Política

Silval: "A Dilma não pode desprezar o sentimento de mudança"

Governador analisou a reeleição da presidente e sua importância para Mato Grosso

País Dividido | 27 de Outubro de 2014 as 11h 37min
MT Agora - Mídia News

O governador Silval Barbosa (PMDB) avaliou a vitória apertada da presidente Dilma Rousseff (PT) como um “sinal de alerta”, que precisa ser considerado imediatamente na condução política e administrativa do país.

Ele considerou que o resultado das urnas mostrou um “país dividido”. Dilma venceu Aécio Neves (PSDB) por uma diferença de 4,3 milhões de votos.

“A votação foi praticamente meio a meio. Todas as luzes de alerta foram acessas e creio que a presidenta Dilma não pode ignorar isso. O sentimento de mudança foi muito forte e espero que ela use isso para se orientar daqui pra a frente, Isso não pode ser desprezado”, afirmou.

Aliado do Governo Federal, Silval disse que espera que a presidente reeleita concentre esforços nas reformas política, tributária e trabalhista.

“O Brasil clama pelas reformas e ela tem credibilidade para começar a fazê-las. A questão tributária é um problema seríssimo; a trabalhista também. Na questão tributária, é preciso limpar os entraves da legislação", disse.

"A reforma política também é urgente. Ninguém agüenta mais essas eleições de dois em dois anos. É preciso unificar as eleições. Acho que é importante acabar com a reeleição, fazendo um mandato de 5 anos para os cargos de Executivo. Do jeito que está, daqui a seis meses já começa, de novo, as articulações para a eleição para prefeito”, afirmou.

Segundo ele, o processo eleitoral, como está, gera um custo “muito alto” para o país. 

“Se unificar as eleições para presidente, governador e prefeito, vai haver mais economia. Mais racionalidade. É preciso acabar, também, com um monte de partidos que só existem para especular em época de eleição”, disse. 

Reeleição importante

Na reta final de seu mandato, Silval Barbosa considerou importante a reeleição da presidente para Mato Grosso.

“Espero que ela continue a dar ao nosso Estado o tratamento que tem dado. Conseguimos, depois de tantos anos, abrir frentes importantes na questão logística, como as saídas BR-163, da 158 e da 242. A questão da ferrovia que chegou a Rondonópolis, e estava estagnada em Alto Araguaia; a duplicação da BR-163, a extensão da Universidade Federal, enfim, muito se avançou nesses anos com o apoio do Governo Federal. Em síntese, a Dilma sabe do que Mato Grosso precisa”, disse.

COMENTARIOS

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

TEMPO AGORA

Hoje, Domingo

Lucas do Rio Verde, MT

Tempestades

27º

COTAÇÃO