Quanto mais tempo no smartphone, mais chances de divórcio

Fenômeno é responsável por cada vez mais discussões entre casais

10/02/2017 - 05:55:12

   

Cuidado. O mal-estar gerado pelo hábito de trocar o parceiro pelo celular leva a discussões e deteriora a relação

Um casal divide uma mesa em um restaurante ou está sentado lado a lado no sofá de casa. Uma das partes quer conversar, mas do outro lado, a reação vem em forma de silêncio – ou, pior, o olhar para baixo... O motivo? Seu interlocutor está – para desespero e raiva do acompanhante – vidrado na tela do celular.

A cena descrita é um bom exemplo de “phubbing” (do inglês phone snubbing, ou “ignorar com o celular”), fenômeno que vem ganhando cada vez mais adeptos em tempos de conexão. A descrição pode até suscitar algum riso, a princípio, mas trata-se de uma questão séria. Estudo conduzido pelo pesquisador James A. Roberts, da Universidade Baylor, EUA, aponta que 46,3% de um universo de 453 adultos entrevistados tinham sofrido phubbing por parte do parceiro – e 22,6% declararam que essa prática era fonte de conflito.

Não é tarefa das mais intrincadas entender o motivo da celeuma. Em primeiro lugar, o tempo que uma das partes passa imersa em seu dispositivo não está, claro, sendo direcionada a algo significativo que contribua para a relação. Mas não só. O hábito acaba resvalando em discussões que podem minar a relação. Não bastasse, quem é ignorado pelo parceiro por conta do celular está mais propenso a se sentir deprimido (na verdade, 36,6% tinham experimentado esse sentimento pelo menos em uma ocasião).

“Na realidade, o problema acontece quando existe uma descoordenação no casal, e uma das partes sente falta de atenção. Existem outros casos nos quais ambos utilizam muito o celular em companhia do outro ou que só se comunicam por WhatsApp, mas não sentem culpa, pois estão em igualdade”, explica o psicólogo Enrique García Huete, diretor da Quality Psicólogos e professor da Universidade Cisneros (Madri) ao site “El País”.

García, que trata pessoas viciadas no uso de celular, frisa que o phubbing é um problema cada vez mais recorrente quando um casal busca terapia. “Reclamam bastante que o outro está sempre agarrado no telefone e não presta atenção no cônjuge. Curiosamente, costumam ser mais os homens que fazem isso, mas não poderia dizer que é um problema em si para se recorrer à terapia. É mais um fator que influencia, mas não o único”, disse, ao periódico.

Estudo. Foi comprovado que 36,6% das pessoas entrevistadas já foram ignoradas por causa do celular por parte de seu cônjuge e foram mais propensas a se sentirem deprimidas.

Dispositivos causam vício
​O psicólogo García Huete explica que no momento em o indivíduo percebe que acabou estabelecendo uma relação de dependência no que tange ao uso de seu aparelho celular ou tablet, é preciso procurar ajuda especializada. “Temos que tratá-la (a dependência) como se estivéssemos enfrentando uma substância viciante, porque, na verdade, ela produz a mesma sensação gratificante a curto prazo e inquietação, ansiedade e síndrome de abstinência quando nos falta”, conta.

Entre os cuidados básicos para se evitar se deixar dominar pelo vício em relação às telas, está, por exemplo, o reforço dos próprios mecanismos de controle das emoções. Mas a lista é ampla: “Planejar horários limitados para o uso e, se o problema se deriva do trabalho, utilizar dois celulares: um exclusivo para o âmbito de trabalho e outro para socializar”, aconselha Huete.

Evidentemente, é quase inevitável que em algum momento pontual do dia a dia todos nós utilizemos o aparelho celular em frente a um terceiro. Mas se o problema começa a tomar ares mais sérios e nada do que foi dito antes surtir efeito, uma saída seria formalizar um contrato proposto na internet, chamado “Stop Phubbing”. Cada um pode adaptá-lo a quem desejar: amigos, família e, claro, ao cônjuge.

