É só digitar o nome: site expõe endereço, telefone e e-mail de brasileiros

A página diz que os dados são repassados por operadoras e que sua atividade serve como uma lista telefônica, se baseando na Lei Geral de Telecomunicações

07/06/2017 - 06:15:43

   

Um site tem causado revolta de internautas brasileiros por expor dados pessoais sem autorização. A página "Telefone.Ninja" permite que se encontre dados de praticamente qualquer pessoa por meio de uma simples busca pelo nome.

O UOL Tecnologia testou o site e se deparou com a exposição de números de telefones (fixo ou celular), endereço residencial e e-mail (pessoal ou de trabalho) -- alguns eram dados antigos. Até o endereço de trabalho foi mostrado em um dos testes.

A página diz que os dados são repassados por operadoras e que sua atividade serve como uma lista telefônica, se baseando na Lei Geral de Telecomunicações e em duas resoluções da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). O UOL Tecnologia entrou em contato com a agência e aguarda resposta sobre a atividade do site.

Bloqueio dos dados
Segundo o site, é possível bloquear seu nome do site. Para isso, basta fazer uma busca pelo seu nome e, no fim da página, clicar em "solicitar pedido de privacidade e não exibição dos dados desta página".

Logo acima dessa opção, há a mensagem de que "os dados dessa página foram extraídos a partir de listas telefônicas públicas".

Mas a exclusão do nome na página pode não ser definitiva. Mesmo após você optar para que seus dados não sejam exibidos, o site diz que atualizações enviadas pelas operadoras podem fazer com que as informações pessoais voltem a aparecer.

Página informa endereço, telefones e e-mail de brasileiros
O site só garante que os dados sumam caso o usuário entre em contato com sua operadora de telecomunicações e peça a não divulgação de seus dados telefônicos.

Vírus?
Nesta terça, a Veja Rio divulgou o que seria um alerta emitido pela Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) contra o site. Sem muitos detalhes, citava a possibilidade "de roubar dados dos usuários e espalhar vírus associando seu IP de acesso aos dados pesquisados". O UOL Tecnologia entrou em contato com a polícia civil do Rio, que não sabia sobre o alerta e iria verificar a informação.

A empresa de segurança Kaspersky analisou a página a pedido do UOL e não viu ameaça na página.

"Analisamos o conteúdo do site e não vimos nenhum código malicioso sendo disseminado pelo site, nem pishing nem malware. A página tem os campos de busca, propaganda e o resultado das buscas. No link para remover dados também não há download de nada malicioso. É claro que a análise é deste momento, isso pode mudar", afirmou Fábio Assolini, analista da empresa.

Hospedagem fora dificulta tirar site do ar
A análise da Kaspersky revelou ainda que tanto o site quanto a suposta página para entrar em contato com os responsáveis pelo seu conteúdo estão hospedados em Budapeste, na Hungria. O servidor da página ainda conta com outros sites que oferecem serviço semelhante, provavelmente todos do mesmo dono. Pode ser uma estratégia para evitar que o site seja tirado do ar pela Justiça.

"Geralmente esse tipo de conteúdo não é hospedado no Brasil porque advogados poderiam pedir à Justiça para que ele fosse tirado do ar. Hospedando lá fora é mais fácil manter. Para tirar do ar teria que ser feito 'abuse report' para o site que está hospedado e na camaradagem solicitar que remova do ar. O dono do site geralmente vai para outro servidor", explica Assolini.

Assim, é muito difícil que uma ação na Justiça consiga derrubar o site. Segundo especialistas em direito digital, o site é ilegal se estiver vazando dados sigilosos. Um bom jeito de ver se seus dados estão públicas na internet é fazer buscas no Google por seu nome e telefone ou endereço.

Quem quiser tirar seu nome do site pode clicar na ferramenta e, se não for atendido, pode entrar na Justiça. O Ministério Público também pode entrar com ação para descobrir se os dados são públicos.

O Telefone.Ninja não é o primeiro site do tipo que aparece no Brasil e causa polêmica ao expor dados pessoais de qualquer pessoa. Em 2015, dados que seriam públicos como nome e CPF também foram expostos no site "Tudo sobre Todos" -- que continua no ar. O site pede pagamento para mostrar as informações.

A Justiça chegou a pedir a retirada do site do ar no Brasil -- ou seja, não poderia ser acessado no país, mas continuaria hospedado na Suécia.

Em maio do mesmo ano, o site Nomes Brasil --que também divulgava nome, número de CPF e a situação dos consumidores perante a Secretaria da Receita Federal foi alvo de polêmicas pois seria alimentados com dados vazados da Receita. Neste caso, o site foi retirado do ar após notificação do Ministério da Justiça.

Analistas criticam o país por não ter leis específicas para a proteção de dados – há projetos tramitando no Congresso, mas parados.

Fonte: https://tecnologia.uol.com.br/noticias/redacao/2017/06/06/site-expoe-endereco-telefone-e-e-mail-de-brasileiros-em-busca-na-internet.htm

MT Agora - UOL

Mais Noticias

Novidade

Moto Z ganha acessório da Polaroid que imprime fotos

Jan Koum

Como homem que vivia com ajuda do governo fundou o WhatApp e virou multimilionário do Vale do Silício

Acordo De Cooperação

China e Taiwan desenvolvem satélite para prever terremotos

Novidade

WhatsApp vai ganhar compartilhamento de localização em tempo real

15/10/2017 -

EUA rejeitam proposta de taxar gigantes da tecnologia

Ministro francês defendeu esta semana a proposta de seu governo de cobrar tributos sobre o volume de vendas das empresas e não por seus lucros.

06/10/2017 -

Russos usaram antivírus da Kaspersky para roubar arquivos da NSA, diz jornal

''Wall Street Journal'' diz que material secreto da agência dos EUA foi roubado usando programa antivírus desenvolvido por agência russa.

05/10/2017 -

Galaxy Note 8 vai custar R$ 4,4 mil no Brasil

Modelo chega em 21 de outubro ao país. Volta da linha Galaxy Note ocorre após o último modelo ter sido retirado do mercado por causa de baterias que podiam pegar fogo.

05/10/2017 -

Google anuncia Home Mini e Max, novas versões de dispositivo inteligente controlado por voz

Mini é modelo compacto, enquanto Max aposta na qualidade de som. Produtos serão lançados a partir de outubro em apenas sete países. Brasil está fora.

31/03/2017 -

Segundo Procon, assinantes de TV por assinatura têm direito de romper contrato

Sinais da Record TV, SBT e Rede TV saíram de algumas operadoras

20/03/2017 -

Está procrastinando? Apps te ajudam a fugir das tentações da internet

São tantas coisas para serem vistas em Facebook, WhatsApp e Instagram, que é difícil manter o foco nas outras tarefas do dia

10/02/2017 -

Quanto mais tempo no smartphone, mais chances de divórcio

Fenômeno é responsável por cada vez mais discussões entre casais

31/01/2017 -

WhatsApp deve permitir apagar mensagens já enviadas que não foram lidas

Trata-se de uma funcionalidade que vai permitir aos usuários apagarem mensagens enviadas via WhatsApp e que ainda não foram lidas pelos destinatários.

13/01/2017 -

Publicidade estraga o celular e consome mais bateria? Veja o que é verdade

A verdadeira propaganda não causaria dano ao seu aparelho.

05/01/2017 -

Loja de apps da Apple gerou US$ 20 bilhões para desenvolvedores em 2016

Receita é 40% ao que App Store enviou a criadores em 2015.

05/01/2017 -

Ford, Toyota e outras montadoras se unem por sistema multimídia

Consórcio quer desenvolver código aberto para carros. Ideia é rivalizar com as principais empresas da área: Apple e Google.

27/12/2016 -

Designer de Sinop participa do desenvolvimento da primeira prótese facial humana com o auxílio de impressão 3D

O molde foi criado através de fotografias registradas por smartphone e convertidas em 3D a partir de fotogrametria online.

20/12/2016 -

Hackers aceitam desafio e propõem ideias inovadoras em 54 horas

Desenvolvedores são desafiados a propor soluções inovadoras para três importantes áreas da sociedade: saúde, educação e segurança pública; O grupo que apresentar a melhor proposta será premiado na noite deste domingo

03/12/2016 -

Crise reduz número de assinantes de TV paga

O número de assinantes começou a cair já no início do ano passado. Em 2015, o setor perdeu 3,1% de sua base de clientes.

16/11/2016 -

Aplicativo para pedir comida e entregar na porta de sua casa

O cliente escolhe o prato, a quantidade de alimento, a hora da entrega (pode-se pedir com antecedência), os acompanhamentos, tendo todas as informações sobre os pratos – com preços bem visíveis e acessíveis – e o pagamento pode ser em cartão ou dinheiro.

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora