Prefeito de MT é condenado a perda da função pública após ação do MPE

O gestor terá que pagar ao município, o valor correspondente a 100 vezes a sua remuneração mensal.

27/02/2017 - 22:03:49

   

Justiça julgou procedente ação civil pública proposta pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso e condenou o prefeito de Alto Taquari, Lairto João Sperandio, a perda da função pública por atos recorrentes de improbidade administrativa.

O gestor teve, ainda, os seus direitos políticos suspensos pelo prazo de cinco anos e terá que pagar ao município, a título de multa civil, o valor correspondente a 100 vezes a sua remuneração mensal recebida à época dos fatos.

Conforme a sentença, o prefeito está proibido de contratar com o poder público ou receber benefícios fiscais, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de três anos. A decisão é passível de recurso.

Segundo o Ministério Público, a condenação refere-se a fatos ocorridos no ano de 2007, quando Sperandio também estava à frente da Prefeitura. Na ocasião, o município firmou contrato com a empresa M.A Fortes Vano – ME relativo à construção do centro de convivência do idoso. Ocorre que, apenas parte dos serviços foi licitada, o que caracterizou fragmentação de despesa e dispensa de licitação sem amparo legal.

Tal fato não se confunde com mera distração ou erro material, ao revés, configura nítido dolo em afrontar os princípios da administração pública Consta nos autos, que a construção do centro custou R$ 99.300,00, dois quais apenas R$ 84.300,00 foram licitados. Os R$ 15 mil restantes não foram objeto de licitação.

Na sentença, o juiz de Direito, Pedro Flory Diniz Nogueira, ressalta que ficou evidente a intenção do gestor em mascarar a ilegalidade da fragmentação.

“Ora, o dolo é claro, porquanto se mudou a classificação da despesa para que não fosse percebida a fragmentação da licitação. Tal fato não se confunde com mera distração ou erro material, ao revés, configura nítido dolo em afrontar os princípios da administração pública”, destacou o magistrado.

Foi comprovado ainda, conforme o MPE, que o gestor realizou pagamentos antecipados à empresa M.A Fontes Vano.

Dois cheques foram emitidos antes mesmo do julgamento do certame e adjudicação do serviço licitado.

“A inobservância das regras da legalidade e moralidade dos atos do gestor da coisa pública, independente do valor nominal do patrimônio agredido ou dilapidado, faz gerar na sociedade prejuízo incalculável, criando a presunção de que qualquer cidadão poderá, também, desrespeitar as leis vigentes, porque o contribuinte é inspirado no modelo apresentado pelo prefeito”, destacou o magistrado, em um trecho da sentença.

MT Agora - A Tribuna MT

Mais Noticias

Segurança Pública

Diretor Geral da Policia Civil, sinaliza favorável aos requerimentos de parlamentares

Hospital 13 de Maio

Vereadora participa de campanha sobre câncer de mama

Articulação Política

Parlamentar busca mais infraestrutura para o município.

Família

Reunião em prol da família acontece no bairro Jardim Carolina

18/10/2017 -

Vereadora sugere construção de nova unidade do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas – CAPS no município

Em Sorriso 170 pacientes são atendidos e inseridos nas três modalidades de tratamento: Intensiva, Semi-Intensiva e Não Intensiva.

18/10/2017 -

Vereadores defendem implantação da Central de Interpretação de Libras em Sorriso

O pedido leva em consideração o fato de que o governo federal vem, desde 2013, implantando a CIL em diversas cidades brasileiras por meio da cooperação e articulação com estados e municípios.

18/10/2017 -

Projeto de Lei aprovado dispensa autenticação de documentos em órgãos públicos municipais

o projeto prevê medidas desburocratizantes na recepção de documentos por órgãos públicos e entidades da administração direta, autárquica e funcional do município de Sorriso.

18/10/2017 -

Após conquistas em campeonatos, Biciclube de Sorriso receberá Moção de Aplauso

Destaque do belíssimo trabalho esportivo em modalidade de bicicross, realizado no munícipio pela AERBIS

18/10/2017 -

Vereador volta a cobrar a implantação de ciclovias em Sorriso

O Município precisa investir no trânsito e deve começar pela construção de ciclovias, a exemplo de Lucas do Rio Verde.

18/10/2017 -

Em distrito, vereadores conhecem demandas da comunidade

Conforme os vereadores, todas as reivindicações serão encaminhadas ao Poder Executivo. Crianças do Cemeis brincam no pátio por não haver um local apropriado

18/10/2017 -

Campeã do Sul-americano de Atletismo receberá Moção de Aplauso do Legislativo

O título veio após várias disputas nos Jogos Sul-americanos da Juventude em Santiago, realizados no Chile

18/10/2017 -

Câmara concede Moção de Aplauso ao Lions Clube de Sorriso

A moção é uma forma de reconhecimento pelos relevantes serviços que a entidade presta à sociedade sorrisense

17/10/2017 -

Senado derruba decisão do STF que mandou afastar Aécio Neves do mandato

Placar foi de 44 votos pró-Aécio e 26 contra. Senador acusado de receber propina de empresário – ele nega – necessitava de pelo menos 41 votos para retomar o mandato.

17/10/2017 -

Veja como votou cada senador na sessão que derrubou afastamento de Aécio

Por 44 votos a 26, senadores derrubaram decisão da Primeira Turma do Supremo; eram precisos 41 votos. Com isso, senador do PSDB poderá retomar mandato no Senado.

17/10/2017 -

Em carta a senadores, Aécio diz que é inocente e alvo de violência

Afastado do mandato por decisão da Primeira Turma do STF, tucano enviou carta aos colegas se dizendo alvo de ''ardilosa trama construída por agentes públicos ligados à Procuradoria Geral''.

17/10/2017 -

Defesa de Dilma usará depoimento de Funaro para pedir anulação de impeachment

Advogado da presidente e ex-ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo divulgou nota nesta segunda-feira (16).

17/10/2017 -

Reforma eleitoral abre espaço para propaganda paga em sites

O tema levanta reflexões de especialistas na área de tecnologia e comunicação.

17/10/2017 -

Partido pede para Supremo anular fundo eleitoral aprovado na reforma política

PSL diz no pedido que recursos para compor fundo serão retirados da saúde e da educação. Projeto prevê cerca de R$ 1,7 bilhão de recursos públicos para campanhas.

17/10/2017 -

Maluf diz que Janot fez ''terrorismo'' e defende Temer: ''todos pediram recursos''

Em discurso na CCJ, deputado disse que acusações de ex-PGR contra o presidente não têm base legal: ''Todos pediram recursos. Eu pedi e Michel Temer pediu. Mas de acordo com a lei'', disse.

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora