Relator de denúncia contra Temer contesta críticas e se diz ''pronto para enfrentar quem quer que seja''

Bonifácio de Andrada responde críticas e disse que seu parecer, favorável a Temer, tem embasamento jurídico. Discussão e votação do texto devem ocorrer na semana que vem.

11/10/2017 - 18:29:50

   

Bonifácio de Andrada durante a leitura do relatório na CCJ (Foto: Reprodução/TV Globo)

O deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), relator na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer, contestou nesta quarta-feira (11) as críticas da oposição sobre o seu parecer, que recomenda a rejeição da acusação. Ele disse estar pronto para “enfrentar quem quer que seja para debater a questão”.

Temer foi denunciado pela Procuradoria Geral da República (PGR) por obstrução à Justiça e organização criminosa. Também foram acusados de integrarem a organização criminosa os ministros Moreira Franco (Secretaria-Geral) e Eliseu Padilha (Casa Civil).

“Todos os pontos de vista que eu coloquei no relatório eu estou pronto para enfrentar quem quer que seja para debater a questão, porque tudo dentro das normas jurídicas e do bom senso jurídico”, afirmou o parlamentar.

Bonifácio apresentou o seu relatório na terça-feira (10), mas houve um pedido de vista (mais prazo para análise) e a discussão e votação ficarão para a semana que vem.

Na reunião da comissão, deputados oposicionistas, diante do parecer favorável a Temer, comentaram em tom de ironia que a defesa do presidente nem precisaria se manifestar mais.

Nesta quarta, Bonifácio de Andrada saiu em defesa do seu parecer. “A pessoa não leu meu relatório. Meu relatório é extenso e tem uma parte técnica, mas também tem uma parte político-jurídica”, afirmou.

Para ele, essa segunda denúncia contra Temer “é mais política” e procura “mais enfraquecer o presidente da República do que trazer dados jurídicos ao chefe de Estado”.

O argumento de Bonifácio é que a acusação feita pela PGR também se refere a fatos anteriores a 2016.

“De acordo com a Constituição, o presidente da República só pode ser acusado e processado por fatos durante o seu governo, durante o seu mandato. E ele começou em 2016. Mas, estranhamente, a procuradoria da República mandou aqui um documento, uma denúncia que envolve fatos de 2002, 2003, 2004, quando o Michel Temer não era presidente. De modo que é um relatório um pouco estranho. A acusação em si não tem maiores fundamentos”, disse.

Em seu relatório, o deputado fez duras críticas ao Ministério Público Federal, afirmando que a denúncia faz ataques generalizados a políticos do país, sem apresentar provas concretas. Disse ainda que as ações da PGR têm adotado um tom “policialesco”, com o apoio da imprensa.

O parecer ainda passará por votação na CCJ, antes de seguir para o plenário principal da Câmara.

Pela Constituição, para que o Supremo Tribunal Federal (STF) decida se processa o presidente e os ministros, é exigida a autorização da Câmara.

Críticas ao Supremo

O relator também fez críticas ao STF. Ele disse que a Corte não é uma "casa de santos" e que os ministros cometem erros.

Questionado pela reportagem a que decisões do Supremo se referia, Bonifácio citou o caso do deputado Celso Jacob (PMDB-RJ), condenado a prisão por falsificar documento público, mas autorizado a deixar o presídio durante o dia para atuar como deputado. "Isso é uma coisa estranha e absurda", opinou Bonifácio.

“Eu faço algumas observações [no parecer] contrárias ao comportamento do Supremo Tribunal Federal. O Supremo Tribunal Federal merece todo o meu respeito, mas ali não é uma casa de santos, nem tampouco uma casa de pessoas celestiais. Tem erros e a gente pode demonstrar esses erros”, disse nesta quarta.

Indagado se considerava que a Corte errou em algum momento em relação à Operação Lava Jato, o relator negou e desconversou, dizendo que a operação é uma “coisa complicada” e que ele acompanhou os desdobramentos das investigações apenas pela imprensa.

MT Agora - G1

Mais Noticias

Delação De Funaro

Advogado de Temer diz que ''jamais'' quis imputar prática de crime a Rodrigo Maia

Delação De Funaro

Presidente da Câmara chama advogado de Temer de ''incompetente''

Delação De Funaro

Ministro Moreira Franco diz que delação de Funaro foi ''encomenda remunerada'' de Janot a Joesley

Delação De Funaro

Defesa de Temer vê ''criminoso vazamento'' de vídeos da delação de Funaro

15/10/2017 -

Funaro diz que Cunha pediu R$ 1 milhão para ''comprar'' votos a fim de aprovar impeachment de Dilma

Doleiro disse que repassou dinheiro e que o então presidente da Câmara queria garantir que a petista fosse afastada do cargo. Cunha desafiou Funaro a provar conteúdo da delação.

15/10/2017 -

Acordo de delação de Funaro prevê pagamento de multa de R$ 45 milhões e 2 anos de prisão em regime fechado

Operador de políticos do PMDB, o doleiro terá 5 anos para pagar a multa. Além dos 2 anos na cadeia, ele também ficará detido em prisão domiciliar e prestará serviços à comunidade.

15/10/2017 -

Ao contrário do que diz Temer, vídeos de Lúcio Funaro não foram vazados e estão disponíveis no site da Câmara

Trechos dos depoimentos da delação premiada do doleiro começaram a ser divulgados na sexta. Ele acusa a existência de um suposto esquema de propina envolvendo o presidente.

15/10/2017 -

Funaro relata propina, pedido de Temer e empréstimo de helicóptero para campanha de Chalita em 2012

Doleiro afirmou ao MPF que presidente solicitou, por meio de Eduardo Cunha, doações para candidato do PMDB à prefeitura de São Paulo. Segundo ele, propina abasteceu a campanha.

15/10/2017 -

Funaro detalha divisão de propina em esquema que teria beneficiado Moreira e Cunha

Segundo doleiro, o atual ministro da Secretaria-Geral e o ex-presidente da Câmara recebiam dinheiro para facilitar liberação de recursos do FGTS. Os dois negam e acusam Funaro de mentir.

14/10/2017 -

Presidente da Casa de Leis de Sorriso realiza reunião com empresários do Bairro Verdes Campos

O objetivo da reunião foi ouvir dos empresários que possuem empreendimentos nesta localidade as necessidades que o bairro possui.

13/10/2017 -

Governo sanciona lei que prevê reajuste de até 15% em dois anos para agentes fazendários de MT

Agentes de arrecadação fazendária também irão contar com pagamento mensal de verba indenizatória. Lei foi publicada no Diário Oficial do Estado.

13/10/2017 -

Funaro diz que Yunes tinha ''certeza'' de que estava repassando dinheiro em envelope

Em vídeos divulgados pelo jornal ''Folha de S.Paulo'', doleiro fez acusações contra Michel Temer, Eduardo Cunha e peemedebistas. José Yunes nega e diz que vai processar Funaro.

13/10/2017 -

''Battisti quebrou a confiança do Brasil'', diz ministro da Justiça sobre decisão de extraditar italiano

Em entrevista à BBC Brasil, Torquato Jardim diz que ida de Cesare Battisti à Bolívia com mais de R$ 10 mil é ''fato novo'' que justifica extradição. Acusado nega que tivesse tentado fugir e diz que dinheiro não era todo dele.

13/10/2017 -

PT recua e Aécio fica com margem apertada para voltar

Senador tucano precisa de 41 votos para anular seu afastamento do cargo

11/10/2017 -

Defesa de Lula apresenta mais recibos de pagamento de aluguéis de imóvel investigado na Lava Jato

Ex-presidente é acusado de receber apartamento como propina da Odebrecht. Advogados disseram que possuem os recibos originais e pediram uma audiência com o juiz Sérgio Moro para entregá-los.

11/10/2017 -

Vereadores de Lucas aprovam nova estrutura administrativa e garantem mais direitos aos servidores

Entre as principais mudanças no regime de previdência, está o reconhecimento das uniões estáveis, das relações homoafetivas e a garantia da licença maternidade aos pais de filhos adotados, independente, da idade do adotado.

10/10/2017 -

Vereadores de Lucas aprovam a destinação de mais de R$ 1 milhão para obras de infraestrutura

Os recursos serão investidos na manutenção de pontes, estradas vicinais pavimentadas e na elaboração de projetos para o aeroporto.

10/10/2017 -

Vereadores de Lucas aprovam R$ 3.5 milhões para a construção de escola e reforma de quadra esportiva

A nova escola da rede estadual será construída no Loteamento Dalmaso e irá atender os moradores dos bairros, Bandeirantes, Parque das Emas, Téssele Junior e Dalmaso.

10/10/2017 -

Nova ''troca de farpas'' entre vereadores marca a sessão na Câmara de Lucas do Rio Verde

O motivo da discussão desta vez foi o projeto de autoria do executivo atendendo a indicação dos vereadores Marcos Paulista e Marcia Pelicioli, o qual autorizava a Prefeitura Municipal a ceder 12 tendas de propriedade da municipalidade as igrejas católicas

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora