Sorriso: Vereadores pedem ao estado que recontrate profissionais dispensados pelo INDSH

O problema que preocupa os servidores são as férias vencidas, décimo terceiro proporcional e multa de 50% sobre o FGTS em razão da demissão sem justa causa, pois a classe acredita que não receberá os valores.

01/11/2017 - 17:53:42

   

Os vereadores Bruno Delgado (PMB) e Damiani na TV (PSC) estiveram na tarde de ontem (31), reunidos com o Secretário da Casa Civil de MT, Max Russi, juntamente com os deputados estaduais, Mauro Savi e Zé Domingos, com o presidente do Sindicato dos trabalhadores em estabelecimentos de saúde de Mato Grosso, Dejamir Souza Soares, e o advogado do sindicato Warley Borges e quatro profissionais do Hospital Regional de Sorriso.

O assunto em pauta abordado pelos vereadores foi à demissão em massa realizada pelo Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH), que demitiu funcionários contratados em diversos hospitais regionais de MT. O problema que preocupa os servidores são as férias vencidas, décimo terceiro proporcional e multa de 50% sobre o FGTS em razão da demissão sem justa causa, pois a classe acredita que não receberá os valores.

Os parlamentares apresentaram diversas demandas, e ao mesmo tempo, solicitaram do Secretário da Casa Civil, Max Russi, para que através da SES- Secretaria de Estado e Saúde, realize a contratação dos 218 servidores dispensados pelo INDSH, para estado, e que seja mantido os mesmos cargos, funções e salários. Segundo o vereador Damiani, Max por sua vez, disse que verá a possiblidade de contratação dos profissionais que já estão lá

Os vereadores pediram ainda, que o estado antes de fazer qualquer repasse dos recursos para quitação do contrato com o instituto, que exija a comprovação de pagamento de todas as verbas contratuais e rescisórias dos trabalhadores dispensados, e caso não haja a comprovação de pagamento, que o próprio instituto informe que não ocorreram os pagamentos aos trabalhadores, e que o estado faça os repasses aos profissionais, sem prejuízo de ajuizamento de eventual ação judicial para pleitear eventuais diferenças.

Nesta sexta-feira (03), a partir das 19h00, acontecerá no plenário da Câmara Municipal, uma reunião com os profissionais dispensados, e com o presidente do Sindicato dos trabalhadores em estabelecimentos de saúde de Mato Grosso, Dejamir Souza Soares, e o advogado do sindicato Warley Borges.

MT Agora - Ascom

Mais Noticias

Balanço Fiscal

TCE aprova por unanimidade contas de Governo Taques de 2017

Reunião De Cúpula Do Mercosul

No Paraguai, Temer defende acordos do Mercosul com União Europeia e Aliança do Pacífico

Trasporte De Cargas

Temer diz que governo vai esperar decisão do STF sobre fretes

Imóvel Em Atibaia

Funcionário da OAS diz que gerente o convocou para reforma no ''sítio do presidente Lula''

18/06/2018 -

PF indicia ex-procurador Marcelo Miller e empresário Joesley Batista por corrupção

O indiciamento aconteceu no âmbito do processo que apura se Joesley Batista, Francisco de Assis e as advogadas tentaram corromper Miller enquanto ele atuava no Ministério Público.

18/06/2018 -

Temer sanciona lei que permite venda direta do óleo do pré-sal

A venda será feita pela estatal Pré-Sal Petróleo S/A (PPSA), que poderá negociar diretamente com outras empresas a parte de óleo devida à União, tendo como base o regime de partilha, vigente desde 2010.

18/06/2018 -

Ministério da Segurança Pública está na pauta do Senado de terça-feira

A nova pasta absorve algumas atribuições antes vinculadas ao Ministério da Justiça.

18/06/2018 -

PGR pede prorrogação de inquéritos sobre Aécio Neves no STF

As investigações são relatadas pelos ministros Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes.

18/06/2018 -

Temer vai a Roraima para verificar ações de acolhimento a venezuelanos

Viagem ocorrerá nesta quinta-feira.

18/06/2018 -

Entenda por que Maia e Eunício viajam ao exterior sempre que Temer sai do país

Temer participa de reunião do Mercosul no Paraguai nesta segunda; Maia vai a Portugal e Eunício à Argentina. Cármen Lúcia assumirá a Presidência enquanto os três estiverem no exterior.

18/06/2018 -

Temer viaja, e Cármen Lúcia assume a Presidência da República pela segunda vez

Presidente do STF fica no exercício da Presidência da República até a noite desta segunda, quando Temer volta de reunião do Mercosul, no Paraguai. Presidentes da Câmara e do Senado também viajaram.

18/06/2018 -

PGR e PF querem ouvir Marcelo Odebrecht e doleiros em inquérito que investiga Temer

Raquel Dodge quer ouvir mais seis pessoas e concorda com prorrogação do inquérito. Decisão de estender a investigação caberá ao ministro Luiz Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato.

18/06/2018 -

Políticos tentam se aproveitar do clima de Copa do Mundo

Estratégia de pegar carona em eventual sucesso da Seleção em campo é tradição que se repete a cada quatro anos no Brasil

18/06/2018 -

MDB, PT e PSDB receberão quase 37% do fundo eleitoral, informa TSE

Fundo destinará R$ 1,7 bilhão aos partidos neste ano; trio terá direito a R$ 632 milhões.

18/06/2018 -

Collor investe em aproximação com Coreia do Norte

O Brasil mantém relações diplomáticas com a Coreia do Norte desde 2001

18/06/2018 -

Câmara de Vereadores de Lucas promove audiência pública para debater LDO 2019

A audiência é a oportunidade de a população conhecer e opinar sobre o planejamento do município. O encontro será nesta terça-feira, a partir das 7h30.

18/06/2018 -

Polícia Federal sugere 144 novos inquéritos após delações de Silval, irmão e filho

Deputados, conselheiros e senadores tiveram seus nomes citados e devem ser investigados por supostos casos de corrupção. As informações levantadas pela Polícia Federal em Mato Grosso foram repassadas em forma de relatório ao ministro Luiz Fux, do STF.

15/06/2018 -

Com viagens de Temer, Maia e Eunício, Cármen Lúcia assume a Presidência pela segunda vez no ano

Presidente do Supremo é a primeira na linha de sucessão presidencial depois dos presidentes da Câmara e do Senado. Em abril, ela já tinha sido presidente em exercício.

15/06/2018 -

PGR pede ao Supremo para incluir delação de Funaro em investigação sobre Temer

Inquérito apura se decreto do presidente teve objetivo de beneficiar empresas portuárias em troca de propina, o que Temer nega. Ministro Barroso, relator do caso no STF, decidirá sobre pedido.

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora