Maggi diz como é pertencer a partido notório pela corrupção

Ministro também falou sobre constrangimento de conviver com colegas envolvidos em escândalos

06/03/2017 - 06:06:52

   

O ministro da Agricultura Blairo Maggi (PP) afirmou, em entrevista a Revista Veja que circula a partir deste sábado (04), ter conhecimento do histórico de filiados do PP denunciados por corrupção, mas que se filiou ao partido com o objetivo de desenvolver “um bom trabalho” no Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).

Na entrevista das páginas amarelas da revista, intitulada  “Legítimo e impopular," Maggi disse que chegou a avisar as lideranças da sigla que não aceitaria o convite para comandar o ministério se fosse para “fazer negócios para o partido”.

“Entrei para o partido para poder cumprir meu papel no Ministério da Agricultura. Quando me filiei, os fatos que pesam hoje contra o PP já estavam apresentados e eu sabia de todos eles. Para mim não é novidade o que é dito sobre o partido. Acho que as pessoas terão a oportunidade de se defender no momento certo”, disse.

O ministro negou haver constrangimento em conviver com colegas de ministério envolvidos em escândalos, muitos citados em delações da Operação Lava Jato.

Segundo ele, as delações são “parte de um processo” e cada um terá que responder por seus atos.

Maggi ainda defendeu a legitimidade do Governo do presidente Michel Temer (PMDB), mesmo reconhecendo sua impopularidade.

“Temos um governo legitimo, mas que não veio pelo voto popular, e vejo que existe um ressentimento em certos setores. Mas temos dois anos pela frente para realizar as reformas de que o país precisa. A sociedade está entendendo que mudanças profundas são necessárias e que elas podem ser implementadas. O Governo Temer conseguiu aprovar praticamente todas as propostas encaminhadas ao Congresso, mas ainda é impopular na sociedade. Na minha avaliação, se conseguirmos aprovar as mudanças na Previdência e em outros setores vitais, teremos chances de passar para a história como um governo reformista”, disse.

A Veja ainda questionou o fato de o ministro ter sido citado na Operação Ararath, que investiga esquema de corrupção que ocorreu durante sua gestão como governador de Mato Grosso.

“Passei oito anos no Governo de Mato Grosso e reconhecidamente alguns problemas aconteceram nesse período. Não diretamente no governo, mas em paralelo ao governo, na área política. Há várias operações policiais e investigações no estado sobre o período que fui governador e sobre o período seguinte. Estou acompanhando com tranquilidade esse processo”, afirmou.

Sobre sua atuação no Mapa, a reportagem diz que o ministério é um dos poucos que apresenta uma agenda positiva, entre elas a desburocratização do setor.

No final da entrevista, Maggi disse que mesmo tendo o título de bilionário, seus proventos são "limitados".

Confira a íntegra da entrevista:







 

MT Agora - Douglas Trielli | Mídia News

Mais Noticias

Tabuleiro Eleitoral

“Não tenho conversado com Mauro por opção minha”, diz Taques

Delação Da JBS

Aécio Neves vira réu no Supremo por corrupção e obstrução de Justiça

Governo 2018

Pivetta: “Estou pronto para qualquer função que for escalado”

Por Unanimidade

Lucas: Câmara aprova mudanças no projeto que regulamenta funcionamento do comércio aos sábados

11/04/2018 -

Prefeito Binotti organiza vinda do governador a Lucas do Rio Verde

O governador Pedro Taques estará em Lucas nos dias 13 e 14 apresentando juntamente com o prefeito Luiz Binotti importantes obras e projetos

11/04/2018 -

Lucas: Prefeitura realiza audiência pública para debater a LDO 2019

Audiência foi realizada com a população para debater diretrizes orçamentárias

11/04/2018 -

Binotti avisa que Patrulha Rural de Lucas do Rio Verde será entregue esta semana

Prefeito ainda informou que recursos para a construção do CIEC já estão disponíveis

11/04/2018 -

Advogado de Lula diz que defesa prepara recursos a STJ e STF contra condenação no caso do triplex

Prazos para defesa apresentar recorrer se encerra no próximo dia 23. Recursos terão de ser protocolados no TRF-4, que decidirá se os envia aos tribunais superiores.

11/04/2018 -

Temer pede otimismo e diz que país não está em ''desgraça absoluta''

Segundo o presidente, assim como todos os países, Brasil tem dificuldades. Ele participou de um evento do setor de cooperativas em um hotel em Brasília.

11/04/2018 -

Moro e advogado de Lula discutem em audiência de Marcelo Odebrecht

Discussão começou logo no início da audiência de empresário Marcelo Odebrecht, após o advogado Cristiano Zanin dizer que a defesa foi prejudicada.

11/04/2018 -

Câmara dos Deputados aprova projeto que cria o Sistema Único de Segurança Pública

Projeto de lei permite a integração de informações de inteligência entre governo federal e estados. Com aprovação dos deputados, texto segue agora para análise do Senado.

11/04/2018 -

Visitas para Lula são adiadas por questões de segurança, diz PF

Presos da Polícia Federal, em Curitiba, recebem visitas às quartas-feiras; as de Lula foram mudadas desta quarta-feira (11) para quinta-feira (12).

11/04/2018 -

Membro do MBL MT é ameaçado por militante comunista após ser agredido em manifestação

A manifestação de esquerda aconteceu no dia 06 de abril, na Praça Alencastro, em Cuiabá e tinha como objetivo defender a inocência do ex-presidente Lula.

10/04/2018 -

Lucas do Rio Verde terá uma unidade da Escola Estadual Militar Tiradentes

O decreto, criando a escola, foi publicado no Diário Oficial desta quinta-feira (05)

09/04/2018 -

Defesa de Lula tem até 23 de abril para recorrer a STJ e STF contra condenação no caso do triplex

Prazo passou a contar à 0h desta segunda. Recursos terão de ser protocolados na segunda instância e caberá à vice-presidente do TRF-4 decidir se serão enviados aos tribunais superiores.

09/04/2018 -

PT anuncia transferência simbólica da sede do partido para Curitiba

Segundo o partido, mudança vai fazer com que as decisões sejam discutidas e divulgadas pelas lideranças na capital paranaense. Fisicamente, sede segue em São Paulo.

09/04/2018 -

''Manda esse lixo janela abaixo''; áudio durante voo de Lula para Curitiba entra na frequência do aeroporto de Congonhas

FAB confirmou a autenticidade da gravação e diz que não foi de controladores de voo; especialistas dizem que é quase impossível identificar autoria das ofensas.

09/04/2018 -

Polícia indicia ex-vereador de Diadema por agressão a empresário em frente ao Instituto Lula

Manoel Eduardo Marinho, conhecido como Maninho, e o filho dele foram indiciados após confusão quando mandado de prisão de Lula foi expedido. Vítima passou por cirurgia e estado de saúde é estável.

09/04/2018 -

PF apura conduta de delegado que postou no Facebook que ''é hora'' de prender Temer, Alckmin e Aécio

Após repercussão, delegado fez nova postagem, dizendo que ''é opinião exclusivamente pessoal como cidadão'' e ''indignado'' com corrupção.

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora