Maju Fala Sobre A Fama

'É assustador', diz Maria Júlia Coutinho, a Maju, sobre fama após JN

Um dia de trabalho na vida da 'moça do tempo' do 'Jornal Nacional', que revelou detalhes da sua carreira e vida pessoal.

Fonte:MT Agora - EGO
19 de Junho de 2015 as 21h 56min

“É legal, mas ao mesmo tempo é muito assustador isso tudo”, afirma Maria Júlia Coutinho - mais conhecida como Maju  - durante um intervalo na sua rotina como a nova “moça do tempo” do "Jornal Nacional". A jornalista trabalhava na emissora como repórter em São Paulo desde 2007, mas há dois anos recebeu a incumbência de traduzir para o público as previsões meteorológicas. “Quando surgiu o convite, confesso que achei inusitado. Nunca imaginei que essa seria minha trilha aqui, mas topei o desafio.”

Mas foi há dois meses, quando estreou no horário nobre da emissora, que ela viu sua vida virar de cabeça para baixo e as pessoas começarem a ter curiosidade pela sua vida. “É muito estranho para mim ser o alvo da entrevista. Eu me vejo na condição de entrevistadora e fico tentando imaginar o que podem me perguntar.  Fico fazendo um media training comigo mesmo (risos). Me sinto vulnerável e tenho certo receio da superexposição. Mas, ao mesmo tempo, isso tudo é muito bom porque é um reconhecimento do meu trabalho”, conta.

A equipe de reportagem do EGO acompanhou um dia de trabalho da jornalista, que apresenta os boletins de tempo na programação da Globo São Paulo, além de entrar ao vivo na segunda edição do “SPTV” e do “JN”. “Como funciona isso, gente? É engraçado que é um terceiro olhar sobre meu trabalho. Fico meio sem graça”, diz ela que admite ser uma pessoa tímida.

Filha de professores, a paulistana de 36 anos nunca quis ou imaginou ser famosa. Antes do jornalismo, ela pensou em entrar no magistério, mas foi graças a um teste vocacional que percebeu que queria cursar jornalismo. “Sempre fui muito comunicativa e cresci rodeada de livros e jornais”, explica ela, que é fã de cinema europeu, literatura clássica e filosofia.

Ela acredita que a sua popularidade se deve a informalidade e da linguagem que usa. “Claro que sempre tenho muito cuidado para não exagerar. Mas acho que agradou o público porque fica um clima informal, de bate papo de elevador”.

Maratona

Maju acorda todos os dias antes das 7h. Mas ao contrário do que possa se pensar, olhar a janela, não é a primeira coisa que ela faz: “Claro que eu fico atenta ao tempo, mas também não é algo que perca o sono (risos). Fico triste quando digo que o tempo ficará firme e quando vejo, está chovendo. Vou atrás para saber o que aconteceu... Mas brinco dizendo que é previsão do tempo e não é precisão”.

Antes de ir para a sede da Globo em São Paulo, ela faz ioga e – em alguns dias da semana – faz pilates em um estúdio perto de sua casa. Durante as manhãs, também faz questão de passear com sua cadela de estimação – a golden retriever Lola - e cuida da casa onde mora com o marido, o publicitário Agostinho Moura. Eles são casados desde 2009. “Ele também está se acostumando com esse turbilhão, mas é muito companheiro e tranquilo. É ciumento na medida”, diverte-se.

A jornalista costuma chegar à emissora às 13h e já vai direto para o camarim dos jornalistas, onde se arruma e faz a maquiagem porque, às vezes, apresenta os boletins de trânsito e tempo da capital paulista às 14h15. No dia em que a equipe de reportagem do EGO acompanhou a jornalista, em vez desses boletins, Maju foi a convidada do “Programa do Jô”. “Nunca imaginei que um dia sentaria naquele sofá”.

Reunião

Após essa primeira etapa, ela vai para o Departamento de Arte da Globo, onde tem uma reunião com os meteorologistas e ilustradores. “Definimos quais são os assuntos mais importantes. Depois passo para os apresentadores e editores do Rio algumas sugestões de roteiro. Hoje, por exemplo, que temos um tempo mais curto no jornal por conta do futebol, tenho duas sugestões: falar da situação no Norte do país que está complicada, com cheias de rios, e a temperatura. A partir disso, o William Bonner e a Renata Vasconcellos perguntam o que eles quiseram”, explica.

Por volta das 17h, ela volta para maquiagem para retocar o visual e escolhe com as chefes do figurino o que vai vestir no SPTV e no Jornal Nacional. “Geralmente, eu uso duas roupas por dia, mas hoje, como teve o Programa do Jô, troquei de roupa três vezes. Eu uso o que me sinto confortável, mas confesso que não é com a roupa que mais me preocupo para entrar no ar”, diverte-se.

Maju conta que gosta de ajudar as meninas do figurino e, inclusive, leva roupas do seu acervo pessoal para usar. “Tem várias roupas minhas aqui”, diz ela, enquanto olha sua arara na sala de figurino. “Gosto de roupas coloridas. Outra preocupação é que tenho muito quadril, então tenho de tomar cuidado com calças. Geralmente, peço para usar pantalonas para ficar mais elegante”.

Às 18h, ela diz ter o “seu momento”, quando se prepara e faz um lanchinho, já que às 19h entra ao vivo na segunda edição do SPTV e, logo depois, no Jornal Nacional. No seu cardápio, alimentos orgânicos e integrais. “Tento não consumir muito açúcar, mas também não sou pirada”.

Segundo Maju, ela não tem nenhuma superstição ao entrar no ar. “Faço uma respiração, que aprendi na ioga, e a fonoaudióloga me ensinou a enumerar tudo que preciso falar”.

A jornalista comemora que ainda não cometeu nenhuma “gafe” ao vivo, mas confessa que seu momento sem graça no ar foi a primeira vez que foi chamada pelo seu apelido por Bonner. “Esse apelido veio da época da faculdade e o primeiro a me chamar na Globo foi o Chico Pinheiro. A gente já tinha conversado em começar a usar no JN, mas eu não sabia quando seria isso. Se você reparar, eu fico meio sem reação”.

Após a sua participação no Jornal Nacional, Maju faz uma rápida reunião com os editores, meteorologista e ilustradores para definir o dia seguinte. Por volta das 22h, o turno de trabalho da jornalista se encerra. “Me lembro que quando fui convidada para esse cargo, meus amigos ficaram de gracinha porque eu iria virar moça do tempo e que iria apenas desfilar na Globo (risos). Não sei porque tem esse menosprezo pela meteorologia porque é um trabalho muito importante.  E não é nada de moleza. Trabalho muito”, defende-se.

Ela conta que está completamente satisfeita com seu trabalho, mas que tem muitos sonhos para sua carreira. “Estou bem e feliz, mas claro que mais para frente tenho outros sonhos. Pode ser na reportagem ou na bancada. Eu gosto da apresentação e gostaria muito de ser correspondente internacional”, conta. Já na vida pessoal, ela diz que sonha um dia em ser mãe. “A gente pensa, mas não agora. Como ainda não sou mãe, trato a meteorologia como um filho (risos)”. E está provando que é uma ótima mãe, Maju!


Siga MT Agora no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para entrar em nosso grupo do WhatsApp clicando AQUI e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros

COMENTARIOS

Mais de Variedades

Jogos

Sonhe... E jogue esses caça-níqueis de fantasia

De programas de TV à mitologia antiga, viaje em jogos clássicos - os jogadores são mimados com opções de escolha

10 de Agosto de 2020 as 14h26

Versões PcD

Por que versões PCD de carros estão fadadas a desaparecer ainda neste ano

Versão PCD do Chevrolet Tracker respondeu por 1/3 das vendas totais do SUV compacto em junho e novas encomendas hoje estão suspensas

18 de Julho de 2020 as 22h30

Dicas Valiosas

Três dicas para manter a calma e retomar o controle da sua vida durante a crise da covid-19

A palestrante, escritora e especialista em fisiologia Debora Garcia aponta medidas que podemos adotar para não perder o controle das nossas vidas e da nossa calma durante as aflições da pandemia.

18 de Julho de 2020 as 12h55

Imóveis

Corretores esperam ansiosos a retomada nas vendas de imóveis em Campo Grande

Entenda um pouco sobre como é o setor imobiliário

17 de Julho de 2020 as 09h20

Economizar

10 dicas para economizar energia elétrica durante o período de isolamento social

Professor do curso de Engenharia Elétrica da Unic Rondonópolis pontua ações que ajudam ecossistema

10 de Julho de 2020 as 05h05

Dicas Práticas

Dicas práticas para otimizar seu espaço para trabalhar em casa

Como projetar seu escritório em casa para aumentar sua produtividade

13 de Maio de 2020 as 16h21

Fim de um Ciclo

Casamento de Whindersson Nunes e Luisa Sonza chega ao fim

Os dois publicaram o mesmo texto, porém, com fotos diferentes.

29 de Abril de 2020 as 13h21

Curso e Qualificação

COVID-19: cursos gratuitos para fazer durante a quarentena

Abaixo, listamos alguns cursos gratuitos que têm feito muito sucesso.

15 de Abril de 2020 as 22h57

Coronavírus

Qual a situação dos outros países em relação ao novo coronavírus?

Quatro em cada cinco casos da doença são leves, cerca de 5% dos infectados ficam em estado grave e cerca de 3% acaba morrendo.

27 de Março de 2020 as 11h42

Mega-Sena

Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 8,5 milhões no sábado

As apostas para o próximo concurso da Mega-Sena podem ser feitas até as 19h de sábado

13 de Março de 2020 as 04h30

Artigo

Você sabe o que é significa protecionismo alfandegário?

Em maior ou menor grau, todos os países tomam medidas protecionistas. E todas elas visam combater o mercado internacional.

11 de Março de 2020 as 15h20

FORA DE JOGO

Justiça mantém Ronaldinho e Assis presos por 6 meses no Paraguai

Juíza de plantão em Assunção, Paraguai, negou neste sábado o pedido de prisão domiciliar feito pelos advogados do ex-jogador e de seu irmão

07 de Março de 2020 as 19h46

Ganhadores

Duas apostas acertam seis dezenas da Mega e dividem R$ 200 milhões

Apostadores são de Rio Branco e de Fortaleza

28 de Fevereiro de 2020 as 07h50

Cafeteria

Cafeteria gourmet: o que é necessário para abrir uma

Existem alguns passos que devem ser seguidos confira

20 de Janeiro de 2020 as 13h03

Saúde

Mochilas pesadas na infância podem acarretar problemas na fase adulta

Além do excesso de peso, a forma de carregá-lo pode ser prejudicial

14 de Janeiro de 2020 as 19h06

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

veja +

COTAÇÃO