Novos Empreendedores

Milennials: por que essa é a geração de novos empreendedores?

A geração dos millennials vem sendo manchete por sua veia empreendedora. Estariam os millennials impulsionando uma nova revolução de startups?

Fonte: MT Agora
22 de Junho de 2020 as 15h 35min

A geração do milênio atingiu a maioridade em um mundo alimentado pelos produtos de empresários considerados “estrelas do rock” - Steve Jobs, Mark Zuckerberg, Alexis Ohanian. Programas de TV como Shark Tank, que destacam as aspirações e o potencial sucesso de empreendedores, atraíram audiências que ultrapassam 6 milhões de pessoas. Enquanto isso, a recessão de 2008 colocou em risco a estabilidade das carreiras tradicionais. Não é de admirar, então, que os millennials pareçam muito inclinados ​​ao empreendedorismo. Mas essa geração mais jovem é realmente mais empreendedora do que as gerações anteriores? 

Os dados são um tanto quanto divididos. Neste artigo sobre como a geração do milênio está transformando a força de trabalho, exploraremos o que realmente significa empreendedorismo para a geração do milênio.

Aspirações ao sucesso empresarial
A maioria das pesquisas sobre as percepções do empreendedorismo chega a uma conclusão semelhante - esta geração está voltada para um estilo de vida empreendedor. Uma dessas pesquisas recentes descobriu que 66% dos millennials tinham objetivos de iniciar seu próprio negócio. Isso pode acontecer porque a geração do milênio vê o início de seu próprio negócio como um caminho para a independência financeira e um equilíbrio flexível entre vida profissional e pessoal. 61% dos millennials acreditavam que poderiam encontrar mais segurança em seus próprios negócios, em vez de trabalhar para outra pessoa. Na direção contrária, 64% dos Baby Boomers sentiram que trabalhar para outra pessoa proporciona uma maior segurança.

Dados da Universidade de Oxford mostram que quase 15% dos estudantes relataram interesse em se tornarem empreendedores. No ano seguinte dessa pesquisa (2018), o número já havia subido para 19%.

Fracassando sem perder o entusiasmo
Apesar desses altos níveis de interesse em iniciar seus próprios negócios, os dados mostram que a geração do milênio é realmente menos provável de ser empreendedora do que as gerações anteriores. Dados da Administração de Pequenas Empresas dos EUA descobriram que menos de 4% das pessoas de 30 anos trabalhavam por conta própria em período integral. 

Na mesma idade, 5,4% da Geração X e 6,7% dos Baby Boomers eram totalmente autônomos, indicando níveis reduzidos de empreendedorismo na geração milenar. De fato, o número de americanos independentes com menos de 30 anos caiu 65% desde 1980.

Então, o que está impedindo a geração do milênio com aspirações empresariais de persegui-las? 

A falta de recursos financeiros pode ser um fator. De fato, 42% dos millennials citaram a falta de dinheiro como o principal obstáculo para iniciar seu próprio negócio. Não é de se surpreender, quando 58% também relatam que ainda estão com dívidas estudantis. Também pode ser que a geração Y ainda sinta os efeitos posteriores da crise financeira de 2008. As pesquisas mostram que as taxas de criação de startups ainda precisam se recuperar para níveis anteriores à crise.

Um outro obstáculo possível é a falta de experiência. Os dados mostram que os fundadores mais bem-sucedidos têm 45 anos e os que têm vinte anos têm menos probabilidade de construir uma empresa de alto crescimento e de fato bem sucedida. A geração do milênio, mais do que as gerações mais velhas, acredita que a falta de conhecimento é um dos principais obstáculos que os impedem de iniciar seus próprios negócios.

Indústrias disruptivas
Apesar disso, os empresários da geração do milênio estão transformando indústrias. Os millennials que estão iniciando ativamente seus próprios negócios estão fazendo isso a uma taxa que excede em muito os empreendedores que vieram antes deles. Um relatório do BNP Paribas mostra que os empresários entre 20 e 35 anos já tinham, em média, fundado o dobro de empresas que aquelas com mais de 50 anos. Isso indica que os millennials que buscam o empreendedorismo não têm medo de falhar - e falham repetidamente - em seu caminho para o sucesso no trabalho independente.

Muitas empresas fundadas por empreendedores buscam - e conseguem transformar - as indústrias tradicionais radicalmente. Stephanie Lampkin, 32 anos, fundou a Blendoor para fornecer software que evita e sinaliza ativamente preconceitos nos processos de recrutamento de RH. Seus clientes incluem Facebook, Google, Twitter e Airbnb.

Richard Lavina, 30 anos, fundou a Taxfyle, que adota uma abordagem “Uber” para conectar usuários a profissionais tributários licenciados. O Taxfyle permite que os clientes registrem um retorno em uma média de 45 minutos e têm mais de 30.000 usuários atualmente.

Whitney Wolfe Herd procurou mudar uma indústria já disruptiva - namoro online - quando lançou o Bumble. Depois de sofrer assédio usando as opções de namoro online existentes, Wolfe Herd teve a ideia de um aplicativo de namoro em que as mulheres devem iniciar a conversa. O Bumble agora tem cerca de 20 milhões de usuários em todo o mundo.

Empresas online que surfam a onda do potencial de marketing digital como criadores de site tendem também a prosperar mais do que as de mercados tradicionais.

Não é surpreendente, dada a pesquisa sobre os valores da geração, que muitas das empresas fundadas pela geração do milênio sejam movidas por objetivos sociais.

Enquanto muitos da geração são prejudicados pela instabilidade financeira ou pela falta de experiência, os millennials continuam buscando oportunidades de buscar uma paixão pessoal, ao mesmo tempo em que assumem o controle do equilíbrio entre vida pessoal e profissional. E com tantos exemplos de meios não tradicionais para o sucesso - de estrelas do rock à mega-influenciadores de mídias sociais - o empreendedorismo pode parecer a solução. Resta a questão de saber se esse apetite excessivo se manifestará em uma onda de ações futuras.


Siga MT Agora no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para entrar em nosso grupo do WhatsApp clicando AQUI e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros

COMENTARIOS

Mais de Tecnologia

Canal Digital

Uso dos canais digitais do Sicoob cresce e permite que a comunidade cooperativa continue ativa durante a quarentena

Entre março e maio, a quantidade de transações nos canais digitais do Sicoob cresceu 37%

07 de Julho de 2020 as 13h40

DPVAT

Aplicativo do Seguro DPVAT registra mais 138 mil downloads no 1º semestre de 2020

Seguradora Líder aprimorou a ferramenta, permitindo que documentos sejam enviados pelos usuários por meio de fotos ou arquivos diretamente nocelular

07 de Julho de 2020 as 07h40

Turbine seu inglês

Os Melhores canais do Youtube para Turbinar seu inglês

Vale muito a pena visitar esses canais e aprender sempre um pouco mais

26 de Março de 2020 as 09h01

Telecomunicação

Leilão da tecnologia 5G vai garantir conectividade para áreas isoladas no Brasil

Chamada pública está aberta para aprimorar o Edital de Licitação das faixas de radiofrequências que permitirão a implementação da tecnologia de quinta geração no País; saiba mais sobre a internet 5G

01 de Março de 2020 as 18h30

Tipografia

Tipografia - Qual a sua importância em projetos web?

É a tipografia que auxilia designers, publicitários e demais profissionais da comunicação a escolherem quais fontes são as ideais para um outdoor, as páginas de uma revista ou a embalagem de um produto.

11 de Dezembro de 2019 as 14h18

Governo

Portal Gov.br reúne serviços em um só local

Cerca de 1,6 mil sites do Executivo serão migrados para a nova plataforma e mais de mil serviços serão digitalizados até 2020

30 de Agosto de 2019 as 12h42

Novo Escândalo

Facebook empregou pessoas para transcrever áudios de usuários

Caso foi revelado pela Bloomberg e coloca o Facebook ao lado de Apple, Microsoft e Google, que já tinham admitido que também faziam transcrição de gravações.

13 de Agosto de 2019 as 20h49

Cartão De Crédito Virtual

Apple começa a emitir cartão de crédito para usuários selecionados

Iniciativa é parte da estratégia da empresa de focar em serviços. No segundo trimestre do ano, a empresa anunciou que tem 420 milhões de assinantes.

06 de Agosto de 2019 as 12h01

Mudança

Instagram deixa de mostrar número de curtidas das postagens

Mudança põe tema entre os mais discutidos na internet

17 de Julho de 2019 as 22h58

Liberdade De Expressão

ONU e organismos internacionais defendem liberdade de expressão online

Parlamentos e empresas de modo a assegurar esse exercício.

14 de Julho de 2019 as 23h51

Ranking

Qualidade de vida digital: conheça os países mais conectados do mundo

Conheça lugares que atraem pessoas do mundo todo com inovação, serviços online e um estilo de vida digital. Brasil está no final do ranking, em 50º lugar de 68 países.

14 de Julho de 2019 as 22h59

Tecnologia x Privacidade

Google admite que humanos escutam gravações do assistente de voz e defende prática

Empresa disse que 0,2% de áudios são ouvidos por especialistas em linguagem para ajudar a desenvolver tecnologia de reconhecimento de voz.

12 de Julho de 2019 as 19h31

Inovação

BRF digitaliza fábrica e passa a usar smartphones em controle de qualidade

O app utilizado pelos funcionários registra dados como diâmetro e temperatura das pizzas na linha de produção.

11 de Julho de 2019 as 07h27

Segurança

Instagram anuncia novos recursos para combater o bullying

Usuários poderão restringir mensagens maldosas sem que o autor sabia disso. Outra ferramenta dará um alerta a pessoa que escrever postagem ofensiva.

08 de Julho de 2019 as 21h25

Levantamento

Mais de 60% dos jovens usam celular para pagamentos, indica pesquisa

De acordo com o levantamento, 64% dos jovens realizam frequentemente ou ocasionalmente pagamentos por meio de aplicativos, enquanto 57% fazem essas operações em navegadores móveis.

06 de Julho de 2019 as 22h21

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

veja +

COTAÇÃO