MT Agora - O Tempo

Mais Noticias

Celulares

MT tem mais de um celular por habitante; jornalista com 15 aparelhos cita hobby

Netflix

Estão usando sua Netflix de graça? saiba o que fazer

Edição Comemorativa

iPhone X começa a ser vendido em 8 de dezembro no Brasil

Versão Sem Conexão Móvel

Apple inicia venda de versão ''desconectada'' do relógio inteligente Watch Series 3 no Brasil

16/11/2017 -

Moto Z ganha acessório da Polaroid que imprime fotos

Gadget pode colocar no papel imagens tiradas pela câmera do aparelho ou de Facebook, Instagram e Google Photos.

16/11/2017 -

Como homem que vivia com ajuda do governo fundou o WhatApp e virou multimilionário do Vale do Silício

Imigrante da Ucrânia, Jan Koum tinha uma renda familiar baixa e precisou de subsídios do governo americano para sobreviver; hoje, faz parte da direção do Facebook, que comprou sua empresa, e tem uma fortuna estimada em R$ 31,7 bilhões.

13/11/2017 -

China e Taiwan desenvolvem satélite para prever terremotos

Tremores geram anomalias eletromagnéticas antes de ocorrer e podem ser antecipados. Cooperação é considerada marco.

17/10/2017 -

WhatsApp vai ganhar compartilhamento de localização em tempo real

Usuários poderão enviar posição atual e determinar por quanto tempo sua movimentação poderá ser vista. Novidade chega para aparelhos Android e iOS nas próximas semanas.

15/10/2017 -

EUA rejeitam proposta de taxar gigantes da tecnologia

Ministro francês defendeu esta semana a proposta de seu governo de cobrar tributos sobre o volume de vendas das empresas e não por seus lucros.

06/10/2017 -

Russos usaram antivírus da Kaspersky para roubar arquivos da NSA, diz jornal

''Wall Street Journal'' diz que material secreto da agência dos EUA foi roubado usando programa antivírus desenvolvido por agência russa.

05/10/2017 -

Galaxy Note 8 vai custar R$ 4,4 mil no Brasil

Modelo chega em 21 de outubro ao país. Volta da linha Galaxy Note ocorre após o último modelo ter sido retirado do mercado por causa de baterias que podiam pegar fogo.

05/10/2017 -

Google anuncia Home Mini e Max, novas versões de dispositivo inteligente controlado por voz

Mini é modelo compacto, enquanto Max aposta na qualidade de som. Produtos serão lançados a partir de outubro em apenas sete países. Brasil está fora.

07/06/2017 -

É só digitar o nome: site expõe endereço, telefone e e-mail de brasileiros

A página diz que os dados são repassados por operadoras e que sua atividade serve como uma lista telefônica, se baseando na Lei Geral de Telecomunicações

31/03/2017 -

Segundo Procon, assinantes de TV por assinatura têm direito de romper contrato

Sinais da Record TV, SBT e Rede TV saíram de algumas operadoras

20/03/2017 -

Está procrastinando? Apps te ajudam a fugir das tentações da internet

São tantas coisas para serem vistas em Facebook, WhatsApp e Instagram, que é difícil manter o foco nas outras tarefas do dia

31/01/2017 -

WhatsApp deve permitir apagar mensagens já enviadas que não foram lidas

Trata-se de uma funcionalidade que vai permitir aos usuários apagarem mensagens enviadas via WhatsApp e que ainda não foram lidas pelos destinatários.

13/01/2017 -

Publicidade estraga o celular e consome mais bateria? Veja o que é verdade

A verdadeira propaganda não causaria dano ao seu aparelho.

05/01/2017 -

Loja de apps da Apple gerou US$ 20 bilhões para desenvolvedores em 2016

Receita é 40% ao que App Store enviou a criadores em 2015.

05/01/2017 -

Ford, Toyota e outras montadoras se unem por sistema multimídia

Consórcio quer desenvolver código aberto para carros. Ideia é rivalizar com as principais empresas da área: Apple e Google.

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora