Silval nega acordo de delação, mas diz que vai confessar crimes

Ex-governador do Estado afirma que nova postura é fruto de "reflexão" e orientação da família

23/04/2017 - 10:30:58

   

Em uma carta aberta divulgada por seus advogados, no sábado (22), o ex-governador Silval Barbosa (PMDB) negou que esteja fechando um acordo de colaboração premiada com o Ministério Público Estadual. Entretanto, admitiu, pela primeira vez, que irá “confessar” ilícitos de sua gestão no Palácio Paiaguás.

A carta do peemedebista é uma reação às notícias veiculadas ao longo desta semana, na imprensa, dando conta de que ele estaria em fase avançada de tratativas. Segundo as informações, entre as provas que poderiam ser juntadas ao acordo, estariam gravações e vídeos, feitos pelo próprio político, que governou o Estado entre os anos de 2010 e 2014.

Silval negou, na carta, ter procurado o Ministério Público com a intenção de delatar ou que tenha feito gravações em seu gabinete.

“Reafirmo, desta vez pessoalmente, que não estou fazendo qualquer acordo, nunca procurei o Ministério Público com esse propósito e nunca me foi sequer oferecido qualquer benefício. Também informo que nunca fiz qualquer tipo de gravação, bem como não apontei quaisquer das pessoas já mencionadas em matérias como tendo praticado ilícito”, disse.

O ex-governador disse, entretanto, que irá assumir suas responsabilidades após refletir e se orientar com sua família.

“Ressalto que neste período de um ano e oito meses de prisão, após muito refletir e me orientar com minha família, resolvi adotar, a partir deste momento, postura processual diversa. Assumirei minhas responsabilidades perante o Poder Judiciário, confessando fatos pontuais naqueles processos que eu realmente tenha praticado ilícitos penais”, afirmou.

Por fim, Silval diz que continuará se defendendo de “acusações injustas” e que continuará usando o direito ao silêncio nos inquéritos criminais.

“Ressalto que a postura de confessar determinados fatos não se confunde com delatar pessoas. Tenho a consciência de que sempre colaborei com as investigações e processos, já que ninguém, absolutamente ninguém, pode dizer que pratiquei qualquer conduta de obstrução”, disse.

“Agora, com essa nova postura, passarei a colaborar com a verdade, exercendo, na maior amplitude, os direitos processuais que me são facultados pela Constituição da República”, completou.

Acusações
Segundo as acusações do Ministério Público, o ex-governador Silval Barbosa seria o chefe de uma organização criminosa que contava com diversos agentes públicos, como ex-secretários e ex-presidentes de autarquias e órgãos da administração pública.

Ele já foi alvo de cinco mandados de prisão e está detido, desde setembro de 2015, no Centro de Custódia de Cuiabá (CCC).

Desde que foi preso, o político nega todas as acusações.

Veja a íntegra da carta:



 

MT Agora - Douglas Trielli | Mídia News

Mais Noticias

Presidente Denunciado

Maioria do STF vota pelo envio à Câmara de denúncia contra Temer

Esquema De Grampos

Secretário de Segurança de MT deve ser afastado e usar tornozeleira por suspeita de prejudicar investigação

Novo Fórum

Vereadores garantem a construção do Fórum e obras de infraestrutura serão de responsabilidade do loteador

Desconforto

Manifestação da OAB em rede social causa “desconforto” com Vereadores

19/09/2017 -

Doação de terreno para a construção do novo Fórum será votada hoje

A sessão extraordinária está marcada para às 10h. Também serão votadas duas emendas que estabelecem novas regras para a execução de obras de infraestrutura em eixos estruturantes

19/09/2017 -

Vereadores aprovam projeto que institui a Campanha Municipal de Prevenção ao Suicídio

De autoria do médico e vereador Dr. Wagner Godoy, a proposta tem como objetivo discutir, orientar e prevenir o suicídio no município

14/09/2017 -

Assembleia Legislativa é alvo de busca e apreensão em grande operação da Polícia Federal

Vários mandados de prisão, condução coercetiva e busca e apreensão estão sendo cumpridos neste momento em Cuiabá.

14/09/2017 -

Polícia Federal faz buscas na casa do deputado Zé Domingos em Sorriso

Provas estão sendo procuradas na residência do parlamentar denunciado por Silval Barbosa

14/09/2017 -

PF cumpre mandado de busca no apartamento de Blairo Maggi em Brasília

Diligência foi cumprida a pedido da Procuradoria Geral da República. Ex-governador de MT afirmou, em delação premiada, que ministro da Agricultura participou de esquema de corrupção no estado.

13/09/2017 -

''Eu vi Palocci mentir aqui'', diz Lula a Moro

Ex-presidente foi ouvido por 2h10 nesta quarta (13) em ação que investiga se ele recebeu propina da Odebrecht. Lula disse que Palocci é ''calculista e frio'' e que só citou o nome dele para conseguir redução de pena.

13/09/2017 -

Lula é ''dissimulado'' e mudou de opinião após Palocci ter resolvido ''falar a verdade'', diz advogado de ex-ministro

Ex-presidente disse que Palocci mentiu à Justiça.

13/09/2017 -

Funaro: Temer e Cunha ''confabulavam diariamente'' para ''tramar'' impeachment de Dilma Rousseff

Informação consta do acordo de delação premiada do homem apontado como operador financeiro de propinas do PMDB. G1 procurou assessoria de Temer e defesa de Cunha; saiba respostas.

13/09/2017 -

Lula depõe a Sérgio Moro em processo da Lava Jato no Paraná

Ex-presidente é réu em ação penal que o acusa de receber propina da Odebrecht; esta é a segunda vez que ele é ouvido por Sérgio Moro.

13/09/2017 -

PF prende Wesley Batista, irmão de Joesley e sócio da JBS

Ele foi preso na investigação do uso de informações privilegiadas para lucrar no mercado financeiro.

12/09/2017 -

Ministro manda investigar Temer por corrupção e lavagem

Procedimento vai apurar suspeitas de que presidente teria atuado para beneficiar empresa

12/09/2017 -

Joesley Batista diz que tentou barrar Lava Jato com políticos

Ele disse que conversou mais com Ciro Nogueira, Eduardo Cunha e Michel Temer, nos últimos 3 anos

12/09/2017 -

''Facínoras roubam do país a verdade'', diz Planalto sobre acusações contra Temer

Secretaria de Comunicação Social da Presidência divulgou nota nesta terça (12), um dia depois de a PF apontar que Michel Temer tinha voz de comando em organização criminosa do PMDB da Câmara.

12/09/2017 -

Governadores querem resolver com União pendências da Lei Kandir

Os governadores alegam que deixam que receber o Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) dos produtos primários e commodities, mas, em contrapartida, não ocorre a compensação prevista em lei pela União.

12/09/2017 -

Câmara de Vereadores de Lucas aprova três projetos e uma Moção de Aplausos

Entre os projetos, está o que torna de ''utilidade pública'' em âmbito municipal, a Associação de Moradores do Bairro Bandeirantes.

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora