Operação Lava Jato

STF nega pedido da defesa e mantém com Moro inquéritos contra Lula

No pedido, a defesa de Lula questionou a competência do juiz federal Sergio Moro para conduzir três inquéritos contra ele no âmbito da Operação Lava Jato.

Fonte:MT Agora - Agência Brasil
09 de Setembro de 2016 as 00h 55min

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou um pedido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que investigações contra ele que estão nas mãos do juiz Sergio Moro, da Justiça Federal do Paraná, fossem suspensas e remetidas ao Supremo.

No pedido, a defesa de Lula questionou a competência do juiz federal Sergio Moro para conduzir três inquéritos contra ele no âmbito da Operação Lava Jato, alegando que os mesmos fatos apurados já são investigados pelo STF em outro inquérito que envolve pessoas com foro privilegiado.

Em maio, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu a Zavascki que incluísse Lula no inquérito do STF que apura o esquema de desvios na Petrobras. Janot disse que “pelo panorama dos elementos probatórios colhidos até aqui (...), essa organização criminosa jamais poderia ter funcionado por tantos anos e de uma forma tão ampla e agressiva no âmbito do governo federal sem que o ex-presidente Lula dela participasse”. Mais 30 pessoas foram envolvidas.

O advogado de Lula, Cristiano Zanin, usou a argumentação de Janot como elemento para comprovar a ocorrência de uma “usurpação de competência” do STF pelo juiz Sergio Moro, que nos autos haveria inclusive se referido ao ex-presidente como “arquiteto do esquema”.

Zavascki, que é relator da Lava Jato no Supremo, negou a reclamação protocolada pela defesa de Lula, afirmando que o pedido de inclusão do ex-presidente no inquérito do STF diz respeito somente à acusação de organização criminosa, “de modo que a apuração dos demais fatos relacionados ao reclamante, alusivos a possível recebimento de vantagens indevidas, permanecem no juízo da 13ª Vara Federal da Subseção Judiciária de Curitiba”.

Tentativa de embaraçar apurações

O ministro do STF lembrou que a defesa de Lula protocolou outra reclamação em que questiona a competência de Moro de fazer interceptação telefônica de conversas do ex-presidente com ministros e parlamentares. Para Zavascki, os sucessivos recursos ilustram “uma das diversas tentativas da defesa de embaraçar as apurações”.

“Apesar de esses argumentos serem objeto de análise naqueles autos, tal quadro revela a insistência do reclamante em dar aos procedimentos investigatórios contornos de ilegalidade, como se isso fosse a regra”, escreveu Zavascki ao negar o recurso.

Os três inquéritos contra Lula que tramitam na Justiça Federal do Paraná investigam se ele recebeu vantagens indevidas provenientes de empreiteiras, por meio da reforma de um sítio em Atibaia (SP), da aquisição de um apartamento no Guarujá (SP) e do pagamento de palestras.

Outro lado

O advogado de Lula, Cristiano Zanin, divulgou um posicionamento no qual afirma que Lula tem sido vítima de "clara perseguição pessoal e política". Ele acrescenta que a decisão tomada hoje (8) por Zavascki reforça a pertinência do processo aberto por Lula na Corte Internacional de Direitos Humanos da ONU, em julho, "diante da ausência de um remédio eficaz" para corrigir as "graves ilegalidades" praticadas pelo juiz Sergio Moro.

 

Confira a íntegra do comunicado: 

O STF, por meio de decisões do ministro Teori Zavascki, já reconheceu ilegalidades praticadas pelo juiz Sergio Moro na condução da Operação Lava Jato, inclusive em relação ao ex-presidente Lula. Isso ocorreu, por exemplo, no tocante à autorização dada por Moro para a divulgação de conversas interceptadas envolvendo Lula e, ainda, no tocante ao monitoramento dos advogados do ex-presidente. Lula, como qualquer cidadão, tem o direito de usar dos instrumentos legais para impugnar decisões judiciais que estão sendo proferidas no âmbito de procedimentos investigatórios que ostentam clara perseguição pessoal e política. A defesa de Lula reafirma que seu cliente é vítima de diversas outras graves ilegalidades praticadas pelo juiz Sérgio Moro e que a decisão proferida neste momento pelo STF reforça o cabimento do comunicado feito à ONU em julho, diante da ausência de um remédio eficaz para corrigi-las.


COMENTARIOS

Mais de Política

Escola Militar

Emenda garante R$ 480 mil para escolas militares; recurso contempla Lucas do Rio Verde

Meio milhão de reais não é nada perto do que realmente queremos destaca o deputado Silvio Fávero

22 de Fevereiro de 2020 as 13h51

Novo Batalhão

Com emenda de deputados, prefeitura inicia primeira fase das obras do novo Batalhão da PM em Lucas do Rio Verde

O município de Lucas do Rio Verde foi contemplado com R$ 2 milhões em emendas parlamentar para a construção do novo batalhão

22 de Fevereiro de 2020 as 13h45

Afastamento

Justiça determina o afastamento de presidente da Câmara de Campos de Júlio (MT)

Rodrigo Lemes de Paula (Pros) foi afastado e está proibido de acessar as dependências do Legislativo e do Executivo. Segundo o MP, há indícios de que ele estava tentando atrapalhar investigação.

20 de Fevereiro de 2020 as 09h07

Energia Elétrica

Fávero quer isenção de ICMS para pacientes do sistema ‘Home Care’

O proprietário do imóvel deverá requer o benefício junto ao sistema de processo eletrônico da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz).

18 de Fevereiro de 2020 as 11h31

Eleições Suplementares

Candidatos ao Senado em MT podem gastar no máximo R$ 3 milhões cada durante a campanha

A eleição suplementar acontecerá no dia 26 de abril. Vaga foi aberta depois de cassação de Selma Arruda (Podemos).

18 de Fevereiro de 2020 as 07h06

Ameaça

Vereador procura a polícia e diz que está sendo ameaçado de morte após votar pela cassação de colega em Cuiabá

Toninho de Souza conta que na noite desse domingo (16) recebeu um telefonema de um homem teria dito que é “defensor do vereador Abílio”.

18 de Fevereiro de 2020 as 07h04

Limpa Pauta

Deputados devem votar 35 vetos para limpar pauta da Assembleia Legislativa de MT

As sessões ordinárias são realizadas na terça-, quarta e quinta-feira na Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

17 de Fevereiro de 2020 as 14h38

Capital do Nortão

Fávero apresenta pacote de indicações que contemplam Sinop

Pedidos foram encaminhados ao Governo do Estado e ao DNIT.

11 de Fevereiro de 2020 as 09h13

Decisão STF

Senadora de MT cassada ingressa com ação contra decisão do STF que determinou posse de 3º colocado

Selma foi cassada pela Justiça Eleitoral por abuso de poder econômico e caixa dois na campanha eleitoral de 2018.

04 de Fevereiro de 2020 as 09h44

Aposentadoria

Deputados de MT votam alteração nas regras da aposentadoria e cota zero durante a semana

O presidente da ALMT também adiantou que os deputados precisam votar em redação final o projeto do aumento da alíquota previdenciária do funcionalismo de 11% para 14%.

04 de Fevereiro de 2020 as 09h43

Saúde

Indicação aponta necessidade de ambulância com UTI para Lucas do Rio Verde

Pedido foi encaminhado ao Governo do Estado, com cópia à Secretaria de Estado de Saúde (SES).

02 de Fevereiro de 2020 as 19h00

Senado

Toffoli manda terceiro colocado assumir vaga no Senado pelo MT até o resultado das novas eleições

Decisão valerá se Senado declarar vacância do cargo da juíza Selma Arruda, cassada no ano passado. Escolha de novo senador está marcada para 26 de abril.

02 de Fevereiro de 2020 as 09h55

Banda Larga

Fávero propõe ‘MT Conectado’ para alcançar localidades socialmente vulneráveis

Intuito, segundo o parlamentar, é desenvolver e fomentar ações que diminuam as desigualdades e dificuldades de acesso às tecnologias de informação e comunicação

30 de Janeiro de 2020 as 10h40

Artilheiro

Fávero é o único parlamentar de MT que mais teve leis sancionadas na AL

Em 11 meses de mandato, o parlamentar conseguiu sancionar 11 leis que já estão em vigor em Mato Grosso.

28 de Janeiro de 2020 as 14h30

Eleição Suplementar

Pivetta aposta em apoio de Mauro Mendes na disputa pelo Senado

A eleição já possui uma lista de pré-candidatos com pelo menos 20 postulantes

22 de Janeiro de 2020 as 15h46

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

veja +

COTAÇÃO