Vereadores aprovam novo formato de Avaliação de Desempenho Individual dos servidores

A proposta foi aprovada com duas emendas, de autoria do vereador Callai, que garantem o recebimento do retroativo, referente ao primeiro semestre deste ano

19/07/2017 - 13:32:33

   

A Câmara de Vereadores aprovou na manhã de hoje (18), em sessão ordinária, o Projeto de Lei n.º 64/2017, que estabelece o novo formato de Avaliação de Desempenho Individual, com pagamento de bônus aos servidores.

O projeto, de autoria do Poder Executivo, tem como objetivo valorizar os servidores públicos, incentivar a dedicação ao trabalho por parte do colaborador, alinhada as metas da atual gestão e a qualidade dos serviços prestados a comunidade.

De acordo com o presidente da Câmara, vereador Mano (Jiloir Pelicioli), o pagamento de bônus por desempenho e dedicação ao trabalho é um benefício a mais que está sendo concedido aos servidores concursados.

“O que nós esperamos é que as avaliações sejam justas e que questões pessoais não sejam utilizadas na hora de avaliar. Queremos que os melhores sejam premiados e que os outros sejam incentivados a se dedicar ao trabalho, porque quando falamos em serviço público, falamos em serviços destinados a população e a nossa comunidade merece serviços de qualidade.”

A avaliação será realizada pela chefia imediata e pelo próprio servidor, tendo como base critérios como, responsabilidade, conhecimento do trabalho, desempenho profissional, relacionamento interpessoal e trabalho em equipe.

Segundo o projeto, as avaliações serão realizadas duas vezes por ano. O pagamento do bônus será realizado em dinheiro, podendo chegar a 60% sobre o valor do salário-base. Terão direito ao incentivo, os servidores que alcançarem o mínimo de 60 pontos.

Também foram aprovadas duas emendas de autoria do vereador Airton Callai. A primeira estabelece a utilização dos critérios de avaliação construídos em parceria com a Dom Cabral e a segunda, garante o pagamento do retroativo, referente ao primeiro semestre deste ano.

Outra novidade no projeto, foi a inclusão dos profissionais do magistério no processo de avaliação. A medida só foi possível graças a reprovação de uma emenda da vereadora professora Cristiani.

De acordo com o vereador Callai, os professores que não quiserem participar da avaliação, devem se manifestar diretamente aos superiores.

“Dos 600 professores, nós tivemos vários que vieram até a Câmara solicitando que a categoria fosse incluída. É mais fácil, usar o princípio da isonomia e garantir o direito a todos e aqueles que não quiserem, que se manifestem.”

A professora Cristiani justificou a emenda contrária a participação dos profissionais do magistério e o único voto contrário ao projeto.

Segundo ela, o modelo de avaliação não condiz com a realidade das salas de aula e ao mesmo tempo, enquanto Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de Mato Grosso (Sintep), a luta é pela valorização do salário-base.

“A avalição por meritocracia traz problemas sérios de gestão de pessoas, ou por você ser justo ou injusto na hora de avaliar. Enquanto sindicato, nós não aprovamos penduricalhos. A nossa luta é pelo salário-base, porque é esse que conta na hora da aposentadoria.”

MT Agora - Marcello Paulino | Ascom

Mais Noticias

Delação De Funaro

Advogado de Temer diz que ''jamais'' quis imputar prática de crime a Rodrigo Maia

Delação De Funaro

Presidente da Câmara chama advogado de Temer de ''incompetente''

Delação De Funaro

Ministro Moreira Franco diz que delação de Funaro foi ''encomenda remunerada'' de Janot a Joesley

Delação De Funaro

Defesa de Temer vê ''criminoso vazamento'' de vídeos da delação de Funaro

15/10/2017 -

Funaro diz que Cunha pediu R$ 1 milhão para ''comprar'' votos a fim de aprovar impeachment de Dilma

Doleiro disse que repassou dinheiro e que o então presidente da Câmara queria garantir que a petista fosse afastada do cargo. Cunha desafiou Funaro a provar conteúdo da delação.

15/10/2017 -

Acordo de delação de Funaro prevê pagamento de multa de R$ 45 milhões e 2 anos de prisão em regime fechado

Operador de políticos do PMDB, o doleiro terá 5 anos para pagar a multa. Além dos 2 anos na cadeia, ele também ficará detido em prisão domiciliar e prestará serviços à comunidade.

15/10/2017 -

Ao contrário do que diz Temer, vídeos de Lúcio Funaro não foram vazados e estão disponíveis no site da Câmara

Trechos dos depoimentos da delação premiada do doleiro começaram a ser divulgados na sexta. Ele acusa a existência de um suposto esquema de propina envolvendo o presidente.

15/10/2017 -

Funaro relata propina, pedido de Temer e empréstimo de helicóptero para campanha de Chalita em 2012

Doleiro afirmou ao MPF que presidente solicitou, por meio de Eduardo Cunha, doações para candidato do PMDB à prefeitura de São Paulo. Segundo ele, propina abasteceu a campanha.

15/10/2017 -

Funaro detalha divisão de propina em esquema que teria beneficiado Moreira e Cunha

Segundo doleiro, o atual ministro da Secretaria-Geral e o ex-presidente da Câmara recebiam dinheiro para facilitar liberação de recursos do FGTS. Os dois negam e acusam Funaro de mentir.

14/10/2017 -

Presidente da Casa de Leis de Sorriso realiza reunião com empresários do Bairro Verdes Campos

O objetivo da reunião foi ouvir dos empresários que possuem empreendimentos nesta localidade as necessidades que o bairro possui.

13/10/2017 -

Governo sanciona lei que prevê reajuste de até 15% em dois anos para agentes fazendários de MT

Agentes de arrecadação fazendária também irão contar com pagamento mensal de verba indenizatória. Lei foi publicada no Diário Oficial do Estado.

13/10/2017 -

Funaro diz que Yunes tinha ''certeza'' de que estava repassando dinheiro em envelope

Em vídeos divulgados pelo jornal ''Folha de S.Paulo'', doleiro fez acusações contra Michel Temer, Eduardo Cunha e peemedebistas. José Yunes nega e diz que vai processar Funaro.

13/10/2017 -

''Battisti quebrou a confiança do Brasil'', diz ministro da Justiça sobre decisão de extraditar italiano

Em entrevista à BBC Brasil, Torquato Jardim diz que ida de Cesare Battisti à Bolívia com mais de R$ 10 mil é ''fato novo'' que justifica extradição. Acusado nega que tivesse tentado fugir e diz que dinheiro não era todo dele.

13/10/2017 -

PT recua e Aécio fica com margem apertada para voltar

Senador tucano precisa de 41 votos para anular seu afastamento do cargo

11/10/2017 -

Defesa de Lula apresenta mais recibos de pagamento de aluguéis de imóvel investigado na Lava Jato

Ex-presidente é acusado de receber apartamento como propina da Odebrecht. Advogados disseram que possuem os recibos originais e pediram uma audiência com o juiz Sérgio Moro para entregá-los.

11/10/2017 -

Relator de denúncia contra Temer contesta críticas e se diz ''pronto para enfrentar quem quer que seja''

Bonifácio de Andrada responde críticas e disse que seu parecer, favorável a Temer, tem embasamento jurídico. Discussão e votação do texto devem ocorrer na semana que vem.

11/10/2017 -

Vereadores de Lucas aprovam nova estrutura administrativa e garantem mais direitos aos servidores

Entre as principais mudanças no regime de previdência, está o reconhecimento das uniões estáveis, das relações homoafetivas e a garantia da licença maternidade aos pais de filhos adotados, independente, da idade do adotado.

10/10/2017 -

Vereadores de Lucas aprovam a destinação de mais de R$ 1 milhão para obras de infraestrutura

Os recursos serão investidos na manutenção de pontes, estradas vicinais pavimentadas e na elaboração de projetos para o aeroporto.

10/10/2017 -

Vereadores de Lucas aprovam R$ 3.5 milhões para a construção de escola e reforma de quadra esportiva

A nova escola da rede estadual será construída no Loteamento Dalmaso e irá atender os moradores dos bairros, Bandeirantes, Parque das Emas, Téssele Junior e Dalmaso.

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora