Forças Armadas

Presidente Bolsonaro acompanha troca de comando do Exército

General Edson Leal Pujol entra no lugar de Eduardo Villas Bôas, que comandou a força nos últimos quatro anos.

11 de Janeiro de 2019 as 21h 54min

Comando do Exército foi transmitido pelo general Eduardo Villas Bôas, que ocupou o cargo por quatro anos - Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente da República, Jair Bolsonaro, participou nesta sexta-feira (11) da transmissão do comando do Exército, em Brasília. Comandante da força nos últimos quatro anos, o general Eduardo Villas Bôas será sucedido pelo general Edson Leal Pujol.

Responsável por garantir a soberania nacional e o cumprimento da lei e da ordem, o Exército brasileiro realiza as operações terrestres no País, como proteger as fronteiras e coordenar ações de defesa quando necessário. O comandante do Exército responde ao presidente da República.

Durante o discurso de despedida, lido por um oficial, Villas Bôas destacou a ação do Exército no último ano para garantir a estabilidade institucional e disse que a força é importante para o desenvolvimento científico e social. "Sinto-me feliz em passar o comando do Exército a um profissional que elevará o desempenho das Forças Armadas, com base na eficiência tecnológica e na interação com a sociedade", afirmou.

Novo comandante

Nascido em Porto Alegre, o comandante Pujol ingressou no Exército em 1971 e serviu posteriormente nos Comandos Militares da Amazônia e do Sul. Foi analista da Área Internacional, chefe de Divisão e subchefe no Centro de Inteligência do Exército. Antes de assumir o comando do Exército, atuava como chefe do Departamento de Ciência e Tecnologia em Brasília. Ao longo dos 48 anos de serviço militar, foi agraciado com 59 medalhas nacionais e 10 condecorações internacionais.

Fonte: Planalto

COMENTARIOS

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

COTAÇÃO