação, mas se isso acontecer, o sindicato acionará a justiça contra o município.

É esperar pra ver no que isso vai resultar.

COMENTARIOS

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

TEMPO AGORA

Hoje, Terça Feira

Lucas do Rio Verde, MT

Tempestades

28º

COTAÇÃO