Relator de denúncia contra Temer contesta críticas e se diz ''pronto para enfrentar quem quer que seja''

Bonifácio de Andrada responde críticas e disse que seu parecer, favorável a Temer, tem embasamento jurídico. Discussão e votação do texto devem ocorrer na semana que vem.

11/10/2017 - 18:29:50

   

Bonifácio de Andrada durante a leitura do relatório na CCJ (Foto: Reprodução/TV Globo)

O deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), relator na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer, contestou nesta quarta-feira (11) as críticas da oposição sobre o seu parecer, que recomenda a rejeição da acusação. Ele disse estar pronto para “enfrentar quem quer que seja para debater a questão”.

Temer foi denunciado pela Procuradoria Geral da República (PGR) por obstrução à Justiça e organização criminosa. Também foram acusados de integrarem a organização criminosa os ministros Moreira Franco (Secretaria-Geral) e Eliseu Padilha (Casa Civil).

“Todos os pontos de vista que eu coloquei no relatório eu estou pronto para enfrentar quem quer que seja para debater a questão, porque tudo dentro das normas jurídicas e do bom senso jurídico”, afirmou o parlamentar.

Bonifácio apresentou o seu relatório na terça-feira (10), mas houve um pedido de vista (mais prazo para análise) e a discussão e votação ficarão para a semana que vem.

Na reunião da comissão, deputados oposicionistas, diante do parecer favorável a Temer, comentaram em tom de ironia que a defesa do presidente nem precisaria se manifestar mais.

Nesta quarta, Bonifácio de Andrada saiu em defesa do seu parecer. “A pessoa não leu meu relatório. Meu relatório é extenso e tem uma parte técnica, mas também tem uma parte político-jurídica”, afirmou.

Para ele, essa segunda denúncia contra Temer “é mais política” e procura “mais enfraquecer o presidente da República do que trazer dados jurídicos ao chefe de Estado”.

O argumento de Bonifácio é que a acusação feita pela PGR também se refere a fatos anteriores a 2016.

“De acordo com a Constituição, o presidente da República só pode ser acusado e processado por fatos durante o seu governo, durante o seu mandato. E ele começou em 2016. Mas, estranhamente, a procuradoria da República mandou aqui um documento, uma denúncia que envolve fatos de 2002, 2003, 2004, quando o Michel Temer não era presidente. De modo que é um relatório um pouco estranho. A acusação em si não tem maiores fundamentos”, disse.

Em seu relatório, o deputado fez duras críticas ao Ministério Público Federal, afirmando que a denúncia faz ataques generalizados a políticos do país, sem apresentar provas concretas. Disse ainda que as ações da PGR têm adotado um tom “policialesco”, com o apoio da imprensa.

O parecer ainda passará por votação na CCJ, antes de seguir para o plenário principal da Câmara.

Pela Constituição, para que o Supremo Tribunal Federal (STF) decida se processa o presidente e os ministros, é exigida a autorização da Câmara.

Críticas ao Supremo

O relator também fez críticas ao STF. Ele disse que a Corte não é uma "casa de santos" e que os ministros cometem erros.

Questionado pela reportagem a que decisões do Supremo se referia, Bonifácio citou o caso do deputado Celso Jacob (PMDB-RJ), condenado a prisão por falsificar documento público, mas autorizado a deixar o presídio durante o dia para atuar como deputado. "Isso é uma coisa estranha e absurda", opinou Bonifácio.

“Eu faço algumas observações [no parecer] contrárias ao comportamento do Supremo Tribunal Federal. O Supremo Tribunal Federal merece todo o meu respeito, mas ali não é uma casa de santos, nem tampouco uma casa de pessoas celestiais. Tem erros e a gente pode demonstrar esses erros”, disse nesta quarta.

Indagado se considerava que a Corte errou em algum momento em relação à Operação Lava Jato, o relator negou e desconversou, dizendo que a operação é uma “coisa complicada” e que ele acompanhou os desdobramentos das investigações apenas pela imprensa.

MT Agora - G1

Mais Noticias

No STF

Jair Bolsonaro pede ao STF para ser absolvido da acusação de racismo

''Funcionário Fantasma''

Assembleia Legislativa de MT é intimada a explicar pagamento de salário de R$ 13 mil a servidor que teria morrido há 28 anos

Nos 5 Primeiros Meses De 2018

Pensões pagas a ex-deputados e parentes nos primeiros 5 meses deste ano custaram R$ 7,1 milhões aos cofres públicos de MT

Visita

Presidenciável Henrique Meirelles se reúne com lideranças em Cuiabá nesta 2ª

23/06/2018 -

Ex-deputado José Riva condenado por desvio de quase R$ 40 milhões recebe R$ 25 mil por mês de pensão

José Riva foi presidente da ALMT e condenado por esquema de desvio no órgão. Nos cinco primeiros de 2018, ele já recebeu R$ 129,5 mil do Fundo de Assistência Parlamentar (FAP).

23/06/2018 -

''A vergonha é verde e amarela'', diz post do governo sobre assédio

Mensagens fazem referência a caso ocorrido com brasileiros na Rússia

20/06/2018 -

MP Eleitoral apura impulsionamento de postagens de pré-candidatos em MT e solicita informações às redes sociais

Facebook, Instagram e Twitter devem informar sobre a contratação de serviço de impulsionamento de postagens em favor de pré-candidatos.

20/06/2018 -

Lucas: Vereadores aprovam atualização de programa de incentivo a atração de novos empreendimentos

O objetivo é estender os benefícios fiscais para os empresários interessados em ampliar os empreendimentos.

20/06/2018 -

Líder do PDT confirma Pivetta como vice de Mendes ao Governo

Zeca Viana diz acreditar que com os dois ex-prefeitos no Paiaguás Estado ''entrará nos trilhos''.

19/06/2018 -

Lucas: Trabalhadores da educação decidem em assembleia pelo fim da greve

A retomada do diálogo e a volta as aulas nesta quarta-feira (20), foi possível graças ao trabalho do presidente da Câmara, vereador Mano, com o apoio do vereador Marcos Paulista.

19/06/2018 -

Lucas: Vereadores derrubam veto do prefeito e mantêm projeto Dose uma Vida

O projeto tem como objetivo incentivar a população a doar os medicamentos não utilizados, destinando as famílias carentes.

19/06/2018 -

Lucas: Vereadores aprovam a destinação de recursos ao Conselho Comunitário de Segurança

Serão destinados R$ 200 mil. O valor será investido no custeio de ações de segurança pública, organizadas pelo Conseg

18/06/2018 -

TCE aprova por unanimidade contas de Governo Taques de 2017

O Tribunal de Contas do Estado aprovou, por unanimidade, as contas do Governo de Mato Grosso referentes ao ano de 2017, nesta segunda-feira (18.06).

18/06/2018 -

No Paraguai, Temer defende acordos do Mercosul com União Europeia e Aliança do Pacífico

Presidente participou de reunião de cúpula do Mercosul, realizada nesta segunda (18) em Assunção. Ele também falou sobre a crise na Venezuela e a ameaça do crime organizado para os países do continente.

18/06/2018 -

Temer diz que governo vai esperar decisão do STF sobre fretes

Temer acrescentou que o governo vai obedecer à decisão do Supremo. Ele também avaliou que a posição do Conselho de Administrativo Econômico (Cade), contrária ao tabelamento, não irá atrapalhar a solução da questão.

18/06/2018 -

Funcionário da OAS diz que gerente o convocou para reforma no ''sítio do presidente Lula''

Misael de Jesus Oliveira afirmou à Justiça que executou obras do sítio em Atibaia, atribuído ao ex-presidente Lula, com dinheiro da OAS. Ele diz ter atendido a pedidos da ex-primeira dama Marisa Letícia.

18/06/2018 -

PF indicia ex-procurador Marcelo Miller e empresário Joesley Batista por corrupção

O indiciamento aconteceu no âmbito do processo que apura se Joesley Batista, Francisco de Assis e as advogadas tentaram corromper Miller enquanto ele atuava no Ministério Público.

18/06/2018 -

Temer sanciona lei que permite venda direta do óleo do pré-sal

A venda será feita pela estatal Pré-Sal Petróleo S/A (PPSA), que poderá negociar diretamente com outras empresas a parte de óleo devida à União, tendo como base o regime de partilha, vigente desde 2010.

18/06/2018 -

Ministério da Segurança Pública está na pauta do Senado de terça-feira

A nova pasta absorve algumas atribuições antes vinculadas ao Ministério da Justiça.

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